Text page

Eletricidade - Como fazer um bom uso sem acidentes.

A cada ano, em média, 350 brasileiros morrem por causa de descargas elétricas. É quase uma morte por dia.

07/11/2010 - Fantástico – Rede Globo

Eletricidade - Como fazer um bom uso sem acidentes.
Saiba que cuidados tomar com eletricidade que circula em casa

A cada ano, em média, 350 brasileiros morrem por causa de descargas elétricas. É quase uma morte por dia.

Era pra ser mais um bico como pintor. “Eu ia aplicar textura na fachada da loja. Quando eu subi, só senti a pancada”, contou um pintor.

A pancada foi uma descarga elétrica de 13,8 mil volts. O profissional sofreu queimaduras tão graves que até hoje, quase um mês depois do acidente, ainda não pode vestir camisa.

“Aquela ferramenta que estava na mão virou um fogo, ela veio pra cima de mim”.

Conta o profissional que estava debruçado numa laje, pertinho da rede elétrica. “Até hoje eu não entendo como que deu errado ali. Porque eu tava com cautela justamente para não aproximar da rede, entendeu?”

Para tentar entender o que aconteceu com este profissional, o Fantástico convidou um especialista em engenharia de segurança. Ele precisa ter encostado o rolo na fiação para ter levado o choque?

“Não necessariamente encostou, mas aproximou. A aproximação de qualquer objeto metálico, seja ele um andaime, seja ele um rolo, seja ele um vergalhão na construção civil que é comum, próximo à rede elétrica, há a passagem de corrente elétrica através de um arco elétrico”, explicou o especialista da Engenharia de Segurança da USP.

O arco elétrico se forma quando o objeto que pode ser metálico ou não, atrai a energia da rede e gera um choque, que na maioria das vezes é fatal.

“Nenhuma casa deveria estar a menos de um metro e meio da rede elétrica. Uma distância menor que essa é um risco muito grande de choque elétrico”, afirma o diretor de operações da Eletropaulo.

Nesse caso, a gente pode falar de quem é a culpa?

“Geralmente isso acontece porque as pessoas vão construindo as suas casas depois da rede já implantada”.

A cada ano, em média, 350 brasileiros morrem por causa de descargas elétricas. É quase uma morte por dia. A maioria dos acidentes acontece na construção civil.

A gente está numa rua agora que tem vários exemplos de instalação errada de antena. “Quando ela foi sendo instalada, a pessoa correu o risco, porque se aproximou muito da rede de energia”, afirma o diretor de operações da Eletropaulo.

“Se a antena cair por causa de um vento, se ela estiver mal fixada, vai atingir a rede e pode causar um acidente”.

Muitas vezes o risco de choque está logo na entrada. Uma barra metálica está apoiada ao lado da fiação exposta.

Às vezes o risco também está quando temos somente uma tomada. Por este motivo é usada uma régua, só que o excesso de carga pode causar incêndio.

“Tem que chamar um profissional capacitado para que ele dimensione este número de tomadas. O custo não é elevado em função do risco que se corre por ter este tipo de instalação inadequada”, recomenda o professor.

Uso de réguas são as principais causas de acidentes dentro de casa. Nas tomadas, a falta do fio terra, que protege de choques elétricos, também aumenta os riscos.

“Eletricidade não apresenta nenhum tipo de denúncia, não tem cheiro, ela não tem cor, ela não tem ruído, ela tem tato, mas quando você percebe o tato, você já está eletrocutado”.

“Depois que toma um choque, vê que o negócio é bem mais sério que a gente pensa, pode até tirar a vida.

Fonte: http://fantastico.globo.com

   C U R S O S    R E L A C I O N A D O S

Nova NR 10 - Segurança no Sistema Elétrico de Potência (SEP) e em suas proximidades - Presencial ou Ao Vivo pela Internet

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Graus de proteção providos por invólucros (Códigos IP)
NBRIEC60529 de 04/2017

Graus de proteção providos por invólucros (Códigos IP)

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 1: Requisitos gerais
NBRIEC60269-1 de 05/2012

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 1: Requisitos gerais

Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9)
NR10 de 07/1978

Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9)

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 3-1: Requisitos suplementares para dispositivos-fusíveis para uso por pessoas não qualificadas (dispositivos-fusíveis para uso principalmente doméstico e similares) - Seções I a IV
NBRIEC60269-3-1 de 12/2017

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 3-1: Requisitos suplementares para dispositivos-fusíveis para uso por pessoas não qualificadas (dispositivos-fusíveis para uso principalmente doméstico e similares) - Seções I a IV

Vocabulário eletrotécnico internacional - Capítulo 826: Instalações elétricas em edificações
NBRIEC60050(826) de 05/2012

Vocabulário eletrotécnico internacional - Capítulo 826: Instalações elétricas em edificações

Pára-raios de resistor não linear a carboneto de silício (SIC) para sistemas de potência - Terminologia
NBR5470 de 12/2015

Pára-raios de resistor não linear a carboneto de silício (SIC) para sistemas de potência - Terminologia

Conjuntos de manobra e controle de baixa tensão - Parte 1: Conjuntos com ensaio de tipo totalmente testados (TTA) e conjuntos com ensaio de tipo parcialmente testados (PTTA)
NBRIEC60439-1 de 12/2020

Conjuntos de manobra e controle de baixa tensão - Parte 1: Conjuntos com ensaio de tipo totalmente testados (TTA) e conjuntos com ensaio de tipo parcialmente testados (PTTA)

Sistemas de aterramento de subestações - Requisitos
NBR15751 de 07/2013

Sistemas de aterramento de subestações - Requisitos

Instalações elétricas de média tensão, de 1,0 kV a 36,2 kV
NBR14039 de 12/2021

Instalações elétricas de média tensão, de 1,0 kV a 36,2 kV

Instalações elétricas de baixa tensão
NBR5410 de 09/2004

Instalações elétricas de baixa tensão

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 3: Requisitos suplementares para uso por pessoas não qualificadas (principalmente para aplicações domésticas e similares)
NBRIEC60269-3 de 05/2012

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 3: Requisitos suplementares para uso por pessoas não qualificadas (principalmente para aplicações domésticas e similares)

Dispositivo de manobra e comando de baixa tensão - Parte 2: Disjuntores
NBRIEC60947-2 de 11/2013

Dispositivo de manobra e comando de baixa tensão - Parte 2: Disjuntores

Eletricidade geral - Terminologia
NBR5456 de 11/2010

Eletricidade geral - Terminologia

Equipamentos elétricos para atmosferas explosivas - Traceamento elétrico resistivo - Procedimento de projeto, instalação e manutenção
NBR15462 de 10/2013

Equipamentos elétricos para atmosferas explosivas - Traceamento elétrico resistivo - Procedimento de projeto, instalação e manutenção

Haste de aterramento aço-cobreada e acessórios - Especificação
NBR13571 de 02/1996

Haste de aterramento aço-cobreada e acessórios - Especificação

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 2: Requisitos adicionais para dispositivo-fusível para uso por pessoas autorizadas (dispositivos-fusíveis principalmente para aplicação industrial)
NBRIEC60269-2 de 05/2012

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 2: Requisitos adicionais para dispositivo-fusível para uso por pessoas autorizadas (dispositivos-fusíveis principalmente para aplicação industrial)

Sistemas elétricos de potência
NBR5460 de 04/1992

Sistemas elétricos de potência

Medição de resistência de aterramento e de potenciais na superfície do solo em sistemas de aterramento
NBR15749 de 08/2009

Medição de resistência de aterramento e de potenciais na superfície do solo em sistemas de aterramento

Requisitos gerais para condutos de instalações elétricas prediais
NBR6689 de 10/2012

Requisitos gerais para condutos de instalações elétricas prediais