Text page

Curso: Inspetor de Conformidade das Instalações Elétricas de Baixa Tensão de acordo com a NBR 5410

Esse treinamento busca alertar os participantes de que, segundo as leis nacionais como Código de Defesa do Consumidor e a NR 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade, as instalações elétricas de baixa tensão em edificações residenciais, comerciais e industriais devem ser padronizadas seguindo a NBR 5410 - Instalações Elétricas de Baixa Tensão.

22/10/2014 - Equipe Target

Instalações elétricas de baixa tensão sem riscos

O Curso: Inspetor de Conformidade das Instalações Elétricas de Baixa Tensão de acordo com a NBR 5410, disponível pela internet, descreve aos participantes que, segundo leis nacionais como CDC – Código de Defesa do Consumidor e NR 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade, as instalações elétricas de baixa tensão em edificações residenciais, comerciais e industriais devem ser padronizadas seguindo a Norma NBR 5410 - Instalações Elétricas de Baixa Tensão. Estas leis visam garantir a qualidade, a segurança da instalação elétrica e de seus usuários tornando-a confiável.

Para atingir este nível de confiabilidade, a instalação elétrica deve obedecer aos preceitos da NBR 5410, desde sua concepção, projeto e eventuais reformas ou ampliações. A norma descreve em seu capítulo VII, “Verificação Final”, os procedimentos para inspeção (visual e execução de ensaios) a fim de verificar conformidade com suas e prescrições.

O Certificado de Inspeção é o documento que comprova que a instalação elétrica foi submetida a uma inspeção. Ele deve ser emitido por profissional habilitado e qualificado, que será responsável pela verificação de toda a instalação. O objetivo principal do curso é a atualização tecnológica de seus participantes, conforme a NBR 5410. O Curso: Inspetor de Conformidade das Instalações Elétricas de Baixa Tensão de acordo com a NBR 5410 também está disponível nas dependências da Target, em que o participante tem a possibilidade de interagir com o professore, a fim de buscar a melhor solução para problemas técnicos específicos e particulares.

Deve-se lembrar de que a NBR 5410 de 09/2004 - Instalações elétricas de baixa tensão estabelece as condições a que devem satisfazer as instalações elétricas de baixa tensão, a fim de garantir a segurança de pessoas e animais, o funcionamento adequado da instalação e a conservação dos bens. Ela estabelece importantes requisitos para segurança do usuário e do instalador.

Assim, antes de iniciar a execução de qualquer instalação elétrica, deve-se ter o correspondente projeto, elaborado por profissional habilitado que possua registro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA) e, além disso, ser qualificado para o trabalho em questão; ou seja, não basta o profissional ter o registro no CREA, mas também deve possuir o devido conhecimento e experiência no assunto.

Depois de concluída a instalação, o projeto deve ser revisado e atualizado, de forma a corresponder fielmente ao que foi executado, e assim se transformar em documentação "como construído" (as built). Qualquer instalação nova, ampliação ou reforma de instalação existente deve ser inspecionada e ensaiada, durante a execução e/ou quando concluída, antes de ser colocada em serviço pelo usuário, de forma a se verificar a conformidade com as prescrições da norma.

As verificações devem ser realizadas por profissionais habilitados e qualificados, e os resultados devem ser documentados em um relatório. Essa verificação das condições da instalação, antes de entregá-la formalmente, deve ser realizada em qualquer tipo de empreendimento, desde uma simples casa até uma indústria de grande porte.

O instalador deve realizar os procedimentos de verificação estabelecidos nas normas como parte do processo de conclusão e entrega da obra, não apenas por questões formais de atendimento às exigências citadas. Isso serve também para documentar exatamente o que foi realizado pelo instalador, de modo que ele não tenha que assumir responsabilidade por alterações que venham a ser feitas por outras pessoas na mesma instalação.

Trata-se de uma etapa importante do processo de execução, que não deve ser negligenciada ou tratada de forma superficial, ou mesmo delegada a quem não tenha experiência suficiente em inspeções, sob pena de causar prejuízos financeiros e não obter os efeitos desejados. Trata-se de segurança de ordem técnica e jurídica.

A "entrega formal" da execução de qualquer instalação elétrica é feita pelo instalador, mediante o fornecimento da correspondente documentação como construído (as built) e do Relatório de Inspeção. Sem esses documentos, além de existir a possibilidade de questionamento da conclusão da instalação, o instalador ficará sem a mencionada segurança documental.

É necessário ressaltar que, nesse contexto, o correto é designar o documento como "Relatório de Inspeção" e não como "laudo" das instalações, como ocorre habitualmente.

Há duas recomendações feitas pela NBR 5410 no quesito verificação. Uma diz que durante a realização da inspeção e dos ensaios, devem ser tomadas precauções que garantam a segurança das pessoas e dos animais, bem como não produza danos à propriedade tão pouco aos equipamentos instalados. Isto significa que os ensaios devem ter como cuidado a não danificação dos componentes, e o cuidado, na aplicação de uma alta tensão, por exemplo, não colocar em risco a segurança de pessoas e animais.

A outra recomendação diz respeito ao caso de uma ampliação e/ou reforma. Como este item é realizado a partir de uma instalação elétrica já instalada, os cuidados para que esta ampliação ou reforma não danifiquem a instalação já existente devem ser levados em consideração. Como exemplo, podemos citar a construção de um circuito para a ligação de um chuveiro elétrico, a partir da instalação já existente, porém a capacidade desta instalação não comporta a carga de mais um chuveiro.

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Cálculo da capacidade de condução de corrente de cabos isolados em regime permanente (fator de carga 100%) - Procedimento
NBR11301 de 09/1990

Cálculo da capacidade de condução de corrente de cabos isolados em regime permanente (fator de carga 100%) - Procedimento

Cabos de potência e condutores isolados sem cobertura, não halogenados e com baixa emissão de fumaça, para tensões até 1 kV - Requisitos de desempenho
NBR13248 de 09/2014

Cabos de potência e condutores isolados sem cobertura, não halogenados e com baixa emissão de fumaça, para tensões até 1 kV - Requisitos de desempenho

Instalações elétricas de baixa tensão - Requisitos específicos para instalação em estabelecimentos assistenciais de saúde
NBR13534 de 01/2008

Instalações elétricas de baixa tensão - Requisitos específicos para instalação em estabelecimentos assistenciais de saúde

Cabos de potência com isolação extrudada de polietileno termofixo (XLPE) para tensão de 0,6/1 kV - Sem cobertura - Requisitos de desempenho
NBR7285 de 03/2016

Cabos de potência com isolação extrudada de polietileno termofixo (XLPE) para tensão de 0,6/1 kV - Sem cobertura - Requisitos de desempenho

Sistemas de eletrodutos plásticos para instalações elétricas de baixa tensão — Requisitos de desempenho
NBR15465 de 06/2020

Sistemas de eletrodutos plásticos para instalações elétricas de baixa tensão — Requisitos de desempenho

Qualificação de pessoas no processo construtivo de edificações — Perfil profissional do eletricista instalador de baixa tensão
NBR16215 de 09/2013

Qualificação de pessoas no processo construtivo de edificações — Perfil profissional do eletricista instalador de baixa tensão

Disjuntores para proteção de sobrecorrentes para instalações domésticas e similares (IEC 60898:1995, MOD)
NBRNM60898 de 07/2004

Disjuntores para proteção de sobrecorrentes para instalações domésticas e similares (IEC 60898:1995, MOD)

Cabos de potência com isolação sólida extrudada de cloreto de polivinila (PVC) ou polietileno (PE) para tensões de 1 kV a 6 kV - Especificação
NBR7288 de 10/2018

Cabos de potência com isolação sólida extrudada de cloreto de polivinila (PVC) ou polietileno (PE) para tensões de 1 kV a 6 kV - Especificação

Instalações elétricas em locais de afluência de público — Requisitos específicos
NBR13570 de 12/2021

Instalações elétricas em locais de afluência de público — Requisitos específicos

Cabeamento estruturado residencial
NBR16264 de 11/2016

Cabeamento estruturado residencial

Dispositivo de manobra e comando de baixa tensão - Parte 2: Disjuntores
NBRIEC60947-2 de 11/2013

Dispositivo de manobra e comando de baixa tensão - Parte 2: Disjuntores

Eletroduto de aço-carbono e acessórios, com revestimento protetor e rosca NPT — Requisitos
NBR5597 de 09/2013

Eletroduto de aço-carbono e acessórios, com revestimento protetor e rosca NPT — Requisitos

Cabos de potência com isolação extrudada de polietileno reticulado (XLPE) para tensões de 1 kV a 35 kV — Requisitos de desempenho
NBR7287 de 01/2019

Cabos de potência com isolação extrudada de polietileno reticulado (XLPE) para tensões de 1 kV a 35 kV — Requisitos de desempenho

Eletroduto rígido de aço-carbono, com costura, com revestimento protetor e rosca ABNT NBR 8133 — Requisitos
NBR5624 de 12/2011

Eletroduto rígido de aço-carbono, com costura, com revestimento protetor e rosca ABNT NBR 8133 — Requisitos

Chuveiros elétricos - Requisitos gerais
NBR12483 de 12/2015

Chuveiros elétricos - Requisitos gerais

Dispositivo de manobra e comando de baixa tensão - Parte 1: Regras gerais
NBRIEC60947-1 de 06/2013

Dispositivo de manobra e comando de baixa tensão - Parte 1: Regras gerais

Plugues e tomadas para uso doméstico e análogo até 20 A/250 V em corrente alternada - Padronização
NBR14136 de 09/2012

Plugues e tomadas para uso doméstico e análogo até 20 A/250 V em corrente alternada - Padronização

Linhas elétricas pré-fabricadas (barramentos blindados) de baixa tensão – Requisitos para instalação
NBR16019 de 12/2011

Linhas elétricas pré-fabricadas (barramentos blindados) de baixa tensão – Requisitos para instalação

Proteção elétrica e compatibilidade eletromagnética em redes internas de telecomunicações em edificações - Projeto
NBR14306 de 12/2015

Proteção elétrica e compatibilidade eletromagnética em redes internas de telecomunicações em edificações - Projeto

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 3-1: Requisitos suplementares para dispositivos-fusíveis para uso por pessoas não qualificadas (dispositivos-fusíveis para uso principalmente doméstico e similares) - Seções I a IV
NBRIEC60269-3-1 de 12/2017

Dispositivos-fusíveis de baixa tensão - Parte 3-1: Requisitos suplementares para dispositivos-fusíveis para uso por pessoas não qualificadas (dispositivos-fusíveis para uso principalmente doméstico e similares) - Seções I a IV

Medidores eletrônicos de energia elétrica – Método de ensaio
NBR14520 de 11/2011

Medidores eletrônicos de energia elétrica – Método de ensaio

Aquecedores instantâneos de água e torneiras elétricas - Requisitos gerais
NBR14011 de 12/2015

Aquecedores instantâneos de água e torneiras elétricas - Requisitos gerais

Aceitação de lotes de medidores eletrônicos de energia elétrica — Procedimento
NBR14521 de 11/2011

Aceitação de lotes de medidores eletrônicos de energia elétrica — Procedimento

Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas
NBR5419 de 05/2015

Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas

Cabos resistentes ao fogo para instalações de segurança - Requisitos de desempenho -
NBR13418 de 05/2022

Cabos resistentes ao fogo para instalações de segurança - Requisitos de desempenho -

Cabos de potência com isolação extrudada de borracha etilenopropileno (EPR, HEPR ou EPR 105) para tensões de 1 kV a 35 kV - Requisitos de desempenho
NBR7286 de 05/2022

Cabos de potência com isolação extrudada de borracha etilenopropileno (EPR, HEPR ou EPR 105) para tensões de 1 kV a 35 kV - Requisitos de desempenho

Eletroduto de aço-carbono e acessórios, com revestimento protetor e rosca BSP — Requisitos
NBR5598 de 09/2013

Eletroduto de aço-carbono e acessórios, com revestimento protetor e rosca BSP — Requisitos