Text page

NBR ISO/IEC 17025: Os requisitos para a competência de laboratórios de ensaio e calibração

Essa norma estabelece os requisitos gerenciais e técnicos para a competência de laboratórios em fornecer resultados de ensaio e calibração tecnicamente válidos. Indicada para o uso de laboratórios de calibração e ensaio no desenvolvimento de seu sistema de gestão da qualidade.


10/10/2011 - Equipe Target

A gestão da qualidade em laboratórios

Um laboratório, seja de que categoria for, necessita ter um programa de gestão para garantir ser tecnicamente competente e capaz de gerar resultados tecnicamente válidos. Quando a gestão é baseada na norma ISO 9001 e obtém a certificação pode não estar apto para demonstrar sua competência técnica ou que é capaz de produzir resultados de ensaios e/ou calibrações com a devida qualidade técnica.

Assim, o credenciamento na norma ISO/IEC 17025 não é a mesma coisa que possuir o certificado ISO 9001, já que a aceitação de resultados de calibração e de ensaio entre países será mais fácil se os laboratórios operarem de acordo com esta norma internacional. Além disso, ficará mais relevante se conseguirem credenciamento de organismos de seus países de origem que fizeram acordos de reconhecimento mútuo com organismos equivalentes em outros países que usam esta norma internacional.

Em resumo, a adequação das atividades gerenciais e técnicas do laboratório de acordo com os critérios da ISO/IEC 17025 deve ser vista não como um custo, mas como um investimento de médio e longo prazos e cujo retorno comercial e financeiro certamente será garantido pela comprovação da competência técnica do laboratório perante o mercado. O próprio Inmetro explica que a acreditação de laboratórios não é concedida para atividades de natureza subjetiva ou interpretativa, tais como expressão de opinião, investigação de falhas ou consultoria, mesmo que essas atividades sejam baseadas em resultados de calibrações ou ensaios objetivos.

A acreditação é de natureza voluntária, sendo concedida para qualquer laboratório que realize serviços de calibração e/ou ensaio, em atendimento à própria demanda interna ou de terceiros, independente ou vinculado a outra organização, de entidade governamental ou privada, nacional ou estrangeiro, independente do seu porte ou área de atuação. Implantar um sistema de qualidade num laboratório exige esforço de todo o pessoal envolvido, uma vez que alguns procedimentos a serem desenvolvidos podem demandar um considerável tempo. As mudanças que serão feitas exigem muito mais que a simples adequação de equipamentos ou a aquisição de novos bens, sendo importante que haja mudança de comportamento de todo o quadro de funcionários do laboratório. Eles devem ter a consciência que a qualidade final do processo de medição será alcançada se em todas as etapas possuírem responsabilidades e objetivos bem definidos que consequentemente levarão à qualidade.

Com a NBR ISO/IEC 17025, um laboratório deve padronizar seus serviços para que funcionem de acordo com especificações e que garantam a qualidade no resultado final. Dessa forma, os laboratórios terão capacidade de concorrer uns com os outros e aquele que apresentar diferenciais terá vantagens sobre os demais, podendo assim conquistar um mercado cada vez maior e exigente.

Um laboratório para produzir resultados válidos, deve ter pessoas competente para desenvolver as atividades exigidas pelos clientes. O diferencial pode estar no fato de se buscar superar as expectativas dos clientes, obtendo resultados com menores incertezas de medição que o de outros laboratórios e se possível com um menor tempo de execução dos serviços. O sistema de qualidade de um laboratório deve ser: apropriado – deve estar conivente com a realidade da organização, respeitando sua tradição, seu tamanho e suas necessidades; documentado – essa documentação deve estar a disposição de todos aqueles envolvidos no trabalho do laboratório para consultarem sempre que necessário, os funcionários devem ter a capacidade de entendê-la, avaliá-la e implementá-la quando preciso for; mantido de forma a desenvolver e cumprir os termos do Manual de Qualidade, documento é considerado como um dos pilares da qualidade de um laboratório.

Enfim, a implantação de um sistema de gestão da qualidade leva a benefícios externos, já que é uma das principais estratégias competitivas em diversas empresas. Para o laboratório, pode garantir a confiabilidade, a rastreabilidade, as condições técnicas e ambientais adequadas à realização dos ensaios, garantia da qualidade e relatórios de ensaios com as informações necessárias. Isso propicia a captação de novos clientes e a ampliação do mercado de atuação da organização, proporcionando a satisfação e a fidelidade do cliente. Também, melhora a imagem da empresa, o relacionamento com os fornecedores e a aceitação mútua dos serviços no mercado globalizado. Internamente, a organização ganha com a melhoria de resultados, ensaios mais confiáveis, com rastreabilidade e aumento de lucros, devido à redução de perdas e do desperdício.

Mais informações sobre a norma, clique no link abaixo:

NBRISO/IEC17025 – Requisitos gerais para competência de laboratórios de ensaio e calibração

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Sistemas de gestão da qualidade - Fundamentos e vocabulário
NBRISO9000 de 09/2015

Sistemas de gestão da qualidade - Fundamentos e vocabulário