Text page

API RP 2001: a proteção contra incêndios em refinarias

Essa norma internacional, editada em 2019 pela American Petroleum Institute (API), em sua 10ª edição, abrange os conceitos básicos de proteção contra incêndio nas refinarias. Revisa a química e a física dos incêndios nas refinarias; discute como o projeto de sistemas e a infraestrutura das refinarias afetam a probabilidade e as consequências de possíveis incêndios. Descreve, ainda, os sistemas de controle e a extinção de incêndios normalmente usados em refinarias.

23/10/2019 - Equipe Target

Como combater os incêndios em refinarias

A API RP 2001:2019 - Fire Protection in Refineries, Tenth Edition, em sua 10ª edição, abrange os conceitos básicos de proteção contra incêndio nas refinarias. Revisa a química e a física dos incêndios nas refinarias; discute como o projeto de sistemas e a infraestrutura das refinarias afetam a probabilidade e as consequências de possíveis incêndios. Descreve, ainda, os sistemas de controle e a extinção de incêndios normalmente usados em refinarias.

A norma busca examinar os conceitos de proteção contra incêndio que devem ser abordados nas práticas e procedimentos de operação e manutenção e fornece informações sobre a organização e os treinamentos para atendentes de emergências de refinarias. Muitos dos conceitos, sistemas e equipamentos discutidos neste documento são abordados em detalhes em publicações referenciadas, requisitos padrões ou governamentais.

Conteúdo da norma

1 Objetivo e escopo.............................. 1

1.1 Finalidade........................... ......... 1

1.2 Escopo................................... ............ 1

1.3 Conceito de perigo x risco..................... 1

2 Referências normativas........................... 1

3 Termos, definições, abreviações e acrônimos...................... ..2

3.1 Termos e definições............ ....................................... 2

3.2 Acrônimos e abreviações......... ............................. 3

4 Química e física do fogo - considerações especiais........ 4

4.1 Química e física do fogo............... ............................. 4

4.2 Situações especiais, considerações e perigos.................. .5

5 Considerações sobre incêndio no projeto da refinaria.......... 5

5.1 Geral.......................................... .......... 5

5.2 Análise dos perigos........................... 5

5.3 Projeto do processo................................ 6

5.4 Projeto do equipamento.................... 6

5.5 Localização............................... ....... 14

5.6 Layout e espaçamento......................... 14

5.7 Impermeabilização.................................. .23

5.8 Sistemas de alívio de pressão e flare............... 23

5.9 Drenagem, contenção e disposição de resíduos..... ...... 26

5.10 Energia e utilitários...................................... 27

6 Equipamento de combate e extinção de incêndios..... 29

6.1 Geral........................................... 29

6.2 Água para combate a incêndio..................... 29

6.3 Espuma......................... ........... 37

6.4 Químicos secos.......................... 38

6.5 Agentes combinados (duplos)............... 39

6.6 Extintor de incêndio por agente limpo....... 39

7 Práticas operacionais.................................. 41

7.1 Geral.......................................... ........ 41

7.2 Operações normais .................42

7.3 Operações de emergência................. 43

7.4 Perda de contenção.................................. 44

8 Procedimentos de manutenção................ 45

8.1 Geral................................. ........ 45

8.2 Trabalho a quente...................................... 45

8.3 Atividades de manutenção planejada. ....................... 46

8.4 Proteção ao frio e congelamento.... ................... 46

9 Organização de resposta a emergências............. 47

9.1 Geral................................... ........ 47

9.2 Sistema de Comando de Incidentes (Incident Command System - ICS).............. 47

9.3 Deveres do pessoal de proteção contra incêndio..... 48

9.4 Procedimentos de notificação............................... 48

9.5 Seleção e treinamento de bombeiros.................... 49

9.6 Comando de incidentes...................................... 49

9.7 Roupas e equipamentos de proteção individual para bombeiros................ 50

10 Treinamento para combate a incêndios.................. 50

10.1 Geral................................. ........ 50

10.2 Treinamento em campo de perfuração................... 50

10.3 Instrução em sala de aula.................................... 52

10.4 Superando as preocupações pessoais.............. 52

10.5 Documentação.................................. 52

11 Planejamento de incidentes pré-incêndio............. 52

11.1 Geral................................ ........ 52

11.2 Planejamento de incidentes pré-incêndio............. 53

Anexo A (informativo) Química e física do fogo........ .... 54

Anexo B (informativo) Riscos para o frio, proteção contra o inverno e o congelamento............ 61

Anexo C (informativo) Fatores de conversão ................. 70

Anexo D (Informativo) de Combate a incêndios marinhos.............. 72

Bibliografia........................................ 74

Essa edição inclui importantes revisões na análise de perigos, novas maneiras de melhorar o projeto das refinarias para ajudar a prevenir incêndios e novas informações sobre o gerenciamento do potencial impacto ambiental das espumas de combate a incêndios. A API reuniu especialistas em todo o setor de gás natural e petróleo e colaborou com importantes partes interessadas, incluindo a National Fire Protection Association (NFPA) e a Guarda Costeira dos Estados Unidos em atualizações importantes feitas a esta norma de segurança.

“Os especialistas da API usaram informações de ponta e recomendações importantes da NFPA, EPA, OSHA e da Guarda Costeira dos EUA para desenvolver a nova edição dessa norma. A sua implementação aumentará a segurança das operações das instalações a jusante e salvaguardará o meio ambiente e as comunidades vizinhas”, explicou Debra Phillips, vice-presidente da API.

“Essa norma se tornou consistente com a abordagem da Chevron, que dá considerável atenção às práticas de prevenção de incêndios e não se refere apenas à extinção de incêndios. A implementação dos conceitos contidos neste documento por pessoal corporativo e de campo tornará as instalações mais seguras para sua força de trabalho e vizinhos, além de ajudar a proteger seus ativos”, observou Tim Blackford, engenheiro da Chevron Energy Technology Company.

Os destaques da revisão para a 10ª edição incluíram várias mudanças. O uso da análise de perigos em todos os estados do projeto, atualização ou expansão de uma refinaria para ajudar a prevenir perigos (Seção 5.2). Foram incluídas as melhorias no layout de uma refinaria para evitar incidentes relacionados a: processo de drenagem, saídas do local para saída, layout e espaçamento das unidades de processo e localização de instalações externas (Seção 5.6).

Foi feita uma consulta aos especialistas em proteção contra incêndio antes do uso e/ou descarte de espuma de combate a incêndios, remediação de locais contaminados e a conversão da espuma sintética de combate a incêndio existente concentrada em produtos químicos alternativos em consideração ao Programa de Administração PFOA da EPA (Seção 6.3.2). O Anexo D informativo sobre combate a incêndios marítimos, que fornece informações básicas e referências a documentos desenvolvidos pela NFPA e pela International Fire Service Training Association (IFSTA) para ajudar a proteger bombeiros em terra que poderiam ser chamados para combater um incêndio em um navio.

FONTE: Equipe Target

Anúncio fixo da norma NBRISO9001 Chegou o novo app Target GEDWeb!
Busque e visualize suas normas ABNT NBR NM
Recursos exclusivos de busca, leitura por voz,
acesso off-line, navegação por setor e muito mais!
Produto/Serviço relacionado à NBRISO9001

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos — Requisitos
NBR10897 de 09/2020

Sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos — Requisitos

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 6: Requisitos para instalações e equipamentos elétricos
NBR17505-6 de 02/2013

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 6: Requisitos para instalações e equipamentos elétricos

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 3: Sistemas de tubulações
NBR17505-3 de 02/2013

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 3: Sistemas de tubulações

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 4: Armazenamento em recipientes e em tanques portáteis até 3 000 L
NBR17505-4 de 07/2015

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 4: Armazenamento em recipientes e em tanques portáteis até 3 000 L

Tubos de aço de liga intermediária, sem costura para serviços de refinaria
NM180 de 04/1999

Tubos de aço de liga intermediária, sem costura para serviços de refinaria

Óxido de alumínio usado para produção de alumínio primário — Determinação do índice de atrito
NBRISO17500 de 05/2014

Óxido de alumínio usado para produção de alumínio primário — Determinação do índice de atrito

Produtos químicos - Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 3: Rotulagem
NBR14725-3 de 08/2017

Produtos químicos - Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 3: Rotulagem

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 2: Armazenamento em tanques, em vasos e em recipientes portáteis com capacidade superior a 3 000 L
NBR17505-2 de 07/2015

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 2: Armazenamento em tanques, em vasos e em recipientes portáteis com capacidade superior a 3 000 L

Produtos químicos - Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 4: Ficha de informações de segurança de produtos químicos (FISPQ)
NBR14725-4 de 11/2014

Produtos químicos - Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 4: Ficha de informações de segurança de produtos químicos (FISPQ)

Sistemas de detecção e alarme de incêndio – Projeto, instalação, comissionamento e manutenção de sistemas de detecção e alarme de incêndio – Requisitos
NBR17240 de 10/2010

Sistemas de detecção e alarme de incêndio – Projeto, instalação, comissionamento e manutenção de sistemas de detecção e alarme de incêndio – Requisitos

Produtos químicos - Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 2: Sistema de classificação de perigo
NBR14725-2 de 06/2019

Produtos químicos - Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 2: Sistema de classificação de perigo

Mangueira de incêndio - Inspeção, manutenção e cuidados
NBR12779 de 01/2009

Mangueira de incêndio - Inspeção, manutenção e cuidados

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 7: Proteção contra incêndio para parques de armazenamento com tanques estacionários
NBR17505-7 de 03/2015

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 7: Proteção contra incêndio para parques de armazenamento com tanques estacionários

Líquido gerador de espuma (LGE), de baixa expansão, para combate a incêndios em combustíveis líquidos
NBR15511 de 02/2008

Líquido gerador de espuma (LGE), de baixa expansão, para combate a incêndios em combustíveis líquidos

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 5: Operações
NBR17505-5 de 07/2015

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 5: Operações

Óxido de alumínio primariamente usado para produção de alumínio — Determinação da área superficial específica por absorção de nitrogênio
NBRISO8008 de 05/2014

Óxido de alumínio primariamente usado para produção de alumínio — Determinação da área superficial específica por absorção de nitrogênio

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 1: Disposições gerais
NBR17505-1 de 02/2013

Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Parte 1: Disposições gerais

Emprego de cores para identificação de tubulações em usinas e refinarias de açúcar e destilarias de álcool
NBR7485 de 10/1994

Emprego de cores para identificação de tubulações em usinas e refinarias de açúcar e destilarias de álcool

Sistema de combate a incêndio por espuma – Espuma de baixa expansão
NBR12615 de 02/2020

Sistema de combate a incêndio por espuma – Espuma de baixa expansão

Produtos químicos - Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 1: Terminologia
NBR14725-1 de 08/2009

Produtos químicos - Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 1: Terminologia

Tubos sem costura de aço baixa carbono e ao carbono-molibdênio para emprego em refinarias
NM220 de 08/2000

Tubos sem costura de aço baixa carbono e ao carbono-molibdênio para emprego em refinarias

Produtos e ligas de cobre - Terminologia
NBR5019 de 04/2001

Produtos e ligas de cobre - Terminologia