Normas do comitê: CB-017: TÊXTEIS E DO VESTUÁRIO com a palavra-chave: TÊXTEIS

30 registro(s) encontrado(s) em 0,276 segundos.

Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte C06: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-C06 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte C06: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial

Esta parte da NBRISO105 especifica métodos destinados à determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas aos procedimentos de lavagens doméstica ou comercial usados para artigos domésticos usando um detergente de ref...

Têxteis - Atmosferas-padrão para condicionamento e ensaio
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO139 de 07/2008 - Têxteis - Atmosferas-padrão para condicionamento e ensaio

Esta Norma define as características e uso de uma atmosfera-padrão de condicionamento para determinar as propriedades físicas e mecânicas de têxteis e uma atmosfera-padrão alternativa que possa ser usada mediante acordo entre as partes.

Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J03: Cálculo de diferenças da cor
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-J03 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J03: Cálculo de diferenças da cor

Esta parte da NBRISO105 fornece um método para o cálculo de diferença da cor entre dois corpos de prova do mesmo material, medido sob as mesmas condições, de modo que o valor numérico ?Ecmc (l:c) para a diferença total da cor quantifique o grau de dife...

Têxteis - Ensaio de solidez da cor - Parte B01: Solidez da cor à luz: Luz do dia
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-B01 de 04/2009 - Têxteis - Ensaio de solidez da cor - Parte B01: Solidez da cor à luz: Luz do dia

Descreve um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas sob a ação da luz do dia. Permite o uso de dois diferentes conjuntos de tecidos de lã azul de referência. 0s resultados dos dois diferentes con...

Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F09: Especificação para tecido-testemunha de algodão para friccionamento
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-F09 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F09: Especificação para tecido-testemunha de algodão para friccionamento

Esta parte da NBRISO105 especifica um tecido-testemunha de algodão para friccionamento que pode ser usado para a avaliação da transferência da cor nos ensaios de solidez da cor à fricção. As propriedades de manchamento do tecido-testemunha de algodão p...

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E08: Solidez da cor à água quente
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E08 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E08: Solidez da cor à água quente

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, sob a ação da água quente. O método é principalmente aplicável em lã e têxteis contendo lã.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte C09: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial - Efeito do alvejamento oxidativo usando um detergente de referência não fosfatado, incorporando um ativador de alvejamento à baixa temperatura
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-C09 de 09/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte C09: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial - Efeito do alvejamento oxidativo usando um detergente de referência não fosfatado, incorporando um ativador de alvejamento à baixa temperatura

Especifica um método relevante ao consumidor para determinar a alteração de tonalidade de têxteis de todos os tipos e em todas as formas (com exclusão de seda e lã), aos procedimentos de lavagem doméstica/comercial, nos quais se emprega um ativador de ...

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B06: Solidez da cor e envelhecimento à luz artificial a elevadas temperaturas: Ensaio de desbotamento com lâmpada de arco de xenônio
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-B06 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B06: Solidez da cor e envelhecimento à luz artificial a elevadas temperaturas: Ensaio de desbotamento com lâmpada de arco de xenônio

Esta parte da NBRISO105 descreve um método para determinação da solidez da cor e propriedades de envelhecimento de todos os tipos e formas de têxteis tintos e estampados e/ou outros substratos orgânicos sob a ação de uma fonte de luz artificial represe...

Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F02: Especificação para tecidos-testemunha de algodão e viscose
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-F02 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F02: Especificação para tecidos-testemunha de algodão e viscose

Esta parte da NBRISO105 especifica um tecido-testemunha não tinto de algodão (e um não tinto de viscose) que pode ser usado para a avaliação da transferência da cor nos ensaios de solidez da cor. As propriedades de manchamento do tecido-testemunha de a...

Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte B07: Solidez da cor à luz de têxteis umectados com suor artificial
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-B07 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte B07: Solidez da cor à luz de têxteis umectados com suor artificial

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinar a resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas sob a ação combinada do efeito da mectação com soluções artificiais de suor ácido ou alcalino e uma fonte de luz artific...

Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J02: Avaliação instrumental do grau de branco relativo
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-J02 de 07/2011 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J02: Avaliação instrumental do grau de branco relativo

Esta parte da NBRISO105 especifica um método indicado para quantificar o grau de branco e a nuança de têxteis, incluindo materiais fluorescentes.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E05: Solidez da cor ao manchamento: Ácido
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E05 de 03/2011 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E05: Solidez da cor ao manchamento: Ácido

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas à ação de soluções diluídas de ácidos orgânicos e minerais.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E12: Solidez da cor à batanagem: Batanagem alcalina
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E12 de 06/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E12: Solidez da cor à batanagem: Batanagem alcalina

Especifica um método para determinação da resistência da cor de lã e têxteis contendo lã sob a ação de sabão e soluções de carbonato de sódio utilizadas em batanagem alcalina (método severo) ou da solução de sabão apenas (método suave). O método suave ...

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte D02: Solidez da cor à fricção: Solventes orgânicos
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-D02 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte D02: Solidez da cor à fricção: Solventes orgânicos

Especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, exceto fibras soltas, à ação combinada de fricção e de solventes orgânicos empregados na remoção de manchas, isto é, "manchamento" localizad...

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G02: Solidez da cor aos fumos de gases queimados
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-G02 de 06/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G02: Solidez da cor aos fumos de gases queimados

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, exceto fibras soltas, sob a exposição a óxidos de nitrogênio atmosféricos como os derivados da combustão do gás buta...

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte F10 - Especificação para tecido-testemunha de multifibras
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-F10 de 05/2007 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte F10 - Especificação para tecido-testemunha de multifibras

Esta Norma da NBRISO105 estabelece as exigências gerais para tecidos-testemunha de multifibras não tintos que podem ser usados na avaliação de processos de ensaios de solidez para avaliação de transferência da cor. Os tecidos-testemunha de multifibras ...

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B03: Solidez da cor ao intemperismo: Exposição ao meio ambiente exterior
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-B03 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B03: Solidez da cor ao intemperismo: Exposição ao meio ambiente exterior

Esta parte da NBRISO105 descreve um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todo o tipo, exceto fibras soltas à ação do intemperismo como determinado na exposição ao meio ambiente externo.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E16: Solidez da cor ao manchamento com água em tecidos de revestimento
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E16 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E16: Solidez da cor ao manchamento com água em tecidos de revestimento

Esta parte da NBRISO105 descreve um método para avaliação do efeito do manchamento com água em tecidos para revestimento de todas as formas, incluindo os tecidos, naturais, branqueados, tintos e estampados.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E11: Solidez da cor a vaporização
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E11 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E11: Solidez da cor a vaporização

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas à ação do vapor sob pressão atmosférica.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B08: Controle de qualidade dos tecidos de lã azul de referência 1 a 7
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-B08 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B08: Controle de qualidade dos tecidos de lã azul de referência 1 a 7

Esta parte da NBRISO105 descreve um método para efetuar o controle de qualidade de produção de tecidos de lã azul de referência 1 a 7 que serão usados em partes apropriadas das séries NBRISO105-B de métodos de ensaios de solidez da cor à luz.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G01: Solidez da cor aos óxidos de nitrogênio
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-G01 de 06/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G01: Solidez da cor aos óxidos de nitrogênio

Especifica dois métodos para determinação da resistência da cor de têxteis, de todos os tipos e em todas as formas, à ação de óxidos de nitrogênio produzidos durante a combustão de gás, carvão, óleo etc., e quando o ar passa sobre filamentos aquecidos....

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E07: Solidez da cor ao manchamento: Água
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E07 de 03/2011 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E07: Solidez da cor ao manchamento: Água

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas ao manchamento com água.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E06: Solidez da cor ao manchamento: Álcali
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E06 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E06: Solidez da cor ao manchamento: Álcali

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, sob a ação de soluções alcalinas diluídas.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E10: Solidez da cor à decatizagem
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E10 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E10: Solidez da cor à decatizagem

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis sob a ação do vapor, similar ao empregado na decatizagem de tecidos de lã. Dois ensaios, moderado e severo, são dados.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor Parte E09: Solidez da cor ao tratamento a úmido
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E09 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor Parte E09: Solidez da cor ao tratamento a úmido

Especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, sob a ação da água em ebulição. É principalmente aplicável em lã e têxteis contendo lã.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B04: Solidez da cor ao intemperismo artificial: Ensaio de lâmpada de desbotamento ao arco de xenônio
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-B04 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B04: Solidez da cor ao intemperismo artificial: Ensaio de lâmpada de desbotamento ao arco de xenônio

Esta parte da NBRISO105 descreve um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todo o tipo, exceto sobras soltas, às ações das intempéries como determinado pela exposição às condições simuladas de intemperismo num ambiente equipado co...

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B05: Verificação e avaliação de fotocromismo
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-B05 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B05: Verificação e avaliação de fotocromismo

Esta parte da NBRISO105 especifica um método planejado para a verificação e avaliação de alteração da cor após leve exposição à luz de têxteis coloridos que sofrem alteração da cor quando expostos à luz, mas que virtualmente retornam à sua cor original...

Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte G03: Solidez da cor ao ozônio na atmosfera
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-G03 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte G03: Solidez da cor ao ozônio na atmosfera

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinar a resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas sob a ação do ozônio na atmosfera, à temperatura ambiente, com umidade relativa não excedendo 65 %, e a temperaturas ele...

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E13: Solidez da cor à feltragem ácida: Severa
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E13 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E13: Solidez da cor à feltragem ácida: Severa

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis em todas as formas sob a ação de ácidos, como usado sob condições severas nos processos de feltragem ácida.

Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E14: Solidez da cor à feltragem ácida: Suave
Vigente
add_shopping_cart
Norma Brasileira
star_border
NBRISO105-E14 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E14: Solidez da cor à feltragem ácida: Suave

Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis sob a ação de ácidos diluídos e ácidos minerais quentes, como usado sob condições suaves de feltragem na fabricação de chapéus e indústrias de feltros.

Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte C06: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial

NBRISO105-C06 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte C06: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial

  • Esta parte da NBRISO105 especifica métodos destinados à determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas aos procedimentos de lavagens doméstica ou comercial usados para artigos domésticos usando um detergente de ref... Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte C06: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Atmosferas-padrão para condicionamento e ensaio

NBRISO139 de 07/2008 - Têxteis - Atmosferas-padrão para condicionamento e ensaio

  • Esta Norma define as características e uso de uma atmosfera-padrão de condicionamento para determinar as propriedades físicas e mecânicas de têxteis e uma atmosfera-padrão alternativa que possa ser usada mediante acordo entre as partes. Têxteis - Atmosferas-padrão para condicionamento e ensaio
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J03: Cálculo de diferenças da cor

NBRISO105-J03 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J03: Cálculo de diferenças da cor

  • Esta parte da NBRISO105 fornece um método para o cálculo de diferença da cor entre dois corpos de prova do mesmo material, medido sob as mesmas condições, de modo que o valor numérico ?Ecmc (l:c) para a diferença total da cor quantifique o grau de dife... Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J03: Cálculo de diferenças da cor
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaio de solidez da cor - Parte B01: Solidez da cor à luz: Luz do dia

NBRISO105-B01 de 04/2009 - Têxteis - Ensaio de solidez da cor - Parte B01: Solidez da cor à luz: Luz do dia

  • Descreve um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas sob a ação da luz do dia. Permite o uso de dois diferentes conjuntos de tecidos de lã azul de referência. 0s resultados dos dois diferentes con... Têxteis - Ensaio de solidez da cor - Parte B01: Solidez da cor à luz: Luz do dia
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F09: Especificação para tecido-testemunha de algodão para friccionamento

NBRISO105-F09 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F09: Especificação para tecido-testemunha de algodão para friccionamento

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um tecido-testemunha de algodão para friccionamento que pode ser usado para a avaliação da transferência da cor nos ensaios de solidez da cor à fricção. As propriedades de manchamento do tecido-testemunha de algodão p... Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F09: Especificação para tecido-testemunha de algodão para friccionamento
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E08: Solidez da cor à água quente

NBRISO105-E08 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E08: Solidez da cor à água quente

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, sob a ação da água quente. O método é principalmente aplicável em lã e têxteis contendo lã. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E08: Solidez da cor à água quente
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte C09: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial - Efeito do alvejamento oxidativo usando um detergente de referência não fosfatado, incorporando um ativador de alvejamento à baixa temperatura

NBRISO105-C09 de 09/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte C09: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial - Efeito do alvejamento oxidativo usando um detergente de referência não fosfatado, incorporando um ativador de alvejamento à baixa temperatura

  • Especifica um método relevante ao consumidor para determinar a alteração de tonalidade de têxteis de todos os tipos e em todas as formas (com exclusão de seda e lã), aos procedimentos de lavagem doméstica/comercial, nos quais se emprega um ativador de ... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte C09: Solidez da cor à lavagem doméstica e comercial - Efeito do alvejamento oxidativo usando um detergente de referência não fosfatado, incorporando um ativador de alvejamento à baixa temperatura
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B06: Solidez da cor e envelhecimento à luz artificial a elevadas temperaturas: Ensaio de desbotamento com lâmpada de arco de xenônio

NBRISO105-B06 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B06: Solidez da cor e envelhecimento à luz artificial a elevadas temperaturas: Ensaio de desbotamento com lâmpada de arco de xenônio

  • Esta parte da NBRISO105 descreve um método para determinação da solidez da cor e propriedades de envelhecimento de todos os tipos e formas de têxteis tintos e estampados e/ou outros substratos orgânicos sob a ação de uma fonte de luz artificial represe... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B06: Solidez da cor e envelhecimento à luz artificial a elevadas temperaturas: Ensaio de desbotamento com lâmpada de arco de xenônio
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F02: Especificação para tecidos-testemunha de algodão e viscose

NBRISO105-F02 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F02: Especificação para tecidos-testemunha de algodão e viscose

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um tecido-testemunha não tinto de algodão (e um não tinto de viscose) que pode ser usado para a avaliação da transferência da cor nos ensaios de solidez da cor. As propriedades de manchamento do tecido-testemunha de a... Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte F02: Especificação para tecidos-testemunha de algodão e viscose
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte B07: Solidez da cor à luz de têxteis umectados com suor artificial

NBRISO105-B07 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte B07: Solidez da cor à luz de têxteis umectados com suor artificial

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinar a resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas sob a ação combinada do efeito da mectação com soluções artificiais de suor ácido ou alcalino e uma fonte de luz artific... Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte B07: Solidez da cor à luz de têxteis umectados com suor artificial
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J02: Avaliação instrumental do grau de branco relativo

NBRISO105-J02 de 07/2011 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J02: Avaliação instrumental do grau de branco relativo

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método indicado para quantificar o grau de branco e a nuança de têxteis, incluindo materiais fluorescentes. Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte J02: Avaliação instrumental do grau de branco relativo
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E05: Solidez da cor ao manchamento: Ácido

NBRISO105-E05 de 03/2011 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E05: Solidez da cor ao manchamento: Ácido

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas à ação de soluções diluídas de ácidos orgânicos e minerais. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E05: Solidez da cor ao manchamento: Ácido
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E12: Solidez da cor à batanagem: Batanagem alcalina

NBRISO105-E12 de 06/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E12: Solidez da cor à batanagem: Batanagem alcalina

  • Especifica um método para determinação da resistência da cor de lã e têxteis contendo lã sob a ação de sabão e soluções de carbonato de sódio utilizadas em batanagem alcalina (método severo) ou da solução de sabão apenas (método suave). O método suave ... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E12: Solidez da cor à batanagem: Batanagem alcalina
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte D02: Solidez da cor à fricção: Solventes orgânicos

NBRISO105-D02 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte D02: Solidez da cor à fricção: Solventes orgânicos

  • Especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, exceto fibras soltas, à ação combinada de fricção e de solventes orgânicos empregados na remoção de manchas, isto é, "manchamento" localizad... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte D02: Solidez da cor à fricção: Solventes orgânicos
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G02: Solidez da cor aos fumos de gases queimados

NBRISO105-G02 de 06/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G02: Solidez da cor aos fumos de gases queimados

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, exceto fibras soltas, sob a exposição a óxidos de nitrogênio atmosféricos como os derivados da combustão do gás buta... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G02: Solidez da cor aos fumos de gases queimados
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte F10 - Especificação para tecido-testemunha de multifibras

NBRISO105-F10 de 05/2007 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte F10 - Especificação para tecido-testemunha de multifibras

  • Esta Norma da NBRISO105 estabelece as exigências gerais para tecidos-testemunha de multifibras não tintos que podem ser usados na avaliação de processos de ensaios de solidez para avaliação de transferência da cor. Os tecidos-testemunha de multifibras ... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte F10 - Especificação para tecido-testemunha de multifibras
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B03: Solidez da cor ao intemperismo: Exposição ao meio ambiente exterior

NBRISO105-B03 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B03: Solidez da cor ao intemperismo: Exposição ao meio ambiente exterior

  • Esta parte da NBRISO105 descreve um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todo o tipo, exceto fibras soltas à ação do intemperismo como determinado na exposição ao meio ambiente externo. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B03: Solidez da cor ao intemperismo: Exposição ao meio ambiente exterior
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E16: Solidez da cor ao manchamento com água em tecidos de revestimento

NBRISO105-E16 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E16: Solidez da cor ao manchamento com água em tecidos de revestimento

  • Esta parte da NBRISO105 descreve um método para avaliação do efeito do manchamento com água em tecidos para revestimento de todas as formas, incluindo os tecidos, naturais, branqueados, tintos e estampados. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E16: Solidez da cor ao manchamento com água em tecidos de revestimento
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E11: Solidez da cor a vaporização

NBRISO105-E11 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E11: Solidez da cor a vaporização

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas à ação do vapor sob pressão atmosférica. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E11: Solidez da cor a vaporização
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B08: Controle de qualidade dos tecidos de lã azul de referência 1 a 7

NBRISO105-B08 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B08: Controle de qualidade dos tecidos de lã azul de referência 1 a 7

  • Esta parte da NBRISO105 descreve um método para efetuar o controle de qualidade de produção de tecidos de lã azul de referência 1 a 7 que serão usados em partes apropriadas das séries NBRISO105-B de métodos de ensaios de solidez da cor à luz. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B08: Controle de qualidade dos tecidos de lã azul de referência 1 a 7
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G01: Solidez da cor aos óxidos de nitrogênio

NBRISO105-G01 de 06/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G01: Solidez da cor aos óxidos de nitrogênio

  • Especifica dois métodos para determinação da resistência da cor de têxteis, de todos os tipos e em todas as formas, à ação de óxidos de nitrogênio produzidos durante a combustão de gás, carvão, óleo etc., e quando o ar passa sobre filamentos aquecidos.... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte G01: Solidez da cor aos óxidos de nitrogênio
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E07: Solidez da cor ao manchamento: Água

NBRISO105-E07 de 03/2011 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E07: Solidez da cor ao manchamento: Água

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas ao manchamento com água. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E07: Solidez da cor ao manchamento: Água
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E06: Solidez da cor ao manchamento: Álcali

NBRISO105-E06 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E06: Solidez da cor ao manchamento: Álcali

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, sob a ação de soluções alcalinas diluídas. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E06: Solidez da cor ao manchamento: Álcali
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E10: Solidez da cor à decatizagem

NBRISO105-E10 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E10: Solidez da cor à decatizagem

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis sob a ação do vapor, similar ao empregado na decatizagem de tecidos de lã. Dois ensaios, moderado e severo, são dados. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E10: Solidez da cor à decatizagem
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor Parte E09: Solidez da cor ao tratamento a úmido

NBRISO105-E09 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor Parte E09: Solidez da cor ao tratamento a úmido

  • Especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas, sob a ação da água em ebulição. É principalmente aplicável em lã e têxteis contendo lã. Têxteis - Ensaios de solidez da cor Parte E09: Solidez da cor ao tratamento a úmido
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B04: Solidez da cor ao intemperismo artificial: Ensaio de lâmpada de desbotamento ao arco de xenônio

NBRISO105-B04 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B04: Solidez da cor ao intemperismo artificial: Ensaio de lâmpada de desbotamento ao arco de xenônio

  • Esta parte da NBRISO105 descreve um método para determinação da resistência da cor de têxteis de todo o tipo, exceto sobras soltas, às ações das intempéries como determinado pela exposição às condições simuladas de intemperismo num ambiente equipado co... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B04: Solidez da cor ao intemperismo artificial: Ensaio de lâmpada de desbotamento ao arco de xenônio
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B05: Verificação e avaliação de fotocromismo

NBRISO105-B05 de 04/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B05: Verificação e avaliação de fotocromismo

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método planejado para a verificação e avaliação de alteração da cor após leve exposição à luz de têxteis coloridos que sofrem alteração da cor quando expostos à luz, mas que virtualmente retornam à sua cor original... Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte B05: Verificação e avaliação de fotocromismo
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte G03: Solidez da cor ao ozônio na atmosfera

NBRISO105-G03 de 08/2010 - Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte G03: Solidez da cor ao ozônio na atmosfera

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinar a resistência da cor de têxteis de todos os tipos e em todas as formas sob a ação do ozônio na atmosfera, à temperatura ambiente, com umidade relativa não excedendo 65 %, e a temperaturas ele... Têxteis — Ensaios de solidez da cor - Parte G03: Solidez da cor ao ozônio na atmosfera
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E13: Solidez da cor à feltragem ácida: Severa

NBRISO105-E13 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E13: Solidez da cor à feltragem ácida: Severa

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis em todas as formas sob a ação de ácidos, como usado sob condições severas nos processos de feltragem ácida. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E13: Solidez da cor à feltragem ácida: Severa
DOWNLOAD
Norma Brasileira
Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E14: Solidez da cor à feltragem ácida: Suave

NBRISO105-E14 de 03/2009 - Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E14: Solidez da cor à feltragem ácida: Suave

  • Esta parte da NBRISO105 especifica um método para determinação da resistência da cor de têxteis sob a ação de ácidos diluídos e ácidos minerais quentes, como usado sob condições suaves de feltragem na fabricação de chapéus e indústrias de feltros. Têxteis - Ensaios de solidez da cor - Parte E14: Solidez da cor à feltragem ácida: Suave
DOWNLOAD
Norma Brasileira