Text page

O aço como matéria-prima para construção residencial

Uma minicidade foi construída no Rio de Janeiro dentro do complexo de eventos Riocentro, durante a Rio Infraestrutura, feira do setor realizada entre os dias 17 e 20 de novembro, paralelamente à Construir Rio. A Vila do Aço, como é chamada, foi idealizada pelo Instituto Aço Brasil e ocupou uma área de 1.650 m², com réplicas de casas, prédios e equipamentos urbanos em tamanho real, tudo estruturado com o material inoxidável.

20/11/2010 - UOL/Equipe Target

Minicidade mostra que o aço pode ser usado em construções residenciais

Uma minicidade foi construída no Rio de Janeiro dentro do complexo de eventos Riocentro, durante a Rio Infraestrutura, feira do setor realizada entre os dias 17 e 20 de novembro, paralelamente à Construir Rio. A Vila do Aço, como é chamada, foi idealizada pelo Instituto Aço Brasil e ocupou uma área de 1.650 m², com réplicas de  casas, prédios e equipamentos urbanos em tamanho real, tudo estruturado com o material inoxidável.

A intenção do projeto, montado com produtos fornecidos por diversas siderúrgicas do país, é mostrar o material, usado tradicionalmente em edifícios comerciais, pontes e indústrias, como uma opção para estruturas construtivas residenciais. De acordo com a gerente executiva do Centro Brasileiro de Construção em Aço (CBCA), Catia Mac Cord, esse tipo de solução é importante para o meio ambiente.

"O aço permite diferentes aplicações. As pessoas ainda têm pouco conhecimento sobre sua utilização em projetos residenciais. Uma de suas principais vantagens é que, se uma dia, a estrutura montada com o aço não for mais útil, o material volta para o forno e se transforma em aço novamente, sem resíduos", afirma Catia, defendendo a ideia de que as obras precisam ser pensadas com responsabilidade ambiental.

Depois de erguida a estrutura de aço, a casa pode receber paredes e divisões de todos os tipos, como drywall, placas cimentícias ou de madeira, além de materiais que fazem isolamento térmico e acústico. Para os revestimentos externos, também é possível utilizar as mais variadas opções, desde a tradicional argamassa até as mais modernas, como PVC ou o próprio aço.

A gerente executiva do CBCA afirma que é totalmente viável construir estruturas residenciais dessa maneira, inclusive financeiramente – o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida adotou essa tecnologia. Outra vantagem, segundo ela, é a praticidade e rapidez do processo. "As peças de aço são produzidas na fábrica e chegam no canteiro de obra apenas para serem montadas. As estruturas construtivas desse tipo ficam prontas em um tempo de 30% a 40% menor."

Fonte: UOL

Para mais informações sobre a AWS D1.1/D1.1M:2010 - Structural Welding Code - Steel , clique aqui.

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Bobinas e chapas finas laminadas a frio, de aços de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural — Requisitos e ensaios
NBR5920 de 10/2015

Bobinas e chapas finas laminadas a frio, de aços de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural — Requisitos e ensaios

Chapas de aço acalmado, de alta resistência mecânica, com requisitos de tenacidade, para estruturas soldadas - Especificação
NBR11851 de 01/2021

Chapas de aço acalmado, de alta resistência mecânica, com requisitos de tenacidade, para estruturas soldadas - Especificação

Chapas grossas de aço-carbono estrutural, soldável, de granulação fina, para aplicação em componentes nucleares
NBR8963 de 12/2014

Chapas grossas de aço-carbono estrutural, soldável, de granulação fina, para aplicação em componentes nucleares

Aços para perfis laminados, chapas grossas e barras, usados em estruturas fixas
NBR9763 de 08/2011

Aços para perfis laminados, chapas grossas e barras, usados em estruturas fixas

Bobinas e chapas grossas laminadas a quente, de aço de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural — Requisitos
NBR5008 de 04/2015

Bobinas e chapas grossas laminadas a quente, de aço de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural — Requisitos

Bobinas e chapas finas laminadas a quente, de aços de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural - Requisitos e ensaios
NBR5921 de 07/2015

Bobinas e chapas finas laminadas a quente, de aços de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural - Requisitos e ensaios

Tubos de aço-carbono, com e sem solda, de seção circular, quadrada ou retangular para usos estruturais - Requisitos
NBR8261 de 03/2019

Tubos de aço-carbono, com e sem solda, de seção circular, quadrada ou retangular para usos estruturais - Requisitos