Text page

Agulhas e seringas são alvo de testes do Inmetro - INMETRO

Em testes realizados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) foram analisadas 13 marcas de seringas e agulhas usadas para injetar medicamentos. Do total, apenas duas marcas estavam com as amostras dentro da conformidade.

24/02/2010

Que muitas pessoas têm medo de tomar injeção, todo mundo sabe. O que essas pessoas podem não saber é que a dor consequente da picada pode estar relacionada a irregularidades na agulha. Em testes realizados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) foram analisadas 13 marcas de seringas e agulhas usadas para injetar medicamentos, as chamadas hipodérmicas: sete marcas de seringas que já vêm com agulhas, quatro de seringas sem agulha, e duas marcas de agulhas avulsas. Do total, apenas duas marcas estavam com as amostras dentro da conformidade.

Os técnicos do INCQS, laboratório responsável pelos ensaios, verificaram primeiro se os rótulos continham todas as informações exigidas e se as embalagens eram adequadas para garantir a esterilidade até a hora do uso. As amostras de quatro marcas apresentaram problemas de rotulagem e algumas unidades da marca Injex apresentavam furo na embalagem. Seringas e agulhas passaram por uma minuciosa inspeção visual.

Os técnicos encontraram, além de matérias estranhas, o que pode indicar contaminação, excesso de silicone, que pode ser perigoso se o produto entrar no corpo do paciente. As amostras de duas marcas apresentaram agulhas descentralizadas, maior causador da temível dor. Afinal, agulha torta dificulta a picada e, se ela não for perfeita, dói e pode causar trauma no local.

No teste visual, 7 das 13 marcas apresentaram amostras não conformes. Também foi analisada a resistência da cânula da agulha à corrosão, ou seja, a resistência à ferrugem. E, nesse caso, cinco marcas tiveram amostras insatisfatórias. Das onze marcas com amostras não conformes, três são nacionais e oito são importadas. As marcas que estavam em conformidade são ambas nacionais.

Segundo a técnica do Inmetro, responsável pela análise, Ilca Lopes Bezerra, “o Inmetro e a Anvisa, juntos, vão estudar uma regulamentação de seringas e agulhas para proteger a saúde e segurança do consumidor”. Os detalhes dos ensaios, que tiveram por base normas e regulamentos nacionais, podem ser conferidos na íntegra no site do INMETRO


FONTE: INMETRO
Anúncio fixo da norma NBRISO9001 Chegou o novo app Target GEDWeb!
Busque e visualize suas normas ABNT NBR NM
Recursos exclusivos de busca, leitura por voz,
acesso off-line, navegação por setor e muito mais!
Produto/Serviço relacionado à NBRISO9001

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Agulhas hipodérmicas estéreis de uso único — Requisitos e métodos de ensaio
NBRISO7864 de 05/2020

Agulhas hipodérmicas estéreis de uso único — Requisitos e métodos de ensaio

Instrumental cirúrgico - Porta-agulhas - Requisitos e métodos de ensaio
NBR14058 de 04/1998

Instrumental cirúrgico - Porta-agulhas - Requisitos e métodos de ensaio

Laboratórios clínicos - Guia para implementação da ISO 15189:2003 no laboratório (ISO/TR 22869:2005, IDT)
ABNT NM-ISO/TR22869 de 02/2008

Laboratórios clínicos - Guia para implementação da ISO 15189:2003 no laboratório (ISO/TR 22869:2005, IDT)

Laboratório clínico - Recipientes de uso único para coleta de sangue humano
NBRNM322 de 11/2008

Laboratório clínico - Recipientes de uso único para coleta de sangue humano

Instrumental cirúrgico - Porta-agulha para microcirurgia - Requisitos e métodos de ensaio
NBR14333 de 06/1999

Instrumental cirúrgico - Porta-agulha para microcirurgia - Requisitos e métodos de ensaio

Agulha para fístula arteriovenosa estéril e de uso único - Requisitos e métodos de ensaio
NBR13854 de 05/1997

Agulha para fístula arteriovenosa estéril e de uso único - Requisitos e métodos de ensaio

Agulha hipodérmica estéril e de uso único
NBR9259 de 06/2010

Agulha hipodérmica estéril e de uso único

Seringas estéreis de uso único, com ou sem agulha, para insulina
NBRISO8537 de 05/2020

Seringas estéreis de uso único, com ou sem agulha, para insulina