Text page

NBR 16130: os requisitos obrigatórios para as barras e terminais de direção para veículos rodoviários automotores

Essa norma estabelece os padrões mínimos de desempenho para conjuntos de barras e terminais de direção para veículos rodoviários automotores, seus rebocados e combinados, aplicações agrícolas e industriais.

26/12/2012 - Equipe Target

A qualidade de terminais de direção, barras de direção, barras de ligação e conjuntos de barras axiais para veículos automotores

A NBR 16130:2012 - Veículos rodoviários automotores — Terminais de direção, barras de direção, barras de ligação e conjuntos de barras axiais — Requisitos e métodos de ensaio aplicados a veículos categorias M e N e categorias G e O (quando aplicável) estabelece os padrões mínimos de desempenho para conjuntos de barras e terminais de direção para veículos rodoviários automotores, seus rebocados e combinados, aplicações agrícolas e industriais (conforme NBR 6067 e NBR 13776), para fins de responsabilidade do projeto. Todos os conjuntos terminais de direção, barras de direção, barras de ligação e conjuntos de barras axiais devem atender aos requisitos de testes descritos nesta norma.

Os conjuntos e componentes ensaiados conforme esta Norma devem atender aos requisitos e especificações para as condições de ensaios individuais. Os ensaios descritos em 6.3 a 6.3.8 devem contemplar um período de repouso inicial mínimo de 24 h e máximo de 240 h. Para o produto que não é conhecido o período de repouso, devem ser aplicados 12 ciclos de movimentação angular do pino esférico, retornando à posição central e aguardando período mínimo de repouso inicial de 24 h e máximo de 240 h para início dos ensaios.

Os torques de montagem das porcas e parafusos devem estar em conformidade com a classe de resistência dos elementos de fixação ou conforme especificação da montadora ou do fabricante do sistema de direção. As famílias de aplicação para terminais de direção e /ou barras de direção e/ou barras de ligação devem ser conforme diâmetro nominal da esfera do pino esférico (O). Ver Tabela 1. Quando não especificado diretamente no ensaio de laboratório e/ou como critérios de aprovação complementares, seguir os seguintes critérios: trincas: não são permitidas antes nem após a realização dos ensaios; exceto micro trincas superficiais detectadas na camada do tratamento superficial e/ou termoquímico após a realização dos ensaios; marcas de batidas: não são permitidas marcas e batidas na peça antes do ensaio. A norma também inclui os ensaios que devem ser realizados nos componentes.

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Aço — Determinação da profundidade da descarbonetação
NBR11299 de 05/2011

Aço — Determinação da profundidade da descarbonetação

Veículos rodoviários automotores, seus rebocados e combinados - Classificação
NBR13776 de 05/2021

Veículos rodoviários automotores, seus rebocados e combinados - Classificação

Materiais metálicos - Determinação do tamanho de grão
NBR11568 de 08/2016

Materiais metálicos - Determinação do tamanho de grão

Veículos rodoviários automotores, seus rebocados e combinados - Classificação, terminologia e definições
NBR6067 de 05/2007

Veículos rodoviários automotores, seus rebocados e combinados - Classificação, terminologia e definições