Text page

A qualidade na distribuição de água

Essa norma, editada em 2017 pela American Water Works Association (AWWA), ajuda as empresas de abastecimento de água potável e os profissionais envolvidos a compreender os fatores que afetam a qualidade da água, as formas de abordá-las e as melhores práticas para otimizar a qualidade da água do sistema de distribuição.

03/01/2018 - Equipe Target

Os sistemas de distribuição de água

A AWWA M68:10:2017 - Water Quality in Distribution Systems ajuda as empresas de abastecimento de água potável e os profissionais envolvidos a compreender os fatores que afetam a qualidade da água, as formas de abordá-las e as melhores práticas para otimizar a qualidade da água do sistema de distribuição. Dessa forma, os sistemas de distribuição representam a última barreira disponível para se manter a água segura e de alta qualidade. Este manual fornece uma "primeira parada" para os desafios comuns da qualidade da água do sistema de distribuição.

A M68 oferece orientações práticas e a melhores práticas de gestão para manter e melhorar a qualidade da água do sistema de distribuição. Isso ajuda às empresas de abastecimento de água e seus profissionais a compreender os fatores que afetam a qualidade da água, formas de abordá-los e melhores práticas para otimizar a qualidade da água do sistema de distribuição.

Cada capítulo do manual se concentra em um desafio de distribuição, como caracterizar e responder a esses desafios e recomendar práticas recomendadas para abordar questões em andamento e estratégias de otimização. O manual abrange uma variedade de tópicos, como a corrosão, sabor e problemas de odor, microbiologia, capacidade e idade da água e muito mais.

A norma inclui inúmeros estudos de caso para mostrar melhor as aplicações discutidas. O manual também fornece uma seção de recursos maiores, onde os leitores podem encontrar locais para conhecimentos adicionais.

Conteúdo da norma

Lista de Figuras, VII

Lista de Tabelas, XI

Agradecimentos, XV

Capítulo 1 Introdução.... .......... 1

Começando - Como identificar um problema ou desafio, 2

Resumo das Normas e Regulamentos, 6

Referências, 11

Capítulo 2 Capacidade e idade da água... 13

Determinando Capacidade, 14

Determinando a Era da Água, 21

Formas de equilibrar a capacidade e a idade da água, 24

Melhores práticas para otimizar a capacidade do sistema de distribuição e a Idade da Água, 35

Referências, 37

Capítulo 3 Compreendendo e gerenciando os biofilmes, Ocorrência de coliformes e a comunidade microbiana......................... 39

Desafios do crescimento microbiano no sistema de distribuição, 40

Resumo das Estruturas Regulatórias Aplicáveis aos Micróbios em Sistemas de Distribuição, 50

Caminhos de ocorrência microbiana, 52

Indicadores Microbianos de Qualidade da Água, 54

Técnicas para caracterizar comunidades microbianas, 60

Fatores contribuintes, Mitigação e Ações Corretivas para Microbiana e os problemas de ocorrência, 62

Melhores Práticas para Mitigar e Gerenciar o Crescimento Microbiano, 69

Referências, 71

Capítulo 4 Integridade da Infraestrutura e Qualidade da Água........... 81

Fatores que afetam a integridade física, 82

Fatores que afetam a qualidade da água, 84

Indicadores de qualidade da água, 86

Abordando os desafios da qualidade da água, 86

Melhores Práticas, 88

Referências, 97

Capítulo 5 Gosto, odor e aparência............................. 101

Objetivos da Qualidade da Água Estética, 103

Identificação geral e monitoramento da qualidade da água Estética em sistemas de distribuição, 103

Sabor e Odor, 110

Aparência, 125

Resumo e recomendações, 131

Referências, 133

Capítulo 6 Nitrificação.............. ....... 151

Isenção de responsabilidade, 151

Nitrificação, 152

Causas de nitrificação em sistemas de distribuição, 155

Exemplos de nitrificação, 163

Respostas à Nitrificação de Controle, 167

Plano de Monitoramento e Controle de Nitrificação, 173

Prevenção de nitrificação, 180

Estudo de caso, 185

Conclusões e recomendações, 186

Referências, 188

Capítulo 7 Controle de corrosão........................... 195

Impactos da qualidade da água, 196

Fatores que afetam a qualidade da água relacionada à corrosão, 201

Monitoramento da qualidade da água, 210

Métodos de controle de corrosão, 216

Melhores Práticas para Controle de Corrosão através do Sistema de Distribuição, Projeto, Operação e Manutenção, 218

Resumo 225

Referências, 227

Capítulo 8 Desinfectantes e subprodutos de desinfecção...... 233

Regulamentos, 234

Desinfetantes, 239

Estratégias de controle, 248

Melhores Práticas, 256

Resumo, 258

Referências, 260

Capítulo 9 Gerenciamento de baixa pressão............ 267

Padrões e objetivos da pressão, 268

Causas de Despressurização e Intrusão, 269

Impacto na saúde pública da água relacionada à despressurização e problemas de qualidade 271

Rastreando Desafios relacionados à Despressurização da Qualidade da Água, 274

Prevenção e Gerenciamento de Baixa Pressão, 283

Sistema de Distribuição O & M, 288

Abordagem de três integridades, 291

Estudos de caso, 295

Resumo e recomendações, 298

Referências, 300

Capítulo 10 Controle de conexão cruzada e prevenção de refluxo.......... 305

Contexto e princípios hidráulicos, 306

Exemplos de Incidentes de Refluxo e conexão cruzada e seus efeitos sobre qualidade da água, 309

Indicadores de um incidente de Refluxo, 311

Respondendo aos Incidentes de Refluxo, 313

Melhores Práticas, 315

Recursos adicionais, 318

O Futuro: quais as tecnologias Emergentes terão um Efeito no Refluxo e Como será o Risco de Qualidade da Água para Utilitários?, 318

Referências, 319

Capítulo 11 Problemas de segurança.... ... 321

Introdução, 321

Ameaças e Caminhos potenciais, 322

Detecção de contaminação, 324

Respondendo a Ameaças e Eventos de Contaminação, 329

Avaliação e Planejamento de Riscos, 330

Resumo, 333

Referências, 335

Apêndice A Técnicas para Caracterizar Comunidades Microbianas. . .. 339

Apêndice B Resumo das técnicas de lavagem, respostas de qualidade da água prováveis, e aplicações potenciais.  . . . . . . . . . . . . . . . . . 351

Apêndice C Métodos para identificar e monitorar a qualidade da água em sistemas de distribuição. . . . . . . . . . . . . . . 355

Apêndice D Plano de monitoramento de nitrificação . . . 369

Glossário, 373

Índice, 411

Manuais da AWWA, 423

Um sistema de distribuição de água potável é um sistema de tubos que transportam água potável de plantas de tratamento ou fontes de água para os consumidores. É também a última barreira disponível para a água em manter a água segura e de alta qualidade. Este manual apresenta a distribuição típica e os desafios da qualidade da água do sistema, fornecendo resumos de respostas típicas e melhores práticas como uma "primeira parada" para os profissionais do sistema de água potável.

Uma vez que cada sistema de distribuição é único, este manual não se destina a ser inclusivo. Em vez disso, é um guia que resume os problemas e as ações a serem tomadas quando na distribuição surgem problemas no sistema e fornece as referências a outros padrões da indústria e as publicações que fornecem mais detalhes.

Além disso, este manual não aprofunda o tratamento e as mudanças na água do processo ou da fonte que podem afetar a sua qualidade que entra no sistema de distribuição. Os leitores são encorajados a familiarizar-se com o trabalho da American Water Works Association (AWWA) e seus manuais de prática relacionados à água, suas fontes e tratamento.

Para os propósitos deste manual, os sistemas de distribuição incluem estações de bomba, tanques de armazenamento elevados, redes de água potável, linhas de serviço de água potável e todos os produtos associados, como válvulas, acessórios e medidores. As linhas de serviço ao cliente de água potável estão excluídas. Os capítulos deste manual são organizados com base na distribuição mais comum para os desafios que os sistemas de água enfrentam hoje. Estes estão listados na Tabela 1-1. Cada capítulo fornece uma introdução e descrição de um Distribution System Water Quality (DSWQ), seguido de uma discussão e descrição dos fatores associados a cada desafio. Ver texto em caixa diferente em cada capítulo para um resumo da caracterização do desafio DSWQ.

Inclui, ainda, um resumo das ações de resposta disponíveis. Veja caixa (s) diferente (s) de texto em cada capítulo para um resumo da resposta ao desafio DSWQ. Igualmente, são descritas as melhores práticas recomendadas para otimizar o DSWQ. Veja a tabela em cada capítulo que lista as melhores práticas DSWQ, que são classificadas como "básicas" ou "avançadas".

Alguns capítulos incluem definições específicas para esses termos. Geralmente, as práticas básicas são as ações que todos os sistemas de água devem realizar se tiverem experimentado o DSWQ anotado. Práticas avançadas são para sistemas de água que desejam otimizar e/ou desenvolver um programa abrangente relacionado ao desafio DSWQ específico. Alguns capítulos incluem uma avaliação intermediária, ou "moderada", que é claramente definida nesse capítulo.

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Tubos de PVC rígido - Colar de tomada de PVC
NBR10930 de 03/2016

Tubos de PVC rígido - Colar de tomada de PVC

Tubos e conexões de ferro dúctil e acessórios para sistemas de adução e distribuição de água - Requisitos
NBR7675 de 06/2005

Tubos e conexões de ferro dúctil e acessórios para sistemas de adução e distribuição de água - Requisitos

Sistemas de tubulações plásticas para instalações prediais de água quente e fria — Policloreto de vinila clorado (CPVC) - Parte 1: Tubos - Requisitos
NBR15884-1 de 10/2010

Sistemas de tubulações plásticas para instalações prediais de água quente e fria — Policloreto de vinila clorado (CPVC) - Parte 1: Tubos - Requisitos

Conexões de PVC rígido de junta soldável para redes de distribuição de água - Tipos - Padronização
NBR9821 de 05/1987

Conexões de PVC rígido de junta soldável para redes de distribuição de água - Tipos - Padronização

Sistemas de tubulações plásticas para instalações prediais de água quente e fria — Policloreto de vinila clorado (CPVC) - Parte 2: Conexões - Requisitos
NBR15884-2 de 10/2011

Sistemas de tubulações plásticas para instalações prediais de água quente e fria — Policloreto de vinila clorado (CPVC) - Parte 2: Conexões - Requisitos

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 3: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 0,75 MPa
NBR5647-3 de 05/2019

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 3: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 0,75 MPa

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 1: Requisitos gerais para tubos e métodos de ensaio
NBR5647-1 de 12/2021

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 1: Requisitos gerais para tubos e métodos de ensaio

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 2: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 1,00 MPa
NBR5647-2 de 04/2019

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 2: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 1,00 MPa

Sistemas de transporte de água ou de esgoto sob pressão — Tubos de PVC-M DEFOFO com junta elástica — Requisitos
NBR7665 de 03/2020

Sistemas de transporte de água ou de esgoto sob pressão — Tubos de PVC-M DEFOFO com junta elástica — Requisitos

Sistemas para distribuição e adução de água e transporte de esgotos sob pressão — Requisitos para reparo de tubulação de polietileno PE 80 e PE 100
NBR15979 de 09/2011

Sistemas para distribuição e adução de água e transporte de esgotos sob pressão — Requisitos para reparo de tubulação de polietileno PE 80 e PE 100

Torneira de boia para reservatórios prediais de água potável - Requisitos e métodos de ensaio
NBR14534 de 01/2015

Torneira de boia para reservatórios prediais de água potável - Requisitos e métodos de ensaio

Tubulação de polietileno PE 80 e PE 100 para transporte de água e esgoto sob pressão — Requisitos
NBR15561 de 06/2017

Tubulação de polietileno PE 80 e PE 100 para transporte de água e esgoto sob pressão — Requisitos

Sistema de tubulações plásticas para instalações prediais de água quente e fria — Policloreto de vinila clorado (CPVC) - Parte 3: Montagem, instalação, armazenamento e manuseio
NBR15884-3 de 10/2010

Sistema de tubulações plásticas para instalações prediais de água quente e fria — Policloreto de vinila clorado (CPVC) - Parte 3: Montagem, instalação, armazenamento e manuseio

Registro de PVC rígido para ramal predial - Verificação da estanqueidade à pressão hidrostática
NBR11308 de 06/2016

Registro de PVC rígido para ramal predial - Verificação da estanqueidade à pressão hidrostática

Projeto de reservatório de distribuição de água para abastecimento público - Procedimento
NBR12217 de 07/1994

Projeto de reservatório de distribuição de água para abastecimento público - Procedimento

Tubos e conexões de PVC e CPVC - Verificação do efeito sobre a água - Requisitos e método de ensaio
NBR8219 de 08/2017

Tubos e conexões de PVC e CPVC - Verificação do efeito sobre a água - Requisitos e método de ensaio

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 4: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 0,60 MPa
NBR5647-4 de 05/2019

Sistemas para adução e distribuição de água - Tubos e conexões de PVC-U 6,3 com junta elástica e com diâmetros nominais até DN 100 - Parte 4: Requisitos específicos para tubos com pressão nominal PN 0,60 MPa

Projeto de rede de distribuição de água para abastecimento público — Procedimento
NBR12218 de 05/2017

Projeto de rede de distribuição de água para abastecimento público — Procedimento

Conexões de ferro fundido dúctil para tubos de PVC 6,3 e polietileno PE — Requisitos
NBR15880 de 08/2010

Conexões de ferro fundido dúctil para tubos de PVC 6,3 e polietileno PE — Requisitos