Text page

IEC 62290-1: gestão e sistema de controle de transporte ferroviário urbano

Essa norma, editada em julho de 2014 pela International Electrotechnical Commission (IEC), fornece os principais conceitos para a gestão e o controle de sistemas de transporte ferroviário urbano (UGTMSs - Urban Guided Transport Management and Command/Control Systems).

13/08/2014 - Equipe Target

Os princípios de controle e gestão do transporte ferroviário urbano

A IEC 62290-1 ed2.0 (2014-07) - Railway applications - Urban guided transport management and command/control systems - Part 1: System principles and fundamental concepts fornece uma introdução aos principais conceitos, a definição do sistema, os princípios e as funções básicas do UGTMSs para uso em linhas de transporte de passageiros urbanos guiadas e redes. Esta parte 1 é aplicável para novas linhas ou para modernizar sistemas de sinalização e controle de comando existentes. As principais alterações técnicas em relação à edição anterior foram as seguintes: retirar o conceito de grau de linha, alinhando a IEC 62290-1 à IEC 62290-2.

Dessa forma, essa série de normas especifica os requisitos funcionais do sistema, e interface para o comando, controle e gerenciamento de sistemas destinados a serem utilizados no transporte ferroviário em urbano, em linha de passageiros de linhas e redes de transportes. Não se aplica às linhas que são operadas nos termos da regulamentação ferroviárias específicas, a menos que especificado em contrário pela autoridade governamentais.

Esta série de normas não trata especificamente de questões de segurança. No entanto, os aspectos de requisitos de segurança podem ser aplicados para garantir a segurança dentro do sistema de transporte ferroviário urbano. Seu principal objetivo é alcançar a interoperabilidade, a intercambialidade e a compatibilidade.

Ao cumprir os requisitos, um fornecedor pode criar uma ou mais aplicações genéricas, incluindo todas as funções obrigatórias ou um subconjunto de funções opcionais. A aplicação genérica vai conseguir interoperabilidade dentro das condições específicas de aplicação definidas.

De acordo com a norma IEC 62278, é de responsabilidade da autoridade de transporte decidir, tendo em conta os seus princípios de aceitação de riscos para conduzir um perigo específico e análise de risco para cada aplicação específica. Os níveis de segurança para as funções de cada aplicação específica tem que ser determinada por uma análise de risco específica.

Conteúdo da norma

APRESENTAÇÃO

INTRODUÇÃO

1 Escopo

2 Referências normativas

3 Termos, definições e abreviaturas

3.1 Termos e definições

3.2 Abreviaturas

4 Conceitos

4.1 Transporte ferroviário urbano (UGT - Urban Guided Transport)

4.1.1 Geral

4.1.2 Operações

4.1.3 Instalações operacionais

4.1.4 Material circulante

4.1.5 Pessoal

4.1.6 Passageiros

4.2 Grau de automação

4.2.1 Descrições

4.2.2 Implementação de graus de automação

4.2.3 Graus de automação cobertos por UGTMS

4.3 Gestão, Operação e Supervisão

4.4 Interoperabilidade, Intercambialidade, Compatibilidade e Adaptabilidade

4.4.1 Geral

4.4.2 Interoperabilidade

4.4.3 Intercambialidade

4.4.4 Compatibilidade

4.4.5 Adaptabilidade

5 Ambiente do sistema e limites

6 Requisitos gerais e descrição das funções básicas

6.1 Requisitos gerais

6.1.1 Abordagem sistêmica

6.1.2 Requisitos de reliability, availability, maintainability and safety (RAMS)

6.1.3 Compatibilidade eletromagnética

6.1.4 Economia de energia

6.1.5 Condições locais

6.1.6 Intermodalidade entre redes

6.1.7 Interoperabilidade entre UGTMS vizinhas com redes equipadss

6.1.8 Medidas para garantir a circulação de passageiros com mobilidade reduzida

6.1.9 Modo nominal, modos degradados e situação de emergência

6.1.10 Performances básicas do sistema

6.1.11 Requisitos para atualizaçlão dos sistemas

6.1.12 Requisitos para a adição de novas partes da linha

6.2 Descrição das funções básicas

6.2.1 Geral

6.2.2 Funções básicas para a operação de trem

6.2.3 Funções básicas para a gestão da operação e supervisão

Bibliografia

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Segurança do tráfego ferroviário - Trem de socorro
NBR13899 de 07/1997

Segurança do tráfego ferroviário - Trem de socorro

Transporte rodoviário de carga - Sistema de qualidade
NBR14884 de 05/2006

Transporte rodoviário de carga - Sistema de qualidade

Sinalização ferroviária — Equipamento eletrônico embarcado em veículo
NBR11883 de 08/2013

Sinalização ferroviária — Equipamento eletrônico embarcado em veículo

Transporte ferroviário - Mercadoria perigosa - Carregamento a granel - Lista de comprovação - Padronização
NBR11659 de 01/1990

Transporte ferroviário - Mercadoria perigosa - Carregamento a granel - Lista de comprovação - Padronização

Segurança do usuário - Comunicação visual
NBR14077 de 04/1998

Segurança do usuário - Comunicação visual

Vagão ferroviário — Engates, braçadeiras e hastes de ligação — Requisitos
NBR16086 de 08/2012

Vagão ferroviário — Engates, braçadeiras e hastes de ligação — Requisitos

Vagão ferroviário — Componentes fundidos — Requisitos
NBR16088 de 08/2012

Vagão ferroviário — Componentes fundidos — Requisitos

Eletrificação ferroviária - Fio de contato de 107 mm quadrado - Desgaste - Procedimento
NBR13886 de 02/2019

Eletrificação ferroviária - Fio de contato de 107 mm quadrado - Desgaste - Procedimento

Vagão ferroviário - Dispositivo de segurança
NBR7609 de 12/1992

Vagão ferroviário - Dispositivo de segurança

Vagão ferroviário — Sistema de choque e tração — Componentes e conjuntos de engates automáticos, hastes de ligação e braçadeiras
NBR16087 de 08/2012

Vagão ferroviário — Sistema de choque e tração — Componentes e conjuntos de engates automáticos, hastes de ligação e braçadeiras

Transporte ferroviário - Produto perigoso - Treinamento
NBR13900 de 02/2019

Transporte ferroviário - Produto perigoso - Treinamento