Text page

SAE AS9120B: a gestão da qualidade nas indústrias de aviação, espaço e defesa

Essa norma, editada pela SAE International em 2016, inclui os requisitos do sistema de gerenciamento de qualidade ISO 9001:2015 e especifica os requisitos, definições e notas adicionais da indústria de aviação, espaço e defesa. Ressalte-se que os requisitos especificados nesta norma são complementares (não alternativos) ao cliente e aos requisitos legais e regulamentares aplicáveis.

31/05/2017 - Equipe Target

A qualidade no setor aeroespacial e de defesa

A SAE AS9120B:2016 - Quality Management Systems – Requirements for Aviation, Space, and Defense Distributors inclui os requisitos do sistema de gerenciamento de qualidade ISO 9001:2015 e especifica os requisitos, definições e notas adicionais da indústria de aviação, espaço e defesa. Ressalte-se que os requisitos especificados nesta norma são complementares (não alternativos) ao cliente e aos requisitos legais e regulamentares aplicáveis.

Se houver um conflito entre os requisitos desta norma e o cliente ou os requisitos legais ou regulamentares aplicáveis, este último prevalecerá. Esta norma internacional especifica os requisitos para um sistema de gestão da qualidade quando uma organização: precisa demonstrar sua capacidade de fornecer consistentemente produtos e serviços que atendam aos requisitos legais e regulamentares dos clientes e visa melhorar a satisfação do cliente através da aplicação efetiva do sistema, incluindo processos de aperfeiçoamento do sistema e garantia de conformidade com o cliente e os requisitos legais e regulamentares aplicáveis.

Todos os requisitos são genéricos e se destinam a ser aplicáveis a qualquer organização, independentemente do seu tipo ou tamanho, ou dos produtos e serviços que ela fornece. Nesta norma internacional, os termos "produto" ou "serviço" só se aplicam a produtos e serviços destinados ou exigidos por um cliente. Os requisitos legais e regulamentares podem ser expressos como requisitos legais.

No Brasil, há disponível a NBR 15100 de 01/2010 - Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos para organizações de aeronáutica, espaço e defesa que especifica requisitos para um sistema de gestão da qualidade, quando uma organização necessita demonstrar sua capacidade para fornecer produtos que atendam de forma consistente aos requisitos do cliente e requisitos regulamentares aplicáveis e pretende aumentar a satisfação do cliente por meio da aplicação eficaz do sistema, incluindo processos para melhoria contínua do sistema e assegurar a conformidade com os requisitos do cliente e requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis. Quando forem efetuadas exclusões, alegações de conformidade com esta norma não serão aceitáveis, a não ser que a s exclusões estejam limitadas aos requisitos contidos na Seção 7 e que tais exclusões não afetem a capacidade ou responsabilidade da organização de fornecer produto que atenda a os requisitos do cliente e requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis.

Esta norma promove a adoção de uma abordagem de processo para o desenvolvimento, implementação e melhoria da eficácia de um sistema de gestão da qualidade, visando aumentar a satisfação do cliente pelo atendimento aos requisitos do cliente. Para uma organização funcionar de maneira eficaz, ela tem que identificar e gerenciar diversas atividades interligadas. Uma atividade ou conjunto de atividades que usa recursos e que é gerenciada de forma a possibilitar a transformação de entradas em saídas pode ser considerada um processo.

Frequentemente a saída de um processo é a entrada para o processo seguinte. A aplicação de um sistema de processos em uma organização, junto com a identificação, interações desses processos e sua gestão, pode ser considerada “abordagem de processo”. Uma vantagem da abordagem de processo é o controle contínuo que ela permite sobre a ligação entre os processos individuais dentro do sistema de processos, bem como sobre a sua combinação e interação.

Quando usada em um sistema de gestão da qualidade, esta abordagem enfatiza a importância do entendimento e atendimento dos requisitos; da necessidade de considerar os processos em termos de valor agregado; da obtenção de resultados de desempenho e eficácia de processo; da melhoria contínua de processos, baseada em medições objetivas. O modelo de um sistema de gestão da qualidade, baseado em processo mostrado na figura abaixo, ilustra as ligações dos processos apresentadas nas Seções 4 a 8. Esta ilustração mostra que os clientes desempenham um papel significativo na definição dos requisitos como entradas.

A monitorização da satisfação dos clientes requer a avaliação de informações relativas à percepção pelos clientes de como a organização tem atendido aos requisitos do cliente. Este modelo mostrado na figura abrange todos os requisitos desta norma, mas não apresenta processos em um nível detalhado. Adicionalmente, pode ser aplicada a metodologia conhecida como “Plan-Do-Check-Act” (PDCA) para todos os processos.

O modelo PDCA pode ser descrito resumidamente como segue:

Plan (planejar): estabelecer objetivos e processos necessários para fornecer resultados de acordo com os requisitos do cliente e políticas da organização.

Do (fazer): implementar os processos.

Check (checar): monitorar e medir processos e produtos em relação às políticas, aos objetivos e aos requisitos para o produto e relatar os resultados.

Act (agir): executar ações para promover continuamente a melhoria do desempenho do processo.

Clique na imagem acima para uma melhor visualização

A documentação do sistema de gestão da qualidade deve incluir as declarações documentadas de uma política da qualidade e dos objetivos da qualidade; um manual da qualidade; procedimentos documentados e registros requeridos por esta norma; documentos, incluindo registros, determinados pela organização como necessários para assegurar o planejamento, a operação e o controle eficazes de seus processos. A organização deve assegurar que o pessoal tem acesso e está consciente sobre a documentação pertinente do sistema de gestão da qualidade e suas alterações. Onde o termo “procedimento documentado” aparecer nesta norma, significa que o procedimento é estabelecido, documentado, implementado e mantido. Um único documento pode cobrir os requisitos para um ou mais procedimentos.

Um requisito para um procedimento documentado pode ser coberto por mais de um documento. A abrangência da documentação do sistema de gestão da qualidade pode diferir de uma organização para outra devido ao porte da organização e ao tipo de atividades, à complexidade dos processos e suas interações, e à competência do pessoal. A documentação pode estar em qualquer forma ou tipo de meio de comunicação.

A organização deve estabelecer e manter um manual da qualidade que inclua o escopo do sistema de gestão da qualidade, incluindo detalhes e justificativas para quaisquer exclusões (ver 1.2); os procedimentos documentados estabelecidos para o sistema de gestão da qualidade, ou referência a eles; e uma descrição da interação entre os processos do sistema de gestão da qualidade. Os documentos requeridos pelo sistema de gestão da qualidade devem ser controlados. Registros são um tipo especial de documento e devem ser controlados de acordo com os requisitos apresentados em 4.2.4.

Um procedimento documentado deve ser estabelecido para definir os controles necessários para aprovar documentos quanto à sua adequação, antes da sua emissão, analisar criticamente e atualizar, quando necessário, e reaprovar documentos, assegurar que as alterações e a situação da revisão atual dos documentos sejam identificadas, assegurar que as versões pertinentes de documentos aplicáveis estejam disponíveis nos locais de uso, assegurar que os documentos permaneçam legíveis e prontamente identificáveis; assegurar que documentos de origem externa determinados pela organização como necessários para o planejamento e operação do sistema de gestão da qualidade sejam identificados e que sua distribuição seja controlada, e evitar o uso não pretendido de documentos obsoletos e aplicar identificação adequada nos casos em que eles forem retidos por qualquer propósito.

Registros estabelecidos para prover evidência de conformidade com requisitos e da operação eficaz do sistema de gestão da qualidade devem ser controlados. A organização deve estabelecer um procedimento documentado para definir os controles necessários para a identificação, armazenamento, proteção, recuperação, retenção e disposição dos registros. O procedimento documentado deve definir o método de controle dos registros que são criados e/ou retidos por fornecedores. Registros devem permanecer legíveis, prontamente identificáveis e recuperáveis.

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Sistemas de Gestão da Qualidade – Requisitos para organizações de aeronáutica, espaço e defesa
NBR15100 de 01/2010

Sistemas de Gestão da Qualidade – Requisitos para organizações de aeronáutica, espaço e defesa

Avaliação da conformidade - Requisitos para organismos que fornecem auditoria e certificação de sistemas de gestão - Parte 1: Requisitos
NBRISO/IEC17021-1 de 05/2016

Avaliação da conformidade - Requisitos para organismos que fornecem auditoria e certificação de sistemas de gestão - Parte 1: Requisitos

Avaliação da conformidade - Vocabulário e princípios gerais
NBRISO/IEC17000 de 06/2021

Avaliação da conformidade - Vocabulário e princípios gerais

Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos para auditoria de organizações de aeronáutica, espaço e defesa
NBR15101 de 05/2018

Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos para auditoria de organizações de aeronáutica, espaço e defesa

Sistemas de gestão da qualidade - Fundamentos e vocabulário
NBRISO9000 de 09/2015

Sistemas de gestão da qualidade - Fundamentos e vocabulário

Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos
NBRISO9001 de 09/2015

Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos