Text page

Certificação abrirá novo campo de trabalho para engenheiros

No Brasil, o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) estuda a certificação compulsória das instalações de baixa tensão, e a modalidade de avaliação adotada deve ser a inspeção.
A única forma de garantir a qualidade e a segurança nas instalações elétricas é através da avaliação de sua conformidade frente aos padrões e normas técnicas. No Brasil, o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) estuda a certificação compulsória das instalações, e a modalidade de avaliação de conformidade adotada deve ser a inspeção.

Com a certificação compulsória das instalações elétricas, haverá mais segurança para profissionais e usuários. Para se ter uma idéia da importância do assunto, estatísticas do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo apontam que 21% das ocorrências atendidas são incêndios de origem elétrica.

A aprovação da certificação compulsória está na dependência da sanção de uma portaria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), obrigando as concessionárias a executarem o fornecimento de energia elétrica para a instalação apenas mediante certificado de inspeção emitido por um Organismo de Inspeção (OI), credenciado pelo Inmetro. Tal inspeção deve ser realizada conforme as determinações da NBR 5410.

Essa medida abrirá um novo campo de trabalho para engenheiros eletricistas e técnicos com formação em eletrotécnica. Isto porque os OI's precisarão contratar profissionais especializados na inspeção de instalações elétricas para emitir os laudos de conformidade.

O Curso Geral de Inspetor de Instalações Elétricas, que acontecerá de 26 a 30 de janeiro, na Target, tem como principal objetivo capacitar os participantes para a verificação final das instalações elétricas, segundo os procedimentos da NBR5410. Este ano, o curso tem carga horária maior, passando de quatro para cinco dias de duração. De acordo com o engenheiro João Cunha, uma dos professores que ministrará as aulas, dessa forma fica mais fácil para o participante solucionar dúvidas específicas. "Além disso, passaremos a introduzir mais aspectos práticos às aulas", explica Cunha.

Esse curso fornece informações sobre normalização e certificação, legislação, características gerais da instalação, linhas elétricas, dimensionamento dos circuitos elétricos, proteção contra choques elétricos, documentação da instalação e especificação técnica de componentes e verificação final. As aulas serão ministradas pelos engenheiros João Cunha, Jobson Modena e Douglas Messina.


Curso Geral de Inspetor de Instalações Elétricas

Endereço: Av. Alfredo Egidio de Souza Aranha, 75 2º andar- São Paulo (SP) - Sala Prof. Ademaro Cotrim
Data do curso: 26 a 30 de janeiro de 2004, das 9:00 às 17:00 horas.
Valor: R$ 1.871,00 em 4 vezes ou 10% de desconto no pagamento à vista
Pagamento: Boleto de cobrança bancária ou cartão de crédito.

Para obter mais informações sobre o curso, clique aqui.

 

Anúncio fixo da norma NBRISO9001 Chegou o novo app Target GEDWeb!
Busque e visualize suas normas ABNT NBR NM
Recursos exclusivos de busca, leitura por voz,
acesso off-line, navegação por setor e muito mais!
Produto/Serviço relacionado à NBRISO9001

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Graus de proteção para invólucros de equipamentos elétricos (código IP)
NBR6146 de 03/2005

Graus de proteção para invólucros de equipamentos elétricos (código IP)

Eletroduto rígido de aço-carbono, com costura, com revestimento protetor e rosca ABNT NBR 8133 — Requisitos
NBR5624 de 12/2011

Eletroduto rígido de aço-carbono, com costura, com revestimento protetor e rosca ABNT NBR 8133 — Requisitos

Conjuntos de manobra e controle de baixa tensão - Parte 1: Conjuntos com ensaio de tipo totalmente testados (TTA) e conjuntos com ensaio de tipo parcialmente testados (PTTA)
NBRIEC60439-1 de 12/2020

Conjuntos de manobra e controle de baixa tensão - Parte 1: Conjuntos com ensaio de tipo totalmente testados (TTA) e conjuntos com ensaio de tipo parcialmente testados (PTTA)

Eletroduto de aço-carbono e acessórios, com revestimento protetor e rosca NPT — Requisitos
NBR5597 de 09/2013

Eletroduto de aço-carbono e acessórios, com revestimento protetor e rosca NPT — Requisitos

Instalações elétricas de baixa tensão - Versão comentada, com mais de 229 páginas adicionais de comentários elaborados pelo engenheiro João Cunha
NBR5410 - COMENTADA de 09/2004

Instalações elétricas de baixa tensão - Versão comentada, com mais de 229 páginas adicionais de comentários elaborados pelo engenheiro João Cunha

Cabos isolados com policloreto de vinila (PVC) para tensões nominais até 450/750V, inclusive  - Parte 3: Condutores isolados (sem cobertura) para instalações fixas (IEC 60227-3, MOD)
NM247-3 de 02/2002

Cabos isolados com policloreto de vinila (PVC) para tensões nominais até 450/750V, inclusive - Parte 3: Condutores isolados (sem cobertura) para instalações fixas (IEC 60227-3, MOD)

Eletroduto de PVC rígido
NBR6150 de 07/2007

Eletroduto de PVC rígido

Haste de aterramento aço-cobreada e acessórios - Especificação
NBR13571 de 02/1996

Haste de aterramento aço-cobreada e acessórios - Especificação

Sistema de armazenagem - Parte 1: Terminologia
NBR15524-1 de 10/2007

Sistema de armazenagem - Parte 1: Terminologia

Eletroduto de aço-carbono e acessórios, com revestimento protetor e rosca BSP — Requisitos
NBR5598 de 09/2013

Eletroduto de aço-carbono e acessórios, com revestimento protetor e rosca BSP — Requisitos

Plugues e tomadas para uso doméstico e análogo até 20 A/250 V em corrente alternada - Padronização
NBR14136 de 09/2012

Plugues e tomadas para uso doméstico e análogo até 20 A/250 V em corrente alternada - Padronização

Conduletes metálicos roscados e não roscados para sistemas de eletrodutos
NBR15701 de 09/2016

Conduletes metálicos roscados e não roscados para sistemas de eletrodutos

Plugues e tomadas para uso doméstico e análogo - Especificação
NBR6147 de 11/2004

Plugues e tomadas para uso doméstico e análogo - Especificação

Sistemas de aterramento de subestações - Requisitos
NBR15751 de 07/2013

Sistemas de aterramento de subestações - Requisitos

Cabos isolados com policloreto de vinila (PVC) para tensões nominais até 450/750V, inclusive  - Parte 3: Condutores isolados (sem cobertura) para instalações fixas (IEC 60227-3, MOD)
NBRNM247-3 de 02/2002

Cabos isolados com policloreto de vinila (PVC) para tensões nominais até 450/750V, inclusive - Parte 3: Condutores isolados (sem cobertura) para instalações fixas (IEC 60227-3, MOD)

Iluminância de interiores
NBR5413 de 03/2013

Iluminância de interiores

Dispositivo de manobra e comando de baixa tensão - Parte 2: Disjuntores
NBRIEC60947-2 de 11/2013

Dispositivo de manobra e comando de baixa tensão - Parte 2: Disjuntores

Disjuntores de baixa tensão
NBR5361 de 07/2006

Disjuntores de baixa tensão

Vocabulário eletrotécnico internacional - Capítulo 826: Instalações elétricas em edificações
NBRIEC60050(826) de 05/2012

Vocabulário eletrotécnico internacional - Capítulo 826: Instalações elétricas em edificações

Cabos flexíveis multipolares, com isolação sólida extrudada de borracha sintética para tensões até 750 V
NBR9113 de 07/2010

Cabos flexíveis multipolares, com isolação sólida extrudada de borracha sintética para tensões até 750 V

Sistema de armazenagem - Parte 2: Diretrizes para o uso de estruturas tipo porta-paletes seletivos
NBR15524-2 de 10/2007

Sistema de armazenagem - Parte 2: Diretrizes para o uso de estruturas tipo porta-paletes seletivos

Plugues e tomadas de uso industrial - Especificação
NBR7845 de 02/2005

Plugues e tomadas de uso industrial - Especificação

Requisitos gerais para condutos de instalações elétricas prediais
NBR6689 de 10/2012

Requisitos gerais para condutos de instalações elétricas prediais

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão
NBR11840 de 11/2003

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão

Instalações elétricas de baixa tensão
NBR5410 de 09/2004

Instalações elétricas de baixa tensão