Text page

Suspeita de má qualidade barra aço turco no Brasil - AE

Segundo laudo preliminar há uma série de problemas, como falha de padrão nas bitolas dos feixes de aço - todas fora das especificações do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

18/01/2010 - AE

Um carregamento de 15 mil toneladas de aço longo (os vergalhões, usados na construção civil), trazido pelo navio de bandeira turca Senanur Cebi está confinado no cais de Capuaba, no porto de Vitória, sob a suspeita de má qualidade. A carga é o centro de uma disputa entre o Instituto Aço Brasil (IABr, o antigo IBS), entidade que representa as empresas nacionais de siderurgia, e a Intermesa, uma das maiores tradings do setor, responsável pela importação.

O navio chegou a Vitória em 10 de dezembro. O IABr entrou com ação cautelar de produção antecipada de provas na Justiça de Vitória para apreensão da mercadoria e realização de prova pericial. Com uma liminar, o instituto conseguiu que os vergalhões não fossem desembaraçados antes da perícia. Segundo laudo preliminar do perito José Lage Moreira, nomeado pela Justiça, há uma série de problemas, como falha de padrão nas bitolas dos feixes de aço - todas fora das especificações do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Moreira agora prepara um segundo laudo, mais completo.

O mais grave é que as barras de 10 milímetros "apresentaram trincas quando submetidas ao ensaio de dobramento." Ainda de acordo com o laudo, "colocar no mercado barras que não atendem às propriedades mecânicas estabelecidas pela norma brasileira coloca em suspeição a segurança de edificações construídas com esse material". Em outras palavras, segundo Marco Polo de Mello Lopes, presidente do instituto, "prédios construídos com esse material podem cair".

Os vergalhões foram produzidos pela siderúrgica turca Kaptan Demir e importados pela Intermesa, que os negociaria no Brasil. Executivos da importadora foram procurados nos escritórios de São Paulo, Rio e Belo Horizonte, mas não foram localizados. A empresa entrou com recurso. As 15 mil toneladas de vergalhão, segundo cálculo do IABr, seriam suficientes para a construção de 120 prédios populares, com 100 apartamentos de 50 metros quadrados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


FONTE: Agência Estado / Target


   C U R S O S    R E L A C I O N A D O S

Ferramentas da Qualidade para Análise e Solução de Problemas

Integração dos Sistemas de Gestão - NBRISO9001, NBRISO14001, OHSAS18001, NBR16001 e SA8000

Formação de Auditores Internos em Sistemas de Gestão da Qualidade - Curso Ao Vivo pela Internet





  R E G U L A M E N T O S    R E L A C I O N A D O S

Portaria INMETRO 210:2005 - Avaliação da Conformidade para barras e fios de aço destinados a armaduras para concreto armado.

Portaria INMETRO 143:2005 - Regulamento Técnico Metrológico estabelecendo padronização e critérios para verificação do conteúdo efetivo dos produtos barras e fios de aço (vergalhões).

Anúncio fixo da norma NBRISO9001 Chegou o novo app Target GEDWeb!
Busque e visualize suas normas ABNT NBR NM
Recursos exclusivos de busca, leitura por voz,
acesso off-line, navegação por setor e muito mais!
Produto/Serviço relacionado à NBRISO9001

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Dimensionamento de estruturas de aço constituídas por perfis formados a frio
NBR14762 de 07/2010

Dimensionamento de estruturas de aço constituídas por perfis formados a frio

MANUAL OPERACIONAL DA GERÊNCIA DE ORÇAMENTOS
MOP_GOR_001 de 08/2016

MANUAL OPERACIONAL DA GERÊNCIA DE ORÇAMENTOS

Projeto de estruturas de aço e de estruturas mistas de aço e concreto de edifícios em situação de incêndio
NBR14323 de 08/2013

Projeto de estruturas de aço e de estruturas mistas de aço e concreto de edifícios em situação de incêndio

Ações e segurança nas estruturas - Procedimento
NBR8681 de 03/2003

Ações e segurança nas estruturas - Procedimento

Coordenação modular para edificações
NBR15873 de 09/2010

Coordenação modular para edificações

Ações para o cálculo de estruturas de edificações
NBR6120 de 09/2019

Ações para o cálculo de estruturas de edificações

Projeto de estruturas resistentes a sismos - Procedimento
NBR15421 de 10/2006

Projeto de estruturas resistentes a sismos - Procedimento