Text page

Liquidificadores, secadores e aspiradores precisam obrigatoriamente cumprir as normas técnicas de ruído

Os fabricantes de liquidificadores, aspiradores de pó e secadores de cabelo terão que diminuir o nível de ruídos dos aparelhos, já que o objetivo do governo é combater o barulho emitido pelos eletrodomésticos produzidos no país.

13/03/2014 - Equipe Target

Eletrodomésticos menos barulhentos

Liquidificadores, secadores de cabelo e aspiradores de pó são muito barulhentos, mas deveriam ser fabricados e importados cumprindo as normas técnicas em relação ao ruído que emitem. A NBR 13910-1 de 07/1997 - Diretrizes de ensaios para a determinação de ruído acústico de aparelhos eletrodomésticos e similares - Parte 1: Requisitos gerais refere a métodos de engenharia (grau 2 de acordo com a ISO 2204) para a determinação de níveis de potência sonora LW, expressos em decibel (dB) com referência a uma potência sonora de 1 picowatt (1pW), de ruído acústico de condução aérea dentro da faixa de frequências de interesse, incluindo as bandas de oitava entre 125 a 8. 000 Hertz (Hz) (este intervalo sendo, por razões práticas, mais estreito que a faixa de frequência dos sons audíveis).

A NBR 13910-2-2 de 07/1998 - Diretrizes de ensaios para a determinação de ruído acústico de aparelhos eletrodomésticos e similares - Parte 2: Requisitos particulares para secadores de cabelo é aplicável a secadores de cabelo do tipo manual para uso doméstico ou similar, com e sem acessórios, tais como difusores e concentradores, com aquecimento ou não. Os requisitos para a declaração dos valores de nível de ruído não estão no objetivo desta norma.

A NBR 13910-2-3 de 07/1998 - Diretrizes de ensaios para a determinação de ruído acústico de aparelhos eletrodomésticos e similares - Parte 2: Requisitos particulares para liquidificadores descreve as condições de medição especificadas que simulam o mais próximo possível a utilização prática de liquidificadores, levando em conta a estabilidade do ruído emitido e a reprodutibilidade em diferentes laboratórios. É recomendado considerar dados de ruído como parte dos dados de desempenho. Aplica-se a liquidificadores de uso doméstico e similar. O objetivo destas diretrizes de ensaio é descrever o procedimento para a medição do ruído emitido por liquidificadores simples ou liquidificadores integrados a aparelhos de múltiplas funções. Os requisitos para a declaração dos valores de nível de ruído não estão no objetivo desta norma.

Baseado nessas normas e em outras internacionais, como a ISO 3741: 2010 - Acoustics - Determination of sound power levels and sound energy levels of noise sources using sound pressure - Precision methods for reverberation test rooms; ISO 3743: 2010 - Acoustics - Determination of sound power levels and sound energy levels of noise sources using sound pressure - Engineering methods for small movable sources in reverberant fields- Part 1: Comparison method for a hard-walled test room; ISO 3744: 2010 - Acoustics - Determination of sound power levels and sound energy levels of noise sources using sound pressure - Engineering methods for an essentially free field over a reflecting plane; ISO 3745: 2012 - Acoustics - Determination of sound power levels and sound energy levels of noise sources using sound pressure - Precision methods for anechoic rooms and hemi-anechoic rooms; e IEC 60704-2-1/2000 - Household and similar electrical appliances - Test code for the determination of airborne acoustical noise - Part 2-1: Particular requirements for vacuum cleaners, o Inmetro determinou que, a partir de 20 de fevereiro de 2014, os produtos: secador de cabelo, liquidificador e aspirador de pó deverão ser fabricados e importados somente em conformidade com os Requisitos de Avaliação da Conformidade da Potência Sonora de Produtos Eletrodomésticos. Assim, todos esses produtos deverão ter o Selo de Identificação da Conformidade que deve ser de forma adesiva ou impressa em sua embalagem, de forma clara.

Assim, liquidificadores, aspiradores de pó e secadores de cabelo passarão a ser avaliados, além da segurança elétrica, pelo nível de emissão de ruído. É o que determina a Portaria nº 388/2013 do Inmetro, que inclui a classificação de potência sonora no Selo Ruído. Dessa forma, os três produtos deverão ser fabricados e importados somente de acordo com as novas regras. O instituto controlará as importações e impedirá a entrada de mercadorias irregulares. Para o comércio, o prazo de adaptação vai até 20 de agosto de 2016.

O Selo Ruído, parceria entre o Inmetro e o Ibama, foi instituído pela Resolução Conama 20/1994. A iniciativa faz parte do Programa Nacional de Educação e Controle da Poluição Sonora – Silêncio, que tem como objetivo combater a poluição sonora do país, orientar o consumidor na hora de escolher eletrodomésticos mais silenciosos, estimular os fabricantes a produzirem produtos com níveis de ruídos cada vez menores e proporcionar mais conforto ao cidadão.

O objetivo é diminuir o excesso de ruído emitido pelos eletrodomésticos e estimular a indústria a fabricar aparelhos mais silenciosos. O novo selo colorido, que terá a marca do Inmetro e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), vai classificar os decibéis de 1 (mais silencioso) a 5 (menos silencioso) e deverá estar colado na embalagem para informar ao consumidor a potência sonora do produto. O selo indica de forma simples o nível de ruído para que o consumidor possa escolher os aparelhos mais silenciosos.

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Acústica - Medição e avaliação de níveis de pressão sonora em áreas habitadas - Aplicação de uso geral
NBR10151 de 05/2019

Acústica - Medição e avaliação de níveis de pressão sonora em áreas habitadas - Aplicação de uso geral

Acústica — Níveis de pressão sonora em ambientes internos a edificações
NBR10152 de 11/2017

Acústica — Níveis de pressão sonora em ambientes internos a edificações

Segurança de aparelhos eletrodomésticos e similares - Parte 2-2: Requisitos particulares para aspiradores de pó e aparelhos de limpeza por sucção de água
NBRNM-IEC60335-2-2 de 02/2002

Segurança de aparelhos eletrodomésticos e similares - Parte 2-2: Requisitos particulares para aspiradores de pó e aparelhos de limpeza por sucção de água