Text page

NBR ISO/IEC 29110-2: os perfis de ciclo de vida para microorganizações (VSEs)

A parte 2 da norma apresenta os principais conceitos para perfis de engenharia de software para as VSEs e define os termos comuns ao conjunto de documentos associados aos seus perfis.


19/03/2012 - Equipe Target

Qualidade do software

A indústria de software reconhece o valor das microorganizações (Very Small Entities - VSEs) no fornecimento de importantes serviços e produtos. Para os efeitos da NBR ISO/IEC 29110, uma VSE é uma entidade (empresa, organização, departamento ou projeto) que tem até 25 pessoas. As VSEs também desenvolvem e/ou mantêm software usado em sistemas maiores; consequentemente, muitas vezes é requerido o reconhecimento das VSEs como fornecedores de software de alta qualidade.

De acordo com o relatório da Organization for Economic Cooperation and Development (OECD) SME and Entrepreneurship Outlook (2005), "pequenas e médias empresas (PMEs) constituem a forma dominante de organização em todos os países do mundo, respondendo por mais de 95 % e até 99% da população dos negócios, dependendo do país". O desafio enfrentado pelos governos da OECD é prover um ambiente de negócios que apoie a competitividade desta grande população heterogênea de empresas e promova uma cultura empreendedora vibrante.

Os estudos e pesquisas conduzidos deixam claro que a maioria das normas não contempla as necessidades das VSEs. Conformidade com essas normas é difícil, se não impossível. Assim, as VSEs ficam limitadas ou não têm meios de serem reconhecidas como entidades que produzem software de alta qualidade no seu domínio. Consequentemente, as VSEs são muitas vezes excluídas de algumas atividades econômicas.

Descobriu-se que as VSEs acham difícil relacionar as normas com as suas necessidades de negócio e justificar sua aplicação em suas práticas empresariais. Muitas VSEs não dispõem de recursos, em termos de número de empregados, orçamento e tempo, nem veem benefício real no estabelecimento de processos de ciclo de vida do software. Para aliviar algumas dessas dificuldades, foi desenvolvido um conjunto de guias de acordo com um conjunto de características das VSEs. Os guias baseiam-se em conjuntos apropriados de elementos de normas, denominados perfis de VSEs. O propósito de um perfil de VSE é definir um subconjunto de normas relevantes para o contexto da VSE, como, por exemplo, processos e resultados da NBR ISO/IEC 12207 e produtos da ISO/IEC 15289.

A NBR ISO/IEC 29110, orientada por audiência, foi desenvolvida para melhorar a qualidade do produto e/ou serviço, e o desempenho do processo. Ela introduz os conceitos de perfis padronizados de engenharia de software para as VSEs e define os termos comuns ao conjunto de documentos Perfis de VSEs. Ela estabelece a lógica por trás da definição e aplicação de perfis padronizados. Ela especifica os elementos comuns a todos os perfis padronizados (estrutura, conformidade, avaliação) e introduz a taxonomia (catálogo) de perfis da ABNT NBR ISO/IEC 29110. Aplica-se a microorganizações (VSEs). Os processos de ciclo de vida descritos nela não têm a intenção de restringir ou desencorajar seu uso em organizações maiores. Entretanto, certas questões contempladas por grandes organizações podem não ser cobertas pela ABNT NBR ISO/IEC 29110.

Os processos de ciclo de vida definidos na ABNT NBR ISO/IEC 29110 podem ser usados pelas VSEs ao adquirir e utilizar, assim como quando criar e fornecer, um sistema de software. Eles podem ser aplicados a qualquer nível na estrutura de um sistema de software e a qualquer estágio no ciclo de vida. Os processos descritos não têm intenção de impedir ou desencorajar o uso de processos adicionais que as VSEs considerem úteis.

Esta parte da ABNT NBR ISO/IEC 29110 apresenta os principais conceitos para perfis de engenharia de software para as VSEs e define os termos comuns ao conjunto de documentos associados aos perfis de VSEs. Ela estabelece a lógica por trás da definição e aplicação de perfis. Ela especifica os elementos comuns a todos os perfis padronizados (estrutura, conformidade, avaliação) e introduz a taxonomia (catálogo) dos perfis da ABNT NBR ISO/IEC 29110. Esta parte da ABNT NBR ISO/IEC 29110 se aplica a todos os perfis, sendo destinada aos autores e revisores de perfis padronizados, autores de outras partes e autores de outros perfis de VSE.

É aceitável que uma implementação incorpore elementos além do que foi definido na especificação do perfil. Entretanto, isto pode causar problemas de interoperabilidade de implementação, e poderia ser acomodado definindo ou usando um perfil mais rico. Se um perfil permitir extensões, cada implementação deve suportar inteiramente todos os elementos requeridos na especificação do perfil exatamente como especificado e as extensões não podem contradizer nem causar a não conformidade dos elementos definidos na especificação do perfil.

Convém que a seção de conformidade de perfis que permitem extensões inclua alguns requisitos adicionais e mais específicos, como os seguintes: extensões não podem redefinir a semântica dos elementos existentes; extensões não podem fazer com que implementações em conformidade com a norma (por exemplo, processos que não usam as extensões) sejam realizadas incorretamente; extensões devem seguir os princípios e orientações da especificação que estendem, isto é, as especificações precisam ser estendidas de um modo padronizado. Para implementações ou aplicações que contenham extensões, estas devem ser claramente descritas em documentação de apoio e as extensões devem ser assinaladas como tal dentro da implementação/aplicação. Para implementações que contenham extensões, deve haver um modo pelo qual a implementação possa ser dirigida para produzir apenas arquivos conformes (documentos) ou operar de maneira estritamente conforme.

Mais informações sobre a norma NBR ISO/IEC29110-2 de 02/2012, clique no link:

NBR ISO/IEC29110-2 - Engenharia de Software - Perfis de ciclo de vida para micro-organizações (VSEs) - Parte 2: Estrutura e taxonomia


FONTE: Equipe Target

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Projeto ambientalmente consciente para produtos eletroeletrônicos
NBRIEC62430 de 11/2010

Projeto ambientalmente consciente para produtos eletroeletrônicos