Text page

Análise do Ciclo de Vida de um produto precisa ser feita com base em informações concretas

Um estudo correto do ciclo de vida tem de resultar em um relatório claro, transparente e fidedigno.

A fabricação de um produto exige cuidados especiais em relação a vários fatores ligados à gestão ambiental, entre eles, a elaboração de uma Análise do Ciclo de Vida consistente e baseada em informações concretas. A Análise do Ciclo de Vida correta deve ser conduzida levando-se em consideração a definição do objetivo e do escopo, o inventário, o impacto do produto e, por fim, uma interpretação clara e direta do relatório final. Um bom estudo deve resultar em um relatório fidedigno e transparente. Quando se pretende que os resultados sejam disponibilizados para terceiros, o texto deve passar por uma revisão crítica.

O relatório final tem de ser elaborado de forma a possibilitar a utilização dos resultados e sua interpretação de acordo com os objetivos estabelecidos para o estudo. O texto deve seguir as prescrições da nova NBRISO14041 - Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Definição de objetivo e escopo e análise de inventário, para que sejam evitadas descrições imperfeitas do sistema de produção. O objetivo desta norma é eliminar todo o potencial de incerteza em relação à qualidade dos dados e também a subjetividade, que pode estar presente desde o início dos estudos.

A NBRISO14041, publicada em maio deste ano, orienta como o escopo deve ser suficientemente bem definido, para assegurar que a extensão, a profundidade e o grau de detalhe do estudo sejam compatíveis e suficientes para atender ao objetivo estabelecido. Da mesma forma, a norma orienta como realizar a análise de inventário, que envolve a coleta de dados e procedimentos de cálculo para quantificar as entradas e saídas pertinentes de um sistema de produto. A NBRISO14041 geralmente é utilizada juntamente com a NBRISO14042 - Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Avaliação do impacto do ciclo de vida, também publicada em maio, e que especifica os elementos essenciais para a estruturação dos dados, sua caracterização, as avaliações quantitativa e qualitativa dos impactos potenciais identificados na etapa de análise do inventário.

A normalização referente à Análise do Ciclo de Vida também é constituída pela nova NBRISO14050 - Gestão ambiental - Vocabulário, que estabelece termos e definições, padronizando o vocabulário da gestão ambiental.

Para adquirir as novas normas de Gestão Ambiental, clique aqui.

 



Anúncio fixo da norma NBRISO9001 Chegou o novo app Target GEDWeb!
Busque e visualize suas normas ABNT NBR NM
Recursos exclusivos de busca, leitura por voz,
acesso off-line, navegação por setor e muito mais!
Produto/Serviço relacionado à NBRISO9001

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Gestão ambiental - Avaliação de desempenho ambiental - Diretrizes
NBRISO14031 de 01/2015

Gestão ambiental - Avaliação de desempenho ambiental - Diretrizes

Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Avaliação do impacto do ciclo de vida
NBRISO14042 de 05/2009

Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Avaliação do impacto do ciclo de vida

Sistemas de gestão ambiental - Requisitos com orientações para uso
NBRISO14001 de 10/2015

Sistemas de gestão ambiental - Requisitos com orientações para uso

Gestão ambiental — Vocabulário
NBRISO14050 de 04/2012

Gestão ambiental — Vocabulário

Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Definição de objetivo e escopo e análise de inventário
NBRISO14041 de 05/2009

Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Definição de objetivo e escopo e análise de inventário

Diretrizes para auditoria ambiental - Princípios gerais
NBRISO14010 de 11/2002

Diretrizes para auditoria ambiental - Princípios gerais

Rótulos e declarações ambientais — Autodeclarações ambientais (rotulagem do tipo II)
NBRISO14021 de 09/2017

Rótulos e declarações ambientais — Autodeclarações ambientais (rotulagem do tipo II)

Diretrizes para auditoria ambiental - Critérios de qualificação para auditores ambientais
NBRISO14012 de 11/2002

Diretrizes para auditoria ambiental - Critérios de qualificação para auditores ambientais

Rótulos e declarações ambientais - Princípios Gerais
NBRISO14020 de 06/2002

Rótulos e declarações ambientais - Princípios Gerais

Gestão ambiental - Avaliação ambiental de locais e organizações (AALO)
NBRISO14015 de 07/2003

Gestão ambiental - Avaliação ambiental de locais e organizações (AALO)

Diretrizes para auditoria ambiental - Procedimentos de auditoria - Auditoria de sistemas de gestão ambiental
NBRISO14011 de 11/2002

Diretrizes para auditoria ambiental - Procedimentos de auditoria - Auditoria de sistemas de gestão ambiental

Rótulos e declarações ambientais - Rotulagem ambiental do tipo l - Princípios e procedimentos
NBRISO14024 de 04/2004

Rótulos e declarações ambientais - Rotulagem ambiental do tipo l - Princípios e procedimentos

Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Princípios e estrutura
NBRISO14040 de 05/2009

Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Princípios e estrutura

Sistemas de gestão ambiental - Diretrizes gerais para a implementação
NBRISO14004 de 02/2018

Sistemas de gestão ambiental - Diretrizes gerais para a implementação