Text page

As especificações de bobinas e chapas finas de aços multiconstituídos

Quais os requisitos de composição química, % em massa? Quais os requisitos de propriedades mecânicas? Quais devem ser os métodos de ensaio a serem feitos? Essas questões estão sendo apresentadas no texto sobre As especificações de bobinas e chapas finas de aços multiconstituídos.

16/01/2019 - Equipe Target

NBR 16285 de 12/2018: a especificação de bobinas e chapas finas de aços

A NBR 16285 de 12/2018 - Bobinas e chapas de aço multiconstituído, de alta resistência mecânica, laminadas a frio — Especificação estabelece os requisitos para encomenda, fabricação e fornecimento de bobinas e chapas finas de aços multiconstituídos, laminadas a frio, com espessuras compreendidas entre 0,50 mm e 3,00 mm, inclusive os limites. Os aços multiconstituídos se caracterizam por apresentar boa relação entre resistência mecânica e estampabilidade, com capacidade de absorção de energia, propiciando que estes aços sejam indicados para a fabricação de peças estruturais e de reforço.

Clique nos links para acessar algumas dúvidas relacionadas a essa norma GRATUITAMENTE no Target Genius Respostas Diretas:

Quais os requisitos de composição química, % em massa?

Quais os requisitos de propriedades mecânicas?

Quais devem ser os métodos de ensaio a serem feitos?

Devem ser observados os requisitos aplicáveis às bobinas e chapas, laminadas a frio de acordo com a NBR 11888. Os requisitos ali mencionados – gerais para encomenda, fabricação, acabamento, superfície, inspeção, amostragem, ensaios, embalagem, marcação, certificado, aceitação e rejeição, tolerâncias dimensionais e de forma – completam esta norma. Entretanto, se houver

As bobinas e chapas, laminadas a frio, produzidas de acordo com esta norma, podem ser classificadas conforme a microestrutura, que define características específicas quanto à aplicação, além de serem classificadas conforme o limite de resistência (LR) mínimo. Os sufixos B e HE indicam aços com características especiais para dobramento e expansão de furo (flangeamento de borda), respectivamente.

As bobinas e chapas, laminadas a frio, produzidas de acordo com esta norma, cuja microestrutura seja predominantemente ferrita-bainita (FB), podem ser fornecidas no grau FB600. As bobinas e chapas, laminadas a frio, produzidas de acordo com esta norma, cuja microestrutura seja predominantemente ferrita-martensita (DP), podem ser fornecidas nos graus DP450, DP500, DP600, DP700, DP800, DP1000 e DP1000-B.

As bobinas e chapas, laminadas a frio, produzidas de acordo com esta norma, cuja microestrutura seja constituída principalmente de ferrita-bainita, mas com outros constituintes, como martensita, martensita revenida, austenita retida e perlita, podendo estar presentes em pequenas quantidades (CP), e serem fornecidos nos graus CP1000-B e CP1000-HE. As bobinas e chapas, laminadas a frio, produzidas de acordo com esta Norma, cuja microestrutura seja constituída principalmente de ferrita, bainita e austenita retida (TRIP), podem ser fornecidas nos graus TRIP700 e TRIP800.

As bobinas e chapas, laminadas a frio, produzidas de acordo com esta Norma, cuja microestrutura seja predominantemente martensítica (MT) e com pequenas frações de ferrita e bainita, podem ser fornecidas no grau MT1200. Pode-se dizer que os aços multiconstituídos são aços que possuem a microestrutura formada por uma matriz ferrítica, na qual estão distribuídos constituintes duros, como a martensita, bainita ou martensita-austenita (MA), contendo ainda frações de austenita retida e carbonetos dispersos. Entre esses aços destacam-se os aços TRIP e bifásicos (Dual Phase), este último constituído essencialmente de ferrita e martensita (ou constituinte MA).

São aços que aliam elevada resistência com boa ductilidade, cujas principais aplicações são encontradas na indústria automobilística, dada a redução de peso aliada a um ganho de resistência mecânica que estes conferem, além de excelente capacidade de absorção de impacto e conformidade. Assim, as bobinas e chapas finas a frio de aços multiconstituídos estão sujeitas ao fenômeno de envelhecimento, que se manifesta por meio do aumento do limite de escoamento (LE) e da diminuição do alongamento, prejudicando a ductilidade do material.

O envelhecimento é fortemente afetado pelo tempo e temperatura em que as bobinas e chapas são submetidas durante o transporte e armazenamento até o processo de conformação. As propriedades mecânicas indicadas nas tabelas 2 e 3 (disponíveis na norma) não podem ultrapassar os limites especificados nesta norma, nem apresentar defeitos causados por envelhecimento, por um período de seis meses contados a partir da data disponível para entrega do produto, desde que armazenado em temperaturas inferiores a 40°C.

As bobinas devem ser oleadas com um óleo compatível com o processo posterior, onde não pode haver a ocorrência de manchas ou oxidação até o prazo de seis meses a partir da emissão da nota fiscal. Os materiais fornecidos nesta norma podem ser soldados utilizando métodos e procedimentos específicos uma vez que são aços com microestrutura sensíveis ao calor. Deve-se observar que a soldabilidade dos aços não depende somente da composição química do material, mas também das medidas, da forma, do projeto da obra e das condições de realização da soldagem.

Quanto ao efeito BH (Bake-Hardening), as bobinas e chapas de aço DP, TRIP e CP1000-B apresentam o fenômeno de endurecimento em estufa (bake hardening), com tratamento a 170°C por 20 min, após pré-deformação de 2 %. O efeito BH é medido pela elevação do Limite de Escoamento (LE) é medida após deformação de 2 % e tratamento térmico (170° C durante 20 min). O ensaio de tração é realizado à temperatura ambiente, conforme NBR 6673, NBR ISO 6892-1 e figura abaixo.

Clique na imagem acima para uma melhor visualização

As bobinas e chapas produzidas de acordo com esta norma estão adequadas para receber tratamento superficial, como pintura ou revestimento anticorrosivos metálicos por eletrodeposição. Para a ordem de compra, além das informações relacionadas na NBR 11888, pode-se especificar o revestimento conforme a NBR 14964.

Os requisitos de marcação, identificação e embalagem devem atender ao estabelecido na NBR 11888. As exigências relacionadas à inspeção e ao recebimento devem estar de acordo com a NBR 11888.

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Produtos planos laminados de aço — Terminologia
NBR5903 de 04/2015

Produtos planos laminados de aço — Terminologia

Bobinas e chapas de aço multiconstituído, de alta resistência mecânica, laminadas a frio — Especificação
NBR16285 de 12/2018

Bobinas e chapas de aço multiconstituído, de alta resistência mecânica, laminadas a frio — Especificação

Bobinas e chapas grossas laminadas a quente, de aço de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural — Requisitos
NBR5008 de 04/2015

Bobinas e chapas grossas laminadas a quente, de aço de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural — Requisitos

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 1: Requisitos
NBR5915-1 de 02/2013

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 1: Requisitos

Bobinas e chapas finas a frio de aço-carbono para uso estrutural — Especificação
NBR6649 de 11/2014

Bobinas e chapas finas a frio de aço-carbono para uso estrutural — Especificação

Produtos siderúrgicos — Terminologia
NBR6215 de 05/2011

Produtos siderúrgicos — Terminologia

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 5 : Aços refosforados
NBR5915-5 de 02/2013

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 5 : Aços refosforados

Armazenamento, transporte e utilização de bobinas com fios, cabos ou cordoalhas de aço
NBR7310 de 01/2011

Armazenamento, transporte e utilização de bobinas com fios, cabos ou cordoalhas de aço

Bobinas e chapas finas a quente de aço-carbono para uso estrutural — Especificação
NBR6650 de 01/2014

Bobinas e chapas finas a quente de aço-carbono para uso estrutural — Especificação

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 1: Requisitos
NBR7008-1 de 12/2021

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 1: Requisitos

Bobinas e chapas de aço revestidas com liga 55% alumínio - Zinco pelo processo contínuo de imersão a quente - Especificação
NBR15578 de 04/2008

Bobinas e chapas de aço revestidas com liga 55% alumínio - Zinco pelo processo contínuo de imersão a quente - Especificação

Bobinas e chapas laminadas a quente de aço acalmado com características especiais de propriedades mecânicas, conformabilidade e soldabilidade - Requisitos
NBR6656 de 12/2016

Bobinas e chapas laminadas a quente de aço acalmado com características especiais de propriedades mecânicas, conformabilidade e soldabilidade - Requisitos

Bobinas e chapas finas a frio e a quente de açocarbono e de aço de alta resistência e baixa liga — Requisitos gerais
NBR11888 de 04/2015

Bobinas e chapas finas a frio e a quente de açocarbono e de aço de alta resistência e baixa liga — Requisitos gerais

Bobinas e chapas grossas de aço-carbono para uso estrutural — Especificação
NBR6648 de 01/2014

Bobinas e chapas grossas de aço-carbono para uso estrutural — Especificação

Materiais metálicos — Ensaio de Tração - Parte 1: Método de ensaio à temperatura ambiente
NBRISO6892-1 de 04/2013

Materiais metálicos — Ensaio de Tração - Parte 1: Método de ensaio à temperatura ambiente

Bobinas e chapas de aço bifásico revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Especificação
NBR16284 de 08/2018

Bobinas e chapas de aço bifásico revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Especificação

Tratamentos térmicos de aço - Terminologia e definições
NBRNM136 de 10/2000

Tratamentos térmicos de aço - Terminologia e definições

Chapas e bobinas de aço revestidas com liga de alumínio-silício pelo processo contínuo de imersão a quente — Requisitos
NBR16539 de 09/2016

Chapas e bobinas de aço revestidas com liga de alumínio-silício pelo processo contínuo de imersão a quente — Requisitos

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 3: Aços isotrópicos e aços estruturais de extrabaixo carbono
NBR5915-3 de 02/2013

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 3: Aços isotrópicos e aços estruturais de extrabaixo carbono

Chapa fina a frio de aço-carbono em bobina - Tratamento térmico de recozimento branco - Requisitos
NBR8640 de 08/2016

Chapa fina a frio de aço-carbono em bobina - Tratamento térmico de recozimento branco - Requisitos

Bobinas e chapas finas de aço para fabricação de recipientes transportáveis para gás liquefeito de petróleo (GLP) — Especificação
NBR7460 de 03/2013

Bobinas e chapas finas de aço para fabricação de recipientes transportáveis para gás liquefeito de petróleo (GLP) — Especificação

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 2: Aços para estampagem
NBR5915-2 de 02/2013

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 2: Aços para estampagem

Produtos planos laminados de aço-carbono e aço baixa liga e alta resistência, processados por centros de serviço — Requisitos gerais
NBR8269 de 01/2014

Produtos planos laminados de aço-carbono e aço baixa liga e alta resistência, processados por centros de serviço — Requisitos gerais

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 5: Aços refosforados
NBR7008-5 de 12/2021

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 5: Aços refosforados

Bobinas e chapas finas laminadas a quente, de aços de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural - Requisitos e ensaios
NBR5921 de 07/2015

Bobinas e chapas finas laminadas a quente, de aços de baixa liga e alta resistência, resistentes à corrosão atmosférica, para uso estrutural - Requisitos e ensaios

Bobinas e chapas de aço-carbono para uso em piso — Requisitos
NBR16538 de 01/2017

Bobinas e chapas de aço-carbono para uso em piso — Requisitos

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 4 : Aços endurecíveis em estufa
NBR5915-4 de 02/2013

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 4 : Aços endurecíveis em estufa

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 6: Aços microligados
NBR5915-6 de 02/2013

Chapas e bobinas de aço laminadas a frio - Parte 6: Aços microligados

Bobinas e chapas grossas de aço-carbono e de aço de baixa liga e alta resistência — Requisitos
NBR11889 de 03/2013

Bobinas e chapas grossas de aço-carbono e de aço de baixa liga e alta resistência — Requisitos

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 2: Aços de qualidade comercial e para estampagem
NBR7008-2 de 12/2021

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 2: Aços de qualidade comercial e para estampagem

Bobinas e chapas finas de aço de baixa liga e alta resistência mecânica para uso estrutural - Requisitos
NBR16580 de 08/2017

Bobinas e chapas finas de aço de baixa liga e alta resistência mecânica para uso estrutural - Requisitos

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 6: Aços microligados
NBR7008-6 de 12/2021

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 6: Aços microligados

Bobinas e chapas finas de aço-carbono para uso geral - Especificação
NBR6658 de 10/2020

Bobinas e chapas finas de aço-carbono para uso geral - Especificação

Produtos planos de aço zincados pelo processo contínuo de eletrodeposição - Requisitos gerais
NBR14964 de 11/2018

Produtos planos de aço zincados pelo processo contínuo de eletrodeposição - Requisitos gerais

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 3: Aços estruturais
NBR7008-3 de 12/2021

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 3: Aços estruturais

Materiais metálicos - Ensaio de tração - Parte 2: Método de ensaio à temperatura elevada
NBRISO6892-2 de 10/2013

Materiais metálicos - Ensaio de tração - Parte 2: Método de ensaio à temperatura elevada

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 4: Aços endurecíveis em estufa
NBR7008-4 de 12/2021

Chapas e bobinas de aço revestidas com zinco ou liga de zinco-ferro pelo processo contínuo de imersão a quente - Parte 4: Aços endurecíveis em estufa

Bobinas e chapas grossas de aço de baixa liga e alta resistência mecânica - Requisitos e ensaios
NBR5000 de 07/2015

Bobinas e chapas grossas de aço de baixa liga e alta resistência mecânica - Requisitos e ensaios