Text page

NBR 16042: os requisitos de segurança para construção e instalação de elevadores sem casa de máquinas

A norma especifica as regras de segurança para a construção e instalação de elevadores elétricos novos, sem casa de máquinas, instalados permanentemente, servindo pavimentos definidos, com carro projetado para o transporte de pessoas e objetos, com acionamento por tração, suspenso por cabos e movendo-se entre guias inclinadas no máximo 15° com a vertical.


27/04/2012 - Equipe Target

A segurança em elevadores

A ABNT NBR NM 207, ao definir requisitos para elevadores elétricos, estabelece a necessidade de uma casa de máquinas e casa de polias especiais para abrigo da maquinaria. A tecnologia moderna, porém, demonstra que a maquinaria, ou parte dela, ou parte de seus componentes não necessitam estar dentro de uma casa de máquinas especial e podem ser colocadas na caixa ou fora dela. Para garantir a segurança da operação normal, manutenção e inspeção dos elevadores nesta nova condição, são necessárias disposições que ainda não estão descritas na ABNT NBR NM 207. Por esta razão, a NBR 16042 que trata dos elevadores elétricos de passageiros sem casa de máquinas foi feita para atender a esta necessidade. Seu objetivo é definir regras de segurança relativas aos elevadores elétricos de passageiros sem casa de máquinas, com vistas a proteger as pessoas e objetos contra os riscos de acidentes relacionados às operações pelo usuário, de manutenção e de emergência de elevadores.

Têm sido feitos estudos dos vários aspectos de acidentes possíveis com elevadores nas áreas apresentadas em seguida. Possíveis riscos devidos a:
f) corte;
g) esmagamento;
h) queda;
i) impacto;
j) aprisionamento;
k) fogo;
l) choque elétrico;
m) falha do material devido a:
1) dano mecânico;
2) desgaste;
3) corrosão.

Pessoas a serem protegidas:
a) usuários;
b) pessoal de manutenção e inspeção;
c) pessoas que se encontram fora da caixa, do espaço da maquinaria e polias (se existir).

Objetos a serem protegidos:
a) objetos na cabina;
b) componentes da instalação do elevador;
c) edifício onde está instalado o elevador.

a) equipados com fixadores para mecanismo de levantamento ou
b) projetados de modo que possam ser montados tais fixadores (por exemplo, por meio de furos roscados) ou
c) projetados de modo que um mecanismo de levantamento padronizado possa facilmente ser acoplado.

Na medida do possível, essa norma estabelece somente os requisitos que os materiais e o equipamento devem atender tendo em vista a operação segura dos elevadores. Negociações têm sido feitas entre o comprador e o vendedor sobre:
a) a finalidade do uso do elevador;
b) condições ambientais;
c) problemas de engenharia civil;
d) outros aspectos relacionados ao local da instalação.

Não é intenção dessa norma impedir novos desenvolvimentos do elevador. Um projeto novo deve atender a pelo menos aos seus requisitos de segurança. Foram considerados possíveis riscos atribuíveis a cada componente que pode ser incorporado em uma instalação completa de elevador. Regras adequadas foram estabelecidas.
Os componentes são:
a) projetados de acordo com a prática usual de engenharia e com os códigos de cálculos, incluindo todos os critérios de falha;
b) de construção adequada, tanto mecânica como eletricamente;
c) fabricados com materiais de resistência e qualidade adequadas e
d) livres de defeitos.

Materiais nocivos, como amianto, não são utilizados. Os componentes são mantidos em bom estado e em boas condições de funcionamento, de modo que as dimensões sejam atendidas, mesmo em condições de desgaste. Os componentes serão selecionados e instalados de modo que as influências ambientais previsíveis e as condições especiais de trabalho não afetem a operação segura do elevador. Por projeto dos elementos que suportam carga, uma operação segura do elevador é considerada para cargas que variem de zero até 100 % da carga nominal. Os requisitos dessa norma sobre os dispositivos elétricos de segurança são tais que a possibilidade de falha de um dispositivo elétrico de segurança que atenda a todos os seus requisitos não precisa ser levada em consideração.

Os usuários devem ser protegidos contra a sua negligência e descuido inconscientes ao usar o elevador do modo estabelecido. Um usuário pode, em certos casos, cometer um ato imprudente. Se, durante o desenvolvimento do trabalho de manutenção, um dispositivo de segurança, normalmente não acessível aos usuários, for deliberadamente neutralizado, a operação segura do elevador não é mais assegurada, mas medidas compensatórias serão tomadas para garantir a segurança dos usuários de acordo com as instruções de manutenção. É considerado que o pessoal de manutenção está instruído e trabalha de acordo com as instruções. Para reproduzir forças horizontais que uma pessoa pode exercer, foram usados os seguintes valores:
a) força estática: 300 N;
b) força resultante do impacto: 1 000 N.

Com exceção dos itens listados abaixo, um dispositivo mecânico construído de acordo com as boas práticas e os requisitos dessa norma não irá deteriorar-se ao ponto de criar perigo sem que a falha seja detectada. As seguintes falhas mecânicas foram consideradas nessa norma:
a) quebra da suspensão;
b) escorregamento sem controle dos meios de suspensão na polia motriz;
c) quebra e afrouxamento de toda ligação dos seguintes elementos auxiliares: cabos, correntes e correias;
d) falha de um dos componentes mecânicos do freio eletromecânico que toma parte na ação de freada no tambor ou disco;
e) falha de um componente associado com os elementos de acionamento principais e a polia motriz.

Ocorrendo a queda livre do carro a partir do pavimento extremo inferior, a possibilidade do freio de segurança não atuar, antes que o para-choque seja atingido, é considerada aceitável. Quando a velocidade do carro está inter-relacionada com a frequência elétrica da rede até o momento da aplicação do freio mecânico, é considerado que a velocidade não excede 115 % da velocidade nominal ou a velocidade fracionária correspondente. A organização dentro do edifício onde o elevador está instalado deve ser tal que se possa responder eficazmente a um chamado de emergência sem demora excessiva. São providos meios de acesso para levantamento de equipamento pesado.

Mais informações sobre a norma NBR 16042 de 04/2012, clique no link:

NBR 16042: Os requisitos de segurança para construção e instalação de elevadores sem casa de máquinas

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Instalações elétricas de baixa tensão
NBR5410 de 09/2004

Instalações elétricas de baixa tensão

Elevadores elétricos de passageiros - Requisitos de segurança para construção e instalação - Com a finalidade de atender o prazo de não exigência esta Norma continua sendo válida até 02.07.2022
NBRNM207 de 12/2020

Elevadores elétricos de passageiros - Requisitos de segurança para construção e instalação - Com a finalidade de atender o prazo de não exigência esta Norma continua sendo válida até 02.07.2022

Elevadores de passageiros e monta-cargas - Guias para carros e contrapesos - Perfil T
NBRNM196 de 05/1999

Elevadores de passageiros e monta-cargas - Guias para carros e contrapesos - Perfil T

Placas de circuito impresso - Parte 1: Especificação genérica
NBRIEC62326-1 de 03/2007

Placas de circuito impresso - Parte 1: Especificação genérica