Norma Brasileira
add_shopping_cart
star_border
Vigente

Esta Parte da NBR15613 estabelece procedimentos para ensaios de corrosão sob fadiga axial para obtenção de curvas S-N e de valores estatísticos de resistência à fadiga para materiais metálicos destinados à fabricação de implante, por meio de ensaios em corpos de prova submetidos a carregamento periódico de uma força axial, em regime exclusivo de tração e a uma amplitude constante, em ambientes constituídos por solução salina, a 37 °C, ou ao ar, à temperatura ambiente.

Título em inglês

Surgical implants - Corrosion resistance - Part 3: Corrosion axial fatigue testing of metallic materials

Comitê

ODONTO-MÉDICO-HOSPIT...

Número de páginas

12 páginas

08/2016 Publicada nova edição
10/2014 Publicada confirmação
09/2008 Publicada edição

Normas recomendadas

Requisitos gerais para a competência de laboratórios de ensaio e calibração
NBRISO/IEC17025 de 12/2017

Requisitos gerais para a competência de laboratórios de ensaio e calibração

Implantes para cirurgia — Resistência à corrosão - Parte 4: Ensaio de corrosão por pite ou por fresta de materiais para implantes cirúrgicos metálicos
NBR15613-4 de 10/2016

Implantes para cirurgia — Resistência à corrosão - Parte 4: Ensaio de corrosão por pite ou por fresta de materiais para implantes cirúrgicos metálicos

Odontologia - Implantes - Ensaio dinâmico de fadiga para implantes odontológicos endósseos
NBRISO14801 de 04/2012

Odontologia - Implantes - Ensaio dinâmico de fadiga para implantes odontológicos endósseos

Materiais metálicos — Ensaio de Tração - Parte 1: Método de ensaio à temperatura ambiente
NBRISO6892-1 de 04/2013

Materiais metálicos — Ensaio de Tração - Parte 1: Método de ensaio à temperatura ambiente

Odontologia - Auxiliares elastoméricos para uso em ortodontia
NBRISO21606 de 09/2014

Odontologia - Auxiliares elastoméricos para uso em ortodontia

Imprimir