Text page

BS 1139-6: as especificações para os andaimes tipo torre

Essa norma, editada em 2014 pelo BSI, contém as especificações dos andaimes metálicos tipo torre pré-fabricados fora do âmbito da BS EN 1004, mas que utilizam componentes de tais sistemas.

11/02/2015 - Equipe Target

Os andaimes tipo torre

A BS 1139-6:2014 - Metal scaffolding - Prefabricated tower scaffolds outside the scope of BS EN 1004, but utilizing components from such systems – Specification especifica os requisitos para o projeto estrutural de andaimes tipo torre pré-fabricados utilizando componentes de acesso móvel e torres de trabalho especificado na BS EN 1004, mas em configurações que estão fora do âmbito de aplicação desta norma.

Essas configurações incluem: andaimes tipo torre pré-fabricados fora dos limites de altura da BS EN 1004; andaimes tipo torre com mais de uma plataforma de trabalho; andaimes torre grandes tipo convés; andaimes tipo torre vinculados; andaimes tipo torre em curvas; andaimes tipo torre em escadas; andaimes tipo torre utilizados como um meio de acesso; e andaimes tipo torre construídos em placas de base, em vez de rodas. Essa norma aplica-se a andaimes pré-fabricados tipo torre sujeitos a ventos de até 0,1 kN/m².

Conteúdo da norma

Prefácio

Escopo

Referências normativas

Termos e definições

Requisitos Gerais

Materiais

Dimensões

Projeto estrutural

Verificação

Marcações

Informação a ser fornecida com o andaime tipo torre pré-fabricado

Esta parte da BS 1139 substitui a BS 1139-6:2005, que é retirada do relacionamento com outras normas. Esta parte da BS 1139 deve ser lida em conjunto, ou seja, é complementada pela BS EN 1004, Mobile access and working towers made of prefabricated elements — Materials, dimensions, design loads, safety and performance requirements.

O andaime tipo torre é um equipamento, prático, seguro e de baixo custo. Sua montagem é simples, rápida e não exige ferramentas ou mão de obra especializada. Sua altura é ajustada a cada metro e suas características permitem a utilização de acessórios como sapatas fixas, sapatas ajustáveis ou rodas para deslocamento, adaptando-se bem ao seu local de trabalho. Eles devem ser dimensionados e construídos de modo a suportar, com segurança, as pessoas que estarão trabalhando sobre eles.

Os andaimes são construídos com tubos galvanizados de 1 1/2" de diâmetro e os vãos entre os pés direitos devem ultrapassar a 2m. Nos andaimes tipo torre, as tábuas para assoalho deverão ser de 1 1/2" com stop nas extremidades ou fixados seguindo as especificações da NR-18, item 18.15.3.

Deverá haver uma comunicação prévia quando se tratar de andaimes onde será necessário colocar materiais e peças sobre a plataforma de trabalho, pois os mesmos deverão ser mais reforçados. Em dias chuvosos, o trabalho em andaimes montados em áreas ao ar livre só pode ser feito se houver uma cobertura ou outro tipo de proteção para evitar que as partes do andaime fiquem molhadas e lisas e sejam capazes de proteger as pessoas contra intempéries, conforme NR 21.

Os andaimes após montados só podem ter sua estrutura alterada pelo responsável pela montagem. Em toda área onde esteja ocorrendo trabalho em altura com a utilização de andaimes, deve ser feito o devido isolamento no piso e a sinalização adequada indicativa de que há a realização de trabalho em altura. Nenhum tipo de material ou ferramenta deve ser deixado de forma desordenada nos locais de trabalho em altura de modo a oferecer risco de queda.

As ferramentas quando utilizadas devem estar amarradas em um cordão resistente e presas a parte do corpo do trabalhador ou da estrutura do andaime para evitar a sua queda para os níveis inferiores. Após o término do trabalho deve ser feita, pelo executante, uma vistoria completa no local, a fim de que sejam retirados todos os materiais, ferramentas, etc., que possam ter ficado sobre estruturas ou no piso, criando condições inseguras.

Esses andaimes devem dispor de guarda-corpo com altura de 1,10 m para o travessão superior e 0,50 m para o travessão intermediário quando forem montados andaimes tubulares. A utilização de guarda-corpo também se aplica aos andaimes construídos de módulos tubulares.

A área da plataforma de trabalho terá que ser totalmente preenchida com tábuas de pinho ou madeira aprovada (madeira de boa qualidade, seca, sem nós e/ou rachaduras), sendo proibido o uso de pinturas que encubram imperfeições. A base desses andaimes terá que ser travada internamente com a finalidade de impedir que os módulos movimentem para a parte interna do andaime quando sua altura for superior a 4m.

Para garantir a estabilidade da estrutura, a cada 4m de altura, ele terá que possuir travamento interno e/ou externo. Os rodízios dos andaimes devem ser providos de travas de modo a evitar deslocamentos acidentais. Os andaimes móveis somente poderão ser utilizados em superfícies planas. Durante a movimentação de andaimes, não é permitida a permanência de pessoas sobre ou sob eles.

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Equipamento de proteção individual contra queda de altura — Cinturão de segurança tipo abdominal e talabarte de segurança para posicionamento e restrição
NBR15835 de 05/2020

Equipamento de proteção individual contra queda de altura — Cinturão de segurança tipo abdominal e talabarte de segurança para posicionamento e restrição

Betoneiras estacionárias — Requisitos de segurança
NBR16329 de 12/2014

Betoneiras estacionárias — Requisitos de segurança

Segurança nos andaimes
NBR6494 de 08/1990

Segurança nos andaimes