Text page

Certificação só deve ser solicitada após checagem completa do Sistema de Gestão da Qualidade

É recomendável contratar um serviço profissional de consultoria no momento de implantar o sistema, a fim de garantir o desenvolvimento de um processo consistente rumo à obtenção do certificado ISO 9000:2000.
Implantar pela primeira vez um sistema de gestão da qualidade (SGQ) conforme os requisitos da série ISO 9000:2000 em qualquer tipo de empresa é uma tarefa árdua. E uma das grandes dúvidas de quem está dando os primeiros passos rumo à certificação é definir o momento exato de acionar o organismo certificador para a realização da auditoria do SGQ.

As normas são bastante abrangentes e demandam o desenvolvimento de diversas ferramentas de controle dos processos e medição de indicadores de performance como nível de produção, satisfação do cliente e melhoria contínua. Além disso, todos os documentos técnicos devem estar devidamente armazenados e atualizados, de forma sempre disponível para os usuários internos da companhia.

De acordo com informações do mercado, essa implantação pode demorar de 12 a 18 meses. É absolutamente recomendável contratar um serviço profissional de consultoria no momento de implantar o SGQ . Com o auxílio de um profissional, todo processo transcorre de forma consistente rumo à obtenção do certificado ISO 9000:2000.

O consultor tem papel fundamental na orientação de todos os envolvidos no processo de implementação do SGQ. Outra função é a realização de auditorias internas para que não restem falhas no sistema, as quais podem impedir o sucesso da auditoria final que levará à certificação.

Apenas quando o sistema estiver livre de defeitos é que a empresa candidata a um certificado da série ISO 9000:2000 deve acionar um organismo certificador, o qual será responsável pela auditoria do sistema e sua aprovação.

Ferramenta digital pode ajudar



A Target, com o objetivo de oferecer à comunidade técnica uma alternativa que forneça soluções profissionais, respostas ágeis e eficazes às dúvidas e questionamentos técnicos de seus usuários e, também, segurança e redução de custos, idealizou um novo conceito de prestação de serviços: o INFOTECNET.


No Infotecnet - www.infotecnet.com.br -, está disponível um serviço de consultoria técnica on-line, por meio do qual o usuário tem acesso a um banco de dados com perguntas e respostas já formuladas pelos consultores, como a dúvida mencionada acima. Outra alternativa é enviar uma nova pergunta técnica, que é analisada e respondida por profissionais altamente qualificados, com base nas normas técnicas nacionais e internacionais e na legislação vigentes.


Os consultores que fazem parte do ambiente Target são profissionais especializados que estão diretamente ligados às atividades da normalização, os quais fazem ou já fizeram parte de Comissões de Estudos responsáveis pela elaboração de diversas normas técnicas.


Além do excelente e inquestionável nível técnico dos profissionais da equipe envolvida, na realização dessa consultoria on-line a Target certifica e assume a responsabilidade integral sobre as informações oferecidas ao cliente Infotecnet.

Para conhecer o Infotecnet, clique aqui.

Baseado nos documentos visitados

Normas recomendadas para você

Sistemas de gestão da qualidade - Diretrizes para a gestão da qualidade em empreendimentos
NBRISO10006 de 06/2006

Sistemas de gestão da qualidade - Diretrizes para a gestão da qualidade em empreendimentos

Guia sobre técnicas estatísticas para ABNT NBR ISO 9001:2000
ABNT ISO/TR10017 de 05/2005

Guia sobre técnicas estatísticas para ABNT NBR ISO 9001:2000

Sistemas de gestão da qualidade - Diretrizes para planos da qualidade
NBRISO10005 de 07/2007

Sistemas de gestão da qualidade - Diretrizes para planos da qualidade

Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos
NBRISO9001 de 09/2015

Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos

Normas de gestão da qualidade e garantia da qualidade - Parte 1: Diretrizes para seleção de uso
NBRISO9000-1 de 12/2000

Normas de gestão da qualidade e garantia da qualidade - Parte 1: Diretrizes para seleção de uso

Gestão da qualidade e elementos do sistema da qualidade - Parte 4: Diretrizes para melhoria da qualidade
NBRISO9004-4 de 08/2005

Gestão da qualidade e elementos do sistema da qualidade - Parte 4: Diretrizes para melhoria da qualidade

Diretrizes para auditoria de sistemas da qualidade - Parte 1: Auditoria
NBRISO10011-1 de 11/2002

Diretrizes para auditoria de sistemas da qualidade - Parte 1: Auditoria

Sistemas de gestão da qualidade - Diretrizes para a gestão de configuração
NBRISO10007 de 03/2005

Sistemas de gestão da qualidade - Diretrizes para a gestão de configuração

Gestão de riscos - Vocabulário
ABNT ISO GUIA73 de 11/2009

Gestão de riscos - Vocabulário

Gestão de riscos - Diretrizes
NBRISO31000 de 03/2018

Gestão de riscos - Diretrizes

Sistemas de gestão da qualidade - Fundamentos e vocabulário
NBRISO9000 de 09/2015

Sistemas de gestão da qualidade - Fundamentos e vocabulário

Sistemas da qualidade - Modelo para garantia da qualidade em inspeção e ensaios finais
NBRISO9003 de 12/2000

Sistemas da qualidade - Modelo para garantia da qualidade em inspeção e ensaios finais

Gestão da qualidade — Diretrizes para gestão da competência e desenvolvimento de pessoas
NBRISO10015 de 07/2020

Gestão da qualidade — Diretrizes para gestão da competência e desenvolvimento de pessoas

Requisitos de garantia da qualidade para equipamento de medição - Parte 1: Sistema de comprovação metrológica para equipamento de medição
NBRISO10012-1 de 04/2004

Requisitos de garantia da qualidade para equipamento de medição - Parte 1: Sistema de comprovação metrológica para equipamento de medição

Normas para a gestão da qualidade e garantia da qualidade - Parte 4: Guia para gestão do programa de dependabilidade
NBRISO9000-4 de 08/2005

Normas para a gestão da qualidade e garantia da qualidade - Parte 4: Guia para gestão do programa de dependabilidade

Diretrizes para gestão de aspectos econômicos da qualidade. Fornece orientação em como atingir benefícios econômicos a partir da aplicação da gestão da Qualidade.
ABNT ISO/TR10014 de 05/2008

Diretrizes para gestão de aspectos econômicos da qualidade. Fornece orientação em como atingir benefícios econômicos a partir da aplicação da gestão da Qualidade.

Versão comentada da Norma para Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos, com mais de 91 páginas de comentários elaborados pelo engenheiro Eduardo Daniel
NBRISO9001 - COMENTADA de 09/2015

Versão comentada da Norma para Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos, com mais de 91 páginas de comentários elaborados pelo engenheiro Eduardo Daniel

Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão
NBRISO19011 de 12/2018

Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão

Gestão da qualidade — Qualidade de uma organização — Orientação para alcançar o sucesso sustentado
NBRISO9004 de 11/2019

Gestão da qualidade — Qualidade de uma organização — Orientação para alcançar o sucesso sustentado

Diretrizes para auditoria de sistemas da qualidade - Parte 3: Gestão de programas de auditoria
NBRISO10011-3 de 11/2002

Diretrizes para auditoria de sistemas da qualidade - Parte 3: Gestão de programas de auditoria

Diretrizes para auditoria de sistemas da qualidade - Parte 2: Critérios para qualificação de auditores de sistema da qualidade
NBRISO10011-2 de 11/2002

Diretrizes para auditoria de sistemas da qualidade - Parte 2: Critérios para qualificação de auditores de sistema da qualidade

Diretrizes para a documentação de sistema de gestão da qualidade.
ABNT ISO/TR10013 de 07/2021

Diretrizes para a documentação de sistema de gestão da qualidade.