Text page

NBR 16051: as especificações de materiais para redes aéreas de distribuição de energia elétrica

A norma especifica os requisitos mínimos exigíveis para os materiais pré-formados metálicos utilizados nas redes aéreas de distribuição de energia elétrica de sistemas com tensões até 36,2 kV.


12/06/2012 - Equipe Target

Os requisitos de materiais para redes aéreas de distribuição de energia elétrica

Segundo a norma NBR 16051, as partes correspondentes de unidades diferentes de uma mesma peça devem ser intercambiáveis e identificados conforme a ABNT NBR 16052. Os materiais pré-formados e acessórios devem ser acondicionados: a) de modo adequado ao meio de transporte (ferroviário, rodoviário, marítimo ou aéreo) e ao manuseio; b) em embalagens que atendam aos limites de massa ou dimensões fixadas pelo usuário; c) em volumes marcados com: nome ou marca do fabricante; identificação completa do conteúdo; quantidade; nome do usuário, quando solicitado; e n° de ordem de compra e da nota fiscal, quando solicitado; d) em embalagens que devem garantir um transporte seguro, preservando o desempenho do produto durante as operações de movimentação e armazenamento, considerando, para efeito de garantia da embalagem, o mesmo período de garantia do material embalado; e e) em locais cobertos e livres de umidade, obedecendo ao empilhamento máximo.

Pode ser solicitado que as embalagens sejam acompanhadas por manual para instalação detalhada do material pré-formado, podendo conter informações de segurança para o instalador. As figuras dos materiais pré-formados padronizados constam na ABNT NBR 16052. Já os materiais pré-formados, como a superfície das varetas deve ser lisa e isenta de quaisquer imperfeições, como rebarbas, inclusões ou outros defeitos incompatíveis com o emprego do material. Quanto ao aspecto visual, as partes aluminizadas ou zincadas devem estar isentas de áreas não revestidas e irregularidades como inclusões de fluxos e borras.

As extremidades das varetas devem receber acabamento do tipo lixado para eliminar canto vivo, evitando dano ao condutor. O sentido de encordoamento das varetas deve ser igual ao sentido de encordoamento da coroa externa do cabo. Na parte interna da região de contato com o condutor, o material pré-formado deve receber a aplicação de material abrasivo compatível com os materiais do condutor e do material pré-formado, cuja finalidade é aumentar o coeficiente de atrito e, consequentemente, a capacidade de agarramento ao condutor, cordoalha de aço ou arame de cerca.

As varetas devem estar coladas e justapostas entre si. Não pode ocorrer excesso de cola e pó abrasivo nas varetas. O material abrasivo deve estar aderido às varetas, de forma que não possa ser removido manualmente. Os materiais pré-formados não podem ser reutilizados após a instalação original. As varetas dos materiais pré-formados aplicáveis aos condutores de alumínio tipo CA/CAA/CAL e condutor aço alumínio, quando de liga de alumínio ou de aço, revestidas de alumínio, zinco eletrolítico ou zinco por imersão a quente, devem atender às condições a seguir:

a) a liga de alumínio das varetas deve atender aos seguintes requisitos:
- tensão de ruptura mínima de 35 daN/mm2;
- alongamento mínimo de 3 % em 250 mm;
- condutividade mínima de 39 % IACS;

b) o aço base das varetas revestidas de zinco ou alumínio deve atender aos seguintes requisitos: aço-carbono COPANT 1050 a COPANT 1070, conforme a ABNT NBR NM 87; tensão de ruptura mínima de 125 daN/mm2; alongamento mínimo de 3 % em 250 mm;

c) o revestimento de alumínio deve atender aos requisitos das ABNT NBR 10711, ASTM A 428, ASTM A474 e ABNT NBR 15957, em relação à espessura, massa e aderência da camada de alumínio;

d) o revestimento de zinco por imersão a quente ou eletrolítico deve atender à classe 2 ou B da NBR 6756, com relação à massa, espessura e aderência mínima da camada de zinco;

e) quanto ao aspecto visual, as partes aluminizadas ou zincadas devem estar isentas de áreas não revestidas (exceto as extremidades) ou de irregularidades no revestimento.

O isolador do seccionador pré-formado de cerca deve ser fabricado a partir de poliamida reforçada com fibra de vidro, resistente ao intemperismo. Os elementos de fixação da alça pré-formada de distribuição tipo pino: em aço-carbono COPANT 101 ou COPANT 1020, forjado, revestido por zinco, pelo processo de imersão a quente conforme ABNT NBR 6323; arruelas redondas: em aço-carbono COPANT 1010 ou COPANT 1020, estampado, revestido por zinco pelo processo de imersão a quente conforme ABNT NBR 6323; cupilha: aço inoxidável COPANT 30304, estirado a frio ou em latão.

O coxim deve ser um composto de elastômero resistente ao ozônio, intemperismo e às variações de temperatura. O material abrasivo utilizado na parte interna do material pré-formado deve ser óxido de alumínio ou óxido de cobre, de alto teor de pureza (no mínimo de 99 %), com tamanho de grão compatível com o projeto do material pré-formado, conforme NBR 16052.

Mais informações sobre a norma NBR16051 de 04/2012, clique no link:

NBR16051: Materiais pré-formados metálicos para redes aéreas de distribuição de energia elétrica - Especificação

FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Fios de aço revestidos de alumínio, nus, para fins elétricos - Especificação
NBR10711 de 05/2022

Fios de aço revestidos de alumínio, nus, para fins elétricos - Especificação

Fios de aço revestido de alumínio, para alma e reforço de cabos de alumínio — Especificação
NBR15957 de 06/2011

Fios de aço revestido de alumínio, para alma e reforço de cabos de alumínio — Especificação

Materiais pré-formados metálicos para redes aéreas de distribuição de energia elétrica — Padronização
NBR16052 de 04/2012

Materiais pré-formados metálicos para redes aéreas de distribuição de energia elétrica — Padronização

Conectores de alumínio para ligações aéreas de condutores elétricos em sistemas de potência
NBR11788 de 08/2016

Conectores de alumínio para ligações aéreas de condutores elétricos em sistemas de potência