Text page

NBR 5435: as especificações das buchas para transformadores imersos em líquido isolante

Essa norma, editada em maio de 2015, especifica as buchas com tensão nominal de 15 kV, 24,2 kV e 36,2 kV, e correntes até 160 A, utilizadas em transformadores imersos em líquido isolante. A bucha pode ser definida como uma peça ou estrutura de material isolante, que assegura a passagem isolada de um condutor através de uma parede não isolante.

27/05/2015 - Equipe Target

Buchas para transformadores

A NBR 5435 (PB47) de 05/2015 - Buchas para transformadores imersos em líquido isolante - Tensão nominal 15 kV, 24,2 kV e 36,2 kV - Especificações especifica as buchas com tensão nominal de 15 kV, 24,2 kV e 36,2 kV, e correntes até 160 A, utilizadas em transformadores imersos em líquido isolante. A bucha pode ser definida como uma peça ou estrutura de material isolante, que assegura a passagem isolada de um condutor através de uma parede não isolante.

Uma bucha completa inclui, também, o dispositivo de fixação à parede. Pode ainda incluir, dependendo do tipo da bucha, o condutor central e os dispositivos de ligação destes aos condutores externos à bucha. As características elétricas relacionadas nesta norma são consideradas requisitos mínimos para cada classe de tensão.

Os níveis de isolamento e distâncias de escoamento mínimas para buchas de transformadores devem atender à Tabela 1. As correntes nominais para esta norma são consideradas até 160 A, atendendo às características técnicas exigidas na NBR 5034.

Os valores mínimos para distância de escoamento das buchas são apresentados na Tabela 1, para cada classe de tensão. Estes valores estão relacionados aos tipos de atmosfera definidos na NBR 5034.

O invólucro isolante deve ser de porcelana vitrificada ou epóxi, nas cores marrom ou cinza. O diâmetro do cano do invólucro isolante deve ser de 64 mm. O comprimento do cano interno deve ser acordado entre comprador e fornecedor.

Os terminais devem ser fabricados em ligas de cobre e estanhados com camada mínima de 8 μm. Não pode haver soldas ou emendas nos terminais. Os terminais podem ser do tipo grampo com olhal, ou ainda do tipo espada ou barra, de dois ou mais furos, respeitando a furação tipo NEMA. Outros tipos de terminais podem ser adotados, em comum acordo entre comprador e fornecedor. Para terminais forjados, deve ser utilizada a liga de cobre conforme C37700, de acordo com a ASTM B124/B124M.

Para terminais usinados, deve ser utilizada a liga de cobre conforme C36000, de acordo com a ASTM B16/B16M. Para terminais fundidos, devem ser utilizadas as seguintes ligas, de acordo com a ASTM B505/B505: terminal tipo olhal: C95500; terminal tipo capacete ou espada: C84400.

O sistema de fixação da bucha deve garantir os requisitos mecânicos e elétricos especificados na NBR 5034. Esta norma permite sistema de fixação interno ou externo da bucha. Em caso de fixação externa, o dispositivo de fixação e outras partes metálicas devem ser de material resistente à corrosão.

Em caso de fixação interna, as partes metálicas que estiverem em contato com o líquido isolante devem ser protegidas superficialmente contra oxidação. As gaxetas devem ser constituídas de material que não afete nem seja afetado pelo líquido isolante, estando conforme a NBR 11407, no que se refere à compatibilidade com líquidos isolantes.

As buchas especificadas nesta norma podem ser fornecidas em partes ou completas. Todas as partes e componentes que constituem a bucha devem estar conforme a NBR 5034.

Os modelos de buchas e componentes padronizados, bem como as dimensões e características destas buchas e componentes, são apresentados no Anexo A. Os modelos de buchas fornecidas montadas ou completas podem ser vistos, em caráter referencial, nas Figuras B.1 e B.2.

Cada bucha fornecida completa deve ser identificada, de modo legível, indelével e permanente, no mínimo com as seguintes características: nome ou CNPJ do fabricante ou fornecedor responsável; ano de fabricação e número de série ou lote; tensão máxima de operação; e corrente de operação. No caso da aquisição separada de partes e componentes para a montagem da bucha, o invólucro isolante, terminal de ligação, parafuso de ligação e condutor interno devem ser identificados, de modo legível, indelével e permanente, no mínimo com as seguintes informações: nome ou CNPJ do fabricante ou fornecedor responsável; e ano de fabricação e número de série ou lote.

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Bucha para transformadores - Tensão nominal 1,3 kV, 2000 A, 3150 A, 5000 A - Dimensões
NBR5438 de 06/2021

Bucha para transformadores - Tensão nominal 1,3 kV, 2000 A, 3150 A, 5000 A - Dimensões

Bucha para transformadores sem conservador de óleo - Tensão nominal 1,3 kV - 160 A, 400 A e 800 A - Dimensões
NBR5437 de 06/2021

Bucha para transformadores sem conservador de óleo - Tensão nominal 1,3 kV - 160 A, 400 A e 800 A - Dimensões

Bucha para transformadores sem conservador de óleo - tensão nominal 10 kv. 160 a.
NBR5436 de 08/1984

Bucha para transformadores sem conservador de óleo - tensão nominal 10 kv. 160 a.

Buchas para transformadores imersos em líquido isolante - Tensão nominal 15 kV, 24,2 kV e 36,2 kV - Especificações
NBR5435 de 05/2015

Buchas para transformadores imersos em líquido isolante - Tensão nominal 15 kV, 24,2 kV e 36,2 kV - Especificações

Bucha para transformadores sem conservador de óleo – Tensão nominal 38 kV - 160 A – Dimensões
NBR8445 de 11/2010

Bucha para transformadores sem conservador de óleo – Tensão nominal 38 kV - 160 A – Dimensões

Buchas para tensões alternadas superiores a 1 kV
NBR5034 de 10/2014

Buchas para tensões alternadas superiores a 1 kV