Text page

IEC/TS 60076-19: incertezas da medição de perdas em transformadores de potência e reatores

Essa parte 19 dessa especificação técnica detalha os procedimentos que devem ser aplicados para avaliar a incerteza que afeta as medidas de perdas sem carga e de carga durante os testes de rotina em transformadores de potência.

18/04/2013 - Equipe Target

Incerteza de medição de perdas em transformadores e reatores

A IEC/TS 60076-19:2013 - Power transformers - Part 19: Rules for the determination of uncertainties in the measurement of losses in power transformers and reactors ilustra os procedimentos que devem ser aplicados para avaliar a incerteza que afeta as medidas de perdas sem carga e de carga durante os testes de rotina em transformadores de potência. Mesmo que a atenção seja, especialmente, para os transformadores, quando aplicável, a especificação também pode ser usada para as medições de perdas de reatores, exceto reatores de grande porte com fator de potência muito baixa. As perdas dos transformadores (sem carga e as perdas de carga) são objeto de garantia e multa na maior parte dos contratos e desempenham um papel importante na avaliação do total do serviço), afetando, portanto, os custos dos investimentos envolvidos.

De acordo com a norma ISO/IEC 17025 o resultado de qualquer medida deve ser qualificado com a avaliação de sua incerteza. Um outro requisito é que as correções conhecidas devem ter sido aplicadas antes da avaliação da incerteza. As correções e as incertezas também são consideradas no IEC 60076-8 e foram dadas algumas indicações gerais para a sua determinação. Essa especificação técnica determina a medição das perdas a partir de uma medição do ponto de vista da estimativa de um mensurando e a avaliação da incerteza que afeta o mensurando em si.

O intervalo de incerteza depende da qualidade da instalação de teste e sistema de medição, da habilidade da equipe e sobre as dificuldades intrínsecas de medição apresentados pelos objetos testados. Os resultados dos testes apresentados devem ser considerados como a estimativa mais correta e, portanto, este valor tem que ser aceito como está.

Nos anexos a este documento, dois exemplos de cálculos de incerteza são relatados para as medidas de perda de carga em potências altas e em transformadores de distribuição. Os padrões, os relatórios técnicos e os guias mencionados no texto são listados no final do documento. Afirma-se que a garantia e os cálculos deve ser consultados em seus melhores valores estimados das perdas, sem considerar as incertezas de medição.

Esta parte da IEC 60076, que é uma especificação técnica, ilustra os procedimentos que devem ser aplicados para avaliar a incerteza que afeta as medições de ausência de carga e a carga de perdas durante os testes de rotina em transformadores de potência. Mesmo se a atenção se, especialmente, para os transformadores, quando aplicável a especificação também pode ser usada para as medições de perda em reatores, exceto os grandes reatores com muito baixo fator de potência.

Conteúdo da norma
1 Escopo
2 Referências normativas
3 Termos e definições
4 Símbolos
4.1 Símbolos gerais
4.2 Símbolos de incerteza
5 Medição de energia, desvio sistemático e incerteza
5.1 Geral
5.2 Função modelo
5.3 Sistemas de medição
6 Procedimentos de medição para sem carga de perda
6.1 Geral
6.2 Função modelo para perdas sem carga em condições referenciadas
6.3 Orçamento para a incerteza sem perda de carga
7 Procedimentos para medição de perda de carga
7.1 Geral
7.2 Função modelo para medição de perda de carga em corrente nominal
7.3 Relatórios de corrente nominal e temperatura de referência
7.4 Orçamento da incerteza para a potência P2 medida em corrente nominal
7.4.1 Geral
7.4.2 Incertezas da medida de potência P2 em perda de carga à temperatura ambiente θ2
7.5 Orçamento da incerteza para a perda de carga à temperatura de referência
8 Cálculos trifásicos
8.1 Medição de potência
8.2 Tensão de referência
8.3 Referência
9 Relatórios
9.1 Declaração da incerteza
9.2 Rastreabilidade
10 Estimativa de correções e contribuições da incerteza
10.1 Transformadores
10.2 Contribuições da incerteza em erro de relação em transformadores
10.3 Contribuição da incerteza de deslocamento de fase em transformadores
10.3.1 Geral
10.3.2 Procedimento de referência completa
10.3.3 Procedimento de classe do índice
10.4 Medições de tensão e corrente
10.5 Medida da energia
10.6 Correção de forma de onda senoidal
10.7 Temperatura da bobina na medição da perda de carga
10.8 Medição de resistência da bobina

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Transformadores de potência - Parte 6: Reatores
NBR5356-6 de 11/2012

Transformadores de potência - Parte 6: Reatores

Transformadores de Potência - Parte 1: Generalidades
NBR5356-1 de 12/2007

Transformadores de Potência - Parte 1: Generalidades

Projeto mecânico de transformadores e reatores para sistemas de potência
NBR16126 de 11/2012

Projeto mecânico de transformadores e reatores para sistemas de potência

Transformadores de potência - Parte 4: Guia para ensaio de impulso atmosférico e de manobra para transformadores e reatores
NBR5356-4 de 12/2007

Transformadores de potência - Parte 4: Guia para ensaio de impulso atmosférico e de manobra para transformadores e reatores

Transformadores e reatores - Determinação do nível de ruído
NBR7277 de 11/1988

Transformadores e reatores - Determinação do nível de ruído