Text page

NFPA 13R: a instalação de sistemas de sprinklers em ocupações residenciais

Essa norma, editada em 2019 pela National Fire Protection Association (NFPA), abrange o projeto e a instalação de sistemas de sprinklers automáticos para proteção contra riscos de incêndio em ocupações residenciais de até quatro andares de altura em edifícios que não excedam 60 pés (18 m) de altura acima do plano do nivelamento.

26/08/2020 - Equipe Target

Os sistemas de sprinklers em ocupações residenciais

A NFPA 13R:2019 - Standard for the Installation of Sprinkler Systems In Low-Rise Residential Occupancies abrange o projeto e a instalação de sistemas de sprinklers automáticos para proteção contra riscos de incêndio em ocupações residenciais de até quatro andares de altura em edifícios que não excedam 60 pés (18 m) de altura acima do plano de nivelamento. É apropriada para uso como uma opção para a NFPA 13 apenas naquelas ocupações residenciais, conforme definido nesta norma, até e incluindo quatro andares acima do solo de altura, e limitado a edifícios de 60 pés (18 m) ou menos na altura acima do plano de nivelamento, o que é consistente com os limites estabelecidos pelos códigos de construção de modelo para edifícios do Tipo V.

A altura de um edifício acima do plano de nível é determinada por códigos de construção de modelo, que baseiam a altura na altura média da superfície do telhado mais alto acima do plano de nível. Para obter mais informações sobre os limites de altura da construção, consulte os códigos de construção de modelos. O objetivo desta norma é que, se ela for apropriada para uso, seja usada em todo o edifício.

É reconhecido que um acessório ou ocupação incidental para as operações de ocupação residencial pode existir dentro dela. Tal ocupação acessória ou incidental seria considerada parte da ocupação predominante (residencial) e sujeita às disposições da ocupação predominante (residencial) dentro dos requisitos do item 6.1.14.2 da NFPA 101 e disposições semelhantes em muitos códigos locais de construção e incêndio.

O uso de NFPA 13R em todo o edifício, neste caso, é permitido. Onde os edifícios têm mais de quatro andares de altura, ou onde os edifícios são de uso misto, onde residencial não é a ocupação predominante, as partes residenciais de tais edifícios devem ser protegidas com sprinklers residenciais ou de resposta rápida de acordo com o item 8.4.5 da NFPA 13. Outras partes de tais edifícios devem ser protegidas de acordo com a NFPA 13.

Onde os edifícios de uso misto podem ser totalmente separados para que a parte residencial seja considerada um edifício separado segundo o código local, a NFPA13R pode ser usado na parte residencial enquanto a NFPA 13 é usada no resto do edifício. Exemplos de ocupações acessórias encontradas nas instalações da NFPA 13R podem incluir garagens/áreas de estacionamento, lavanderias comunitárias, clubes, instalações para exercícios, armazenamento do inquilino e assim por diante.

Os critérios desta norma baseiam-se em ensaios de incêndio em grande escala de salas contendo móveis típicos encontrados em salas de estar, cozinhas e quartos residenciais. Os móveis foram dispostos como normalmente encontrados nas unidades de habitação. 60 ensaios de incêndio em escala real foram conduzidos em uma residência de dois andares em Los Angeles, Califórnia, e 16 testes foram conduzidos em uma casa móvel de 4,3 m de largura em Charlotte, Carolina do Norte. Espera-se que os sistemas de sprinklers projetados e instalados de acordo com esta norma evitem o flashover dentro do compartimento de origem onde os sprinklers são instalados no compartimento.

Não se pode esperar que um sistema de sprinklers projetado e instalado de acordo com esta norma, no entanto, controle completamente um incêndio envolvendo cargas de combustível que são significativamente maiores do que a média para unidades residenciais [10 lb/ft² (49 kg/m²)], configurações de outros combustíveis do que aqueles com ocupações residenciais típicas, ou condições em que o acabamento interno tenha um índice de propagação de chamas excepcionalmente alto (maior que 225).

Para serem eficazes, os sistemas de sprinklers instalados de acordo com esta norma precisam abrir mais próximos do fogo antes que o fogo exceda a capacidade da descarga do sprinkler de extinguir ou controlar o incêndio. As condições que permitem que o fogo cresça além desse ponto, antes da ativação do sprinkler ou que interferem na qualidade da distribuição da água, podem produzir condições além das capacidades do sistema de sprinklers descritos nesta norma.

Os tetos excepcionalmente altos, ou configurações de teto que tendem a desviar os gases quentes ascendentes de locais de sprinklers ou alterar o padrão de descarga de sprinklers de seu padrão, podem produzir condições de incêndio que não podem ser extintas ou controladas pelos sistemas descritos nesta norma. A NFPA 13R faz referência à NFPA 13 em muitos aspectos (suspensão e contraventamento, densidades de projeto e espaçamento fora da unidade residencial, pintura e acabamento de sprinklers, soldagem, etc.).

Conteúdo da norma

Capítulo 1 Administração

1.1 Escopo

1.2 Objetivo

1.3 Retroatividade

1.4 Equivalência

1.5 Unidades

1.6 Nova Tecnologia

Capítulo 2 Publicações referenciadas

2.1 Geral

2.2 Publicações da NFPA

2.3 Outras publicações

2.4 Referências para extrações em seções obrigatórias

Capítulo 3 Definições

3.1 Geral

3.2 Definições oficiais da NFPA

3.3 Definições gerais

Capítulo 4 Requisitos gerais

4.1 Sprinkler por toda parte

4.2 Requisitos básicos

4.3 Tubo

4.4 Listado ou rotulado

4.5 Arranjo do sistema

Capítulo 5 Componentes do sistema

5.1 Geral

5.2 Tubulação e equipamentos acima do solo

5.3 Tubulação subterrânea

5.4 Tipos de sistema

Capítulo 6 Instalação

6.1 Limitações da área de proteção do sistema

6.2 Uso de sprinklers

6.3 Sprinklers de resposta rápida

6.4 Sprinklers residenciais

6.5 Situações especiais

6.6 Localização dos sprinklers

6.7 Tubulação

6.8 Válvulas

6.9 Drenos

6.10 Ensaio de conexão

6.11 Conexão do Corpo de Bombeiros

6.12 Manômetros de pressão

6.13 Suporte de tubulação

6.14 Tetos de grade aberta

6.15 Tetos rebatíveis

6.16 Alarmes

Capítulo 7 Critérios de Projeto

7.1 Critérios de projeto - Unidade de habitação interna

7.2 Critérios de Projeto - Unidade de Habitação Externa

7.3 Critérios de projeto – Oficinas

7.4 Sótão

7.5 Espaços ocultos com combustíveis

Capítulo 8 Planos e cálculos

8.1 Planos de trabalho

8.2 Cálculos hidráulicos

Capítulo 9 Abastecimento de água

9.1 Número automático de suprimentos

9.2 Capacidade mínima

9.3 Demanda doméstica

9.4 Conexão do sistema hidráulico

9.5 Tipos

9.6 Conexões para sistemas hidráulicos

9.7 Bomba de incêndio

9.8 Condutos forçados, calhas, rios, lagos ou reservatórios

9.9 Conexões de proteção não contra incêndio

Capítulo 10 Aceitação do sistema

10.1 Aprovação dos sistemas de sprinklers

10.2 Ensaios de aceitação

Capítulo 11 Cuidado e manutenção

11.1 Estoque de sprinklers sobressalentes

11.2 Responsabilidade do proprietário

11.3 Inspeção, ensaio e manutenção

11.4 Instruções

Anexo A Material explicativo

Anexo B Referências informativas

Os instaladores e operadores precisam da edição de 2019 da NFPA 13R para concluir os trabalhos corretamente, trabalhar com as tecnologias mais recentes e reduzir os riscos, maximizando a eficiência. Entender os novos requisitos: onde canos e tubos listados para risco leve podem ser usados em uma aplicação de risco comum; regras de feixe para sprinklers instalados sob e adjacentes a vigas (junto com novas figuras); sistemas de lixo e linho; instalação de equipamentos movidos a combustível; e obstruções em corredores.

Esta edição de 2019 inclui o Capítulo 9 reorganizado e ampliado, descrevendo o abastecimento de água, com as tabelas de demanda doméstica que foram transferidas do anexo para o corpo da norma. A norma também tem novas imagens que esclarecem a localização dos sprinklers e as distâncias necessárias ao redor das lareiras.

FONTE: Equipe Target

Anúncio fixo da norma NBRISO9001 Chegou o novo app Target GEDWeb!
Busque e visualize suas normas ABNT NBR NM
Recursos exclusivos de busca, leitura por voz,
acesso off-line, navegação por setor e muito mais!
Produto/Serviço relacionado à NBRISO9001

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 3: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 0,75 MPa
NBR5647-3 de 05/2019

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 3: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 0,75 MPa

Junta elástica para tubos e conexões de ferro fundido dúctil
NBR7674 de 11/1982

Junta elástica para tubos e conexões de ferro fundido dúctil

Tubos e conexões de poli(cloreto de vinila) clorado (CPVC) para sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos - Procedimentos de instalação
NBR15648 de 12/2008

Tubos e conexões de poli(cloreto de vinila) clorado (CPVC) para sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos - Procedimentos de instalação

Tubulação de polietileno PE 80 e PE 100 para transporte de água e esgoto sob pressão — Requisitos
NBR15561 de 06/2017

Tubulação de polietileno PE 80 e PE 100 para transporte de água e esgoto sob pressão — Requisitos

Sistemas de proteção por extintores de incêndio
NBR12693 de 01/2021

Sistemas de proteção por extintores de incêndio

Tubos e conexões de poli(cloreto de vinila) clorado (CPVC) para sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos - Requisitos e métodos de ensaio
NBR15647 de 12/2008

Tubos e conexões de poli(cloreto de vinila) clorado (CPVC) para sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos - Requisitos e métodos de ensaio

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 2: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 1,00 MPa
NBR5647-2 de 04/2019

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 2: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 1,00 MPa

Sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos — Requisitos
NBR10897 de 09/2020

Sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos — Requisitos

Instalação predial de tubos e conexões de cobre e ligas de cobre — Procedimento
NBR15345 de 11/2013

Instalação predial de tubos e conexões de cobre e ligas de cobre — Procedimento

Rosca NPT para tubos - Dimensões - Padronização
NBR12912 de 06/1993

Rosca NPT para tubos - Dimensões - Padronização

Sistemas de hidrantes e de mangotinhos para combate a incêndio
NBR13714 de 01/2000

Sistemas de hidrantes e de mangotinhos para combate a incêndio

Conexões de ferro fundido maleável, de classes 150 e 300, com rosca NPT para tubulação
NBR6925 de 06/2016

Conexões de ferro fundido maleável, de classes 150 e 300, com rosca NPT para tubulação

Materiais de construção - Determinação do índice de propagação superficial de chama pelo método do painel radiante
NBR9442 de 08/2019

Materiais de construção - Determinação do índice de propagação superficial de chama pelo método do painel radiante

Sistemas de detecção e alarme de incêndio – Projeto, instalação, comissionamento e manutenção de sistemas de detecção e alarme de incêndio – Requisitos
NBR17240 de 10/2010

Sistemas de detecção e alarme de incêndio – Projeto, instalação, comissionamento e manutenção de sistemas de detecção e alarme de incêndio – Requisitos

Conexões para união de tubos de cobre por soldagem ou brasagem capilar — Requisitos
NBR11720 de 05/2010

Conexões para união de tubos de cobre por soldagem ou brasagem capilar — Requisitos

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 4: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 0,60 MPa
NBR5647-4 de 05/2019

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 4: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 0,60 MPa

Tubo de cobre leve, médio e pesado, sem costura, para condução de fluidos – Requisitos
NBR13206 de 05/2010

Tubo de cobre leve, médio e pesado, sem costura, para condução de fluidos – Requisitos

Chuveiros automáticos para controle e supressão de incêndios - Especificações e métodos de ensaio
NBR16400 de 04/2018

Chuveiros automáticos para controle e supressão de incêndios - Especificações e métodos de ensaio

Sistemas de tubulação plástica para abastecimento de água, drenagem e esgotos sob pressão — Conexões soldáveis de polietileno (PE)
NBR15593 de 11/2021

Sistemas de tubulação plástica para abastecimento de água, drenagem e esgotos sob pressão — Conexões soldáveis de polietileno (PE)

Proteção contra incêndio, por sistema de chuveiros automáticos, para áreas de armazenamento em geral - Procedimento
NBR13792 de 07/2021

Proteção contra incêndio, por sistema de chuveiros automáticos, para áreas de armazenamento em geral - Procedimento

Saídas de emergência em edifícios — Escada de segurança — Controle de fumaça por pressurização
NBR14880 de 01/2014

Saídas de emergência em edifícios — Escada de segurança — Controle de fumaça por pressurização

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 1: Requisitos gerais para tubos e métodos de ensaio
NBR5647-1 de 12/2021

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 1: Requisitos gerais para tubos e métodos de ensaio

Sistemas para adução e distribuição de água — Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 5: Requisitos para conexões
NBR5647-5 de 03/2020

Sistemas para adução e distribuição de água — Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 5: Requisitos para conexões

Emprego de cores para identificação de tubulações industriais
NBR6493 de 11/2019

Emprego de cores para identificação de tubulações industriais

Conexões de ferro fundido maleável, com rosca ABNT NBR NM ISO 7-1, para tubulações
NBR6943 de 08/2016

Conexões de ferro fundido maleável, com rosca ABNT NBR NM ISO 7-1, para tubulações

Tubos de aço-carbono para usos comuns na condução de fluidos - Especificação
NBR5580 de 09/2015

Tubos de aço-carbono para usos comuns na condução de fluidos - Especificação