Text page

NBR 14633: os requisitos dos cabos flexíveis com isolação de polietileno

Essa norma especifica as condições exigíveis para cordões flexíveis de dois condutores, para tensões até 300 V e cabos flexíveis de dois ou três condutores, para tensões até 500 V, com isolação de polietileno clorossulfonado (CSP).

01/08/2013 - Equipe Target

Cabos e cordões flexíveis com isolação extrudada de polietileno clorossulfonado

A NBR 14633 de 07/2013 - Cabos e cordões flexíveis com isolação extrudada de polietileno clorossulfonado (CSP) para tensões até 500 V - Requisitos de desempenho especifica as condições exigíveis para cordões flexíveis de dois condutores, para tensões até 300 V e cabos flexíveis de dois ou três condutores, para tensões até 500 V, com isolação de polietileno clorossulfonado (CSP) ou polímeros similares, utilizados em aparelhos eletrodomésticos térmicos, particularmente em ferro de passar roupa. Aplica-se a cabos e cordões paralelos, com seções nominais de condutor de 0,75 mm² a 2,5 mm².

Os cordões flexíveis se caracterizam pela tensão de isolamento U0/U: 300/300 V. As definições das tensões U0 e U se encontram na NBR 6251. Os cabos flexíveis previstos por esta norma se caracterizam pelas tensões de isolamento U0/U: 300/500 V. As definições das tensões de isolamento Uo e U se encontram na 6251.

A temperatura no condutor, em regime permanente, não pode ultrapassar 90 °C, para cabos e cordões isolados com composto CSP 90 e 105 °C, para cabos e cordões isolados com composto CSP 105. A temperatura no condutor, em regime de sobrecarga, não pode ultrapassar 130 °C. A operação neste regime não pode superar 100 h durante 12 meses consecutivos, nem 500 h durante a vida do cabo. A temperatura no condutor, em regime de curto-circuito, não pode ultrapassar 250 °C. A duração neste regime não pode ultrapassar 5s.

O condutor deve ser de cobre e deve satisfazer aos requisitos da Classe 5 ou da Classe 6 estabelecidos na NBR NM 280. A superfície dos fios componentes do condutor encordoado não pode apresentar fissuras, escamas, rebarbas, asperezas, estrias ou inclusões. O condutor pronto não pode apresentar falhas de encordoamento.

O material da isolação dos cordões e cabos deve ser constituído por composto extrudado à base de polietileno clorossulfonado (CSP) ou polímero similar. São previstos dois tipos de compostos: CSP 90, para temperatura máxima no condutor em regime permanente de 90 °C; e CSP 105, para temperatura máxima no condutor em regime permanente de 105 °C. As características físicas da isolação devem estar de acordo com os requisitos da Tabela 1, disponível na norma. Quanto aos cordões, a isolação deve ser contínua e uniforme, ao longo de todo o seu comprimento. A isolação deve estar justaposta ao condutor, porém facilmente removível e não aderente a ele.

A espessura nominal da isolação deve estar conforme a Tabela 2, incluída no norma. A espessura média da isolação não pode ser inferior ao valor nominal especificado e a espessura mínima, antes e após a separação das veias, deve estar de acordo com a Tabela 2, também disponível na norma. O material da cobertura dos cabos deve ser constituído por composto extrudado à base de polietileno clorossulfonado (CSP) ou polímero similar. São previstos dois tipos de compostos: CSP 90, para temperatura máxima no condutor em regime permanente de 90 °C; CSP 105, para temperatura máxima no condutor em regime permanente de 90 °C ou 105 °C.

FONTE: Equipe Target

Anúncio fixo da norma NBRISO9001 Chegou o novo app Target GEDWeb!
Busque e visualize suas normas ABNT NBR NM
Recursos exclusivos de busca, leitura por voz,
acesso off-line, navegação por setor e muito mais!
Produto/Serviço relacionado à NBRISO9001

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Cordões torcidos flexíveis para tensões até 300 V — Especificação
NBR15717 de 06/2009

Cordões torcidos flexíveis para tensões até 300 V — Especificação

Cabos isolados com policloreto de vinila (PVC) para tensões nominais até 450/750 V, inclusive - Parte 5: Cabos flexíveis (cordões) (IEC 60227-5, MOD)
NBRNM247-5 de 04/2009

Cabos isolados com policloreto de vinila (PVC) para tensões nominais até 450/750 V, inclusive - Parte 5: Cabos flexíveis (cordões) (IEC 60227-5, MOD)

Cordão óptico - Especificação
NBR14106 de 10/2019

Cordão óptico - Especificação

Cabos e cordões flexíveis isolados com policloreto de vinila (PVC), para aplicações especiais em cordões conectores de aparelhos eletrodomésticos, em tensões até 500 V
NBR14897 de 09/2002

Cabos e cordões flexíveis isolados com policloreto de vinila (PVC), para aplicações especiais em cordões conectores de aparelhos eletrodomésticos, em tensões até 500 V