Text page

BS EN 14511-2: os ensaios em aparelhos de ar condicionado, unidades de refrigeração industrial e bombas de calor

Essa norma europeia, editada em 2018 pelo BSI, é uma norma europeia que especifica as condições de ensaio para a classificação de aparelhos de ar condicionado, unidades refrigeradoras e bombas de calor, utilizando ar, água ou salmoura como meio de transferência de calor. Inclui compressores acionados eletricamente quando utilizados para aquecimento e/ou arrefecimento.

11/04/2018 - Equipe Target

Os ensaios em aparelhos de ar condicionado, unidades de refrigeração industrial e bombas de calor

A BS EN 14511-2:2018 - Air conditioners, liquid chilling packages and heat pumps for space heating and cooling and process chillers, with electrically driven compressors. Test conditions é uma norma europeia que especifica as condições de ensaio para a classificação de aparelhos de ar condicionado, unidades refrigeradoras e bombas de calor, utilizando ar, água ou salmoura como meio de transferência de calor. Inclui compressores acionados eletricamente quando utilizados para aquecimento e/ou arrefecimento.

Também especifica as condições de ensaio para a operação de recuperação de calor de sistemas multisplit. Esta norma europeia especifica as condições para as quais os dados de desempenho devem ser declarados para os condutores únicos e duplos para o cumprimento do Regulamento de Ecodesign 206/2012 e Regulamento de Rotulagem Energética 626/2011.

Aplicável a condicionadores de ar, bombas de calor e unidades de refrigeração líquida, fornecendo os métodos de ensaio para a determinação de capacidades, valores de EER e COP durante o modo ativo em condições de carga parcial. Também abrange os métodos de ensaio para o consumo de energia elétrica durante o modo de termostato desligado, modo de espera, modo de aquecimento off-mode e cárter.

De maneira geral, a refrigeração industrial e o condicionamento de ar são baseados no mesmo mecanismo: um fluido, geralmente água ou ar, refrigerado por evaporação de outro fluido, denominado refrigerante. O circuito refrigerante, composto por compressor, evaporador, condensador e dispositivo de expansão, é uma parte integral de ambos os sistemas.

Porém, existem diferenças substanciais entre os sistemas de refrigeração e de refrigeração de ar como, por exemplo, os componentes, métodos de projeto, estruturas comerciais ou industriais onde são instalados e seu funcionamento, justificando a existência de dois setores de mercado distintos. O condicionamento de ar é o processo utilizado para criar e manter determinadas temperaturas, umidade relativa e condições de pureza do ar em espaços internos.

Este processo é geralmente aplicado para manter níveis de conforto. É também utilizado em aplicações industriais para garantir o funcionamento correto do equipamento ou do maquinário que deve operar em condições ambientais específicas ou, como alternativa, deve ter condições para executar determinados processos industriais, como a soldagem que produz quantidades consideráveis de calor e que deve ser eliminado de alguma forma.

Um sistema de refrigeração de ar deve ser eficiente independentemente das condições climáticas externas e envolve o controle de quatro variáveis fundamentais: temperatura do ar, umidade, transferência e qualidade. A distinção entre aplicações industriais e conforto pessoal nem sempre é clara. A refrigeração de ar industrial normalmente necessita de melhor precisão para com a temperatura e controle de umidade.

Algumas aplicações também necessitam de elevado grau de filtragem e remoção de contaminantes. O conforto do ar condicionado, por um outro lado, além da necessidade em satisfazer os requisitos pessoais de temperatura e umidade, envolve também outros campos como o projeto arquitetônico, previsão meteorológica, consumo energético e emissões sonoras para recriar as condições ideais para o bem-estar físico e psicológico do ser humano.

O processo principal de base da refrigeração de ar é a troca de calor e de vapor de água entre os ambientes internos e externos e as pessoas no interior do espaço com o ar condicionado. Os aparelhos principais utilizados em refrigeração de ar doméstico ou industriais são: a refrigeração de ar para utilização doméstica montados como unidade, split ou multisplit; bombas de calor residenciais; unidades de tratamento de ar para espaços médios/grandes; unidades rooftop ou de tratamento de ar para pequenos espaços; unidades de abrigo, refrigeração de ar para trocadores telefônicos; chillers industriais e bombas de calor, unidades que produzem água refrigerada ou água quente utilizada no condicionamento do ar do ambiente ou do equipamento; unidades fechadas de controle, unidades de refrigeração de precisão para servidores e equipamento de telecomunicações; fan coils e sistemas hidráulicos, sistemas que recorrem a circuitos de água refrigerada e a unidades terminais para condicionar o ar em edifícios.

Eles diferem de forma significativa em termos de tamanho, complexidade e capacidade de refrigeração, partindo de centenas de watts até megawatts, em componentes e, de forma geral, funções de refrigeração de ar implementadas como, por exemplo: refrigeração de ar ou de água; aquecimento de ar ou de água; desumidificação do ar; umidificação do ar; filtragem/purificação do ar; mistura do ar interno/ externo; e ventilação.

Atualmente, pode-se dizer que a refrigeração do ar doméstico, por exemplo, refrigera principalmente o ar retirado do espaço em um circuito fechado. Tal refrigeração também desumidifica o ar, já que a eventual umidade será condensada no interior da refrigeração de ar (em forma de gotículas) que são sucessivamente recolhidas e descarregadas para o lado externo por uma mangueira de borracha.

As unidades fechadas de controle, por outro lado, sendo desenvolvidas para ambientes críticos que alojam servidores ou equipamento de telecomunicações, precisam gerenciar a temperatura do ar e a umidade em um intervalo muito limitado e não apenas refrigeram e desumidificam o ar, mas também aplicam o controle muito preciso da temperatura e da umidade por meio de aquecedores elétricos e umidificadores.

As unidades de tratamento de ar mais complexas incluem todas as funções acima descritas, normalmente alojadas em compartimentos separados. Os chillers tratam água ao invés de ar, que é refrigerada em temperatura aproximada de 0°C (ou inferior, se misturada com anticongelante) ou aquecida na inversão do ciclo de refrigeração.

Assim, as funções de aquecimento para ventilação, filtragem e mistura muitas vezes são gerenciadas utilizando componentes específicos como ventiladores, filtros, amortecedores e aquecedores elétricos ou caldeiras enquanto a principal ou as funções mais complexas são gerenciadas por sistemas complexos semelhantes a circuitos refrigerantes e umidificadores. É necessário fazer uma menção especial à solução normalmente utilizada para fornecer capacidade de refrigeração que utiliza a evaporação de um fluido no interior de um circuito instalado em contato com o ambiente a ser refrigerado. Os princípios fundamentais desta tecnologia são muito complexos.

FONTE: Equipe Target

Anúncio fixo da norma NBRISO9001 Chegou o novo app Target GEDWeb!
Busque e visualize suas normas ABNT NBR NM
Recursos exclusivos de busca, leitura por voz,
acesso off-line, navegação por setor e muito mais!
Produto/Serviço relacionado à NBRISO9001

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Condensadores a ar remotos para refrigeração - Parte 2: Método de ensaio
NBR15627-2 de 09/2008

Condensadores a ar remotos para refrigeração - Parte 2: Método de ensaio

Sistemas de ar condicionado e ventilação – Procedimentos e requisitos relativos às atividades de construção, reformas, operação e manutenção das instalações que afetam a qualidade do ar interior (QAI)
NBR15848 de 06/2010

Sistemas de ar condicionado e ventilação – Procedimentos e requisitos relativos às atividades de construção, reformas, operação e manutenção das instalações que afetam a qualidade do ar interior (QAI)

Evaporadores tipo circulação forçada para refrigeração - Especificação, requisitos de desempenho e identificação
NBR15371 de 07/2006

Evaporadores tipo circulação forçada para refrigeração - Especificação, requisitos de desempenho e identificação

Tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de saúde (EAS) - Requisitos para projeto e execução das instalações
NBR7256 de 08/2021

Tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de saúde (EAS) - Requisitos para projeto e execução das instalações

Instalação de sistemas residenciais de ar-condicionado - Split e compacto - Parte 2: Procedimento para ensaio de estanqueidade, desidratação e carga de fluido frigorífico
NBR16655-2 de 02/2018

Instalação de sistemas residenciais de ar-condicionado - Split e compacto - Parte 2: Procedimento para ensaio de estanqueidade, desidratação e carga de fluido frigorífico

Sistemas de refrigeração, condicionamento de ar, ventilação e aquecimento — Manutenção programada
NBR13971 de 01/2014

Sistemas de refrigeração, condicionamento de ar, ventilação e aquecimento — Manutenção programada

Torres de resfriamento de água - Ensaio para verificação do desempenho em torres de tiragem mecânica - Método de ensaio
NBR9792 de 10/2015

Torres de resfriamento de água - Ensaio para verificação do desempenho em torres de tiragem mecânica - Método de ensaio

Equipamento de refrigeração monobloco para câmaras frigoríficas - Parte 2: Ensaios
NBR15374-2 de 06/2006

Equipamento de refrigeração monobloco para câmaras frigoríficas - Parte 2: Ensaios

Condensadores a ar remotos para refrigeração - Parte 1: Especificação, requisitos de desempenho e idenficação
NBR15627-1 de 09/2008

Condensadores a ar remotos para refrigeração - Parte 1: Especificação, requisitos de desempenho e idenficação

Sistemas de condicionamento de ar e ventilação — Execução de serviços de higienização
NBR14679 de 06/2012

Sistemas de condicionamento de ar e ventilação — Execução de serviços de higienização

Redução das emissões de fluidos refrigerantes em equipamentos e instalações estacionárias de refrigeração e ar-condicionado — Requisitos gerais e procedimentos
NBR15976 de 01/2022

Redução das emissões de fluidos refrigerantes em equipamentos e instalações estacionárias de refrigeração e ar-condicionado — Requisitos gerais e procedimentos

Instalação de sistemas residenciais de ar-condicionado - Split e compacto - Parte 3: Método de cálculo da carga térmica residencial
NBR16655-3 de 07/2019

Instalação de sistemas residenciais de ar-condicionado - Split e compacto - Parte 3: Método de cálculo da carga térmica residencial

Torres de resfriamento de circuito fechado - Ensaio de aceitação
NBR16662 de 02/2018

Torres de resfriamento de circuito fechado - Ensaio de aceitação

Compressores para refrigeração - Apresentação dos dados de desempenho
NBR15828 de 06/2019

Compressores para refrigeração - Apresentação dos dados de desempenho

Instalação de sistemas residenciais de ar-condicionado - Split e compacto - Parte 1: Projeto e instalação
NBR16655-1 de 02/2018

Instalação de sistemas residenciais de ar-condicionado - Split e compacto - Parte 1: Projeto e instalação

Instalações de ar-condicionado - Sistemas centrais e unitários - Parte 1: Projetos das instalações
NBR16401-1 de 08/2008

Instalações de ar-condicionado - Sistemas centrais e unitários - Parte 1: Projetos das instalações

Medição de temperatura em condicionamento de ar - Procedimento
NBR10085 de 11/1987

Medição de temperatura em condicionamento de ar - Procedimento

Instalações de ar-condicionado para salas de computadores - Procedimento
NBR10080 de 11/1987

Instalações de ar-condicionado para salas de computadores - Procedimento

Refrigeração comercial, detecção de vazamentos, contenção de fluido frigorífico, manutenção e reparos
NBR16186 de 06/2013

Refrigeração comercial, detecção de vazamentos, contenção de fluido frigorífico, manutenção e reparos

Resfriadores de ar para refrigeração - Métodos de ensaio
NBR15372 de 07/2006

Resfriadores de ar para refrigeração - Métodos de ensaio

Vasos de pressão para refrigeração
NBR13598 de 04/2018

Vasos de pressão para refrigeração

Equipamento de refrigeração monobloco para câmaras frigoríficas - Parte 1: Classificação e identificação
NBR15374-1 de 06/2006

Equipamento de refrigeração monobloco para câmaras frigoríficas - Parte 1: Classificação e identificação

Instalações de ar-condicionado - Sistemas centrais e unitários - Parte 3: Qualidade do ar interior
NBR16401-3 de 08/2008

Instalações de ar-condicionado - Sistemas centrais e unitários - Parte 3: Qualidade do ar interior

Tubo de cobre sem costura para refrigeração e ar-condicionado - Requisitos
NBR7541 de 07/2004

Tubo de cobre sem costura para refrigeração e ar-condicionado - Requisitos

Torres de resfriamento de água — Terminologia
NBR6111 de 03/2013

Torres de resfriamento de água — Terminologia

Manufatura reversa - Aparelhos de refrigeração
NBR15833 de 12/2018

Manufatura reversa - Aparelhos de refrigeração

Desempenho de equipamento de recolhimento e/ou reciclagem de fluidos refrigerantes
NBRISO11650 de 11/2008

Desempenho de equipamento de recolhimento e/ou reciclagem de fluidos refrigerantes

Compressores para refrigeração - Métodos de ensaio
NBR15826 de 01/2017

Compressores para refrigeração - Métodos de ensaio

Equipamentos unitários de ar-condicionado e bomba de calor - Determinação da capacidade de resfriamento e aquecimento
NBR11215 de 07/2016

Equipamentos unitários de ar-condicionado e bomba de calor - Determinação da capacidade de resfriamento e aquecimento

Instalação de condicionadores de ar de uso doméstico (tipo monobloco ou modular)
NBR6675 de 07/1993

Instalação de condicionadores de ar de uso doméstico (tipo monobloco ou modular)

Fluidos refrigerantes - Recolhimento, reciclagem e regeneração (3R) - Procedimento
NBR15960 de 06/2021

Fluidos refrigerantes - Recolhimento, reciclagem e regeneração (3R) - Procedimento

Instalações de ar-condicionado - Sistemas centrais e unitários - Parte 2: Parâmetros de conforto térmico
NBR16401-2 de 08/2008

Instalações de ar-condicionado - Sistemas centrais e unitários - Parte 2: Parâmetros de conforto térmico

Trocador de calor remoto de líquido e ar movimentado por convecção forçada (dry cooler) - Método de ensaio para determinação de desempenho
NBR16476 de 05/2016

Trocador de calor remoto de líquido e ar movimentado por convecção forçada (dry cooler) - Método de ensaio para determinação de desempenho